Os aprendizados de mulheres camponesas na luta pela terra

Autores

  • Ivanilson Batista da Silva ivanylsonbraga@hotmail.com
    Universidade do Estado do Pará
  • Eduardo Jorge Lopes da Silva eduardojorgels@gmail.com

Resumo

Resumo

Este artigo apresenta resultados de uma investigação concluída, em nível de mestrado, sobre os aprendizados das mulheres camponesas na luta pela conquista da terra nos assentamentos Amarela I e II, no município de São Miguel de Taipu-PB. Objetivou compreender este fazer como ação e resultado das transformações sociais, no tocante à relação homem e mulher, tendo em vista que, no agir coletivo da luta, as mulheres reescreveram rotas que determinaram o seu protagonismo no processo da conquista da terra e da superação do machismo. Teoricamente, o presente estudo teve como fundamentos Caldart (2004), Freire (1987; 1992), Scott (1992; 1995) entre outros. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas, com 4 mulheres camponesas. No ato de seu protagonismo, estas mulheres contribuíram, de forma pontual, para mudar a lógica cultural machista, a qual lhes condicionava à posição inferior frente aos homens. Logo, as lutas por elas empreendidas se caracterizam como um evento atual necessário para que, em sua plenitude, elas conquistem o direito à igualdade de gênero.

Palavras-chave: Camponesa. Terra. Luta. Aprendizado.

The learning of peasant women in the fight for land

Abstract

This article presents the results of an investigation that has been concluded, at Masters level, about the learning of peasant women in the fight for the land in the settlements of Amarela I and II, in the city of São Miguel de Taipu-PB. It aimed at the comprehension of this as an action and a result of the social transformations, concerning the relation men and women, given that in the collective action of the fight, the women rewrote routes that determined their protagonism in the process of conquering the land and the overcoming of male chauvinism. Theoretically, the present study is based on Caldart (2004), Freire (1987, 1992), Scott (1992, 1995) and others. The data was collected through semi-structured interviews with 4 peasant women. In the act of their protagonism, these women contributed, in a specific way, to change the chauvinistic cultural logic that conditioned them to a less prominent position in relation to men. Therefore, the struggles they undertake are characterized as a current event necessary for them to attain their full right to gender equality.Keywords: Peasant. Land. Fight. Learning.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivanilson Batista da Silva, Universidade do Estado do Pará

Mestre em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Professor da rede municipal de ensino da cidade de São Miguel de Taipu-PB. E.mail: ivanylsonbraga@hotmail.com

Eduardo Jorge Lopes da Silva

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFPB, linha de pesquisa em Processos de Ensino-Aprendizagem. Lotado no Departamento de Fundamentação da Educação, Centro de Educação-UFPB. E.mail: eduardojorgels@gmail.com

Downloads

Publicado

23/06/2018
Métricas
  • Visualizações do Artigo 141
  • PDF downloads: 135

Como Citar

SILVA, I. B. da; SILVA, E. J. L. da. Os aprendizados de mulheres camponesas na luta pela terra. Revista Cocar, [S. l.], v. 12, n. 23, p. 467–487, 2018. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/1736. Acesso em: 23 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos