Articulação entre Atendimento Educacional Especializado e o ensino comum: construindo sistemas educacionais inclusivos

Autores

  • Theresinha Guimarães Miranda Universidade Federal da Bahia

Resumo

Este artigo pretende analisar o trabalho pedagógico desenvolvido entre o professor da educação especial e o do ensino comum ou regular para a concretização do processo de inclusão escolar. Parte-se da legislação que orienta a perspectiva inclusiva da educação especial e de estudos realizados por profissionais da área de educação especial, destacando-se aqueles que foram realizados no âmbito do ONEESP (Observatório Nacional de Educação Especial), em que ressaltam o atendimento educacional especializado e o seu impacto para a promoção da inclusão e do sucesso escolar de todos os alunos, principalmente daqueles com necessidades educativas especiais. A colaboração entre a educação especial e a educação comum, quando é eficaz, beneficia todos os estudantes e também os professores que se sentem renovados e entusiasmados. Estudos têm relatado de um lado, melhorias do desempenho acadêmico dos alunos com necessidades educativas especiais bem como da sua autoestima, de habilidades sociais e relacionamento com os pares e por outro lado, a existência de dificuldades para a realização dessa colaboração. Nesse processo, estudos demonstram que existem obstáculos de diversas ordens como seja a falta de compatibilidade de horário entre esses dois grupos de docentes, o número elevado de alunos para o atendimento educacional especializado, a inadequada formação profissional, pouca inserção no projeto politico pedagógico da escola dentre outros. Em suma, é fundamental que sejam criadas nas escolas condições necessárias para a prática da articulação entre esses dois grupos de docentes, para que o trabalho pedagógico seja desenvolvido como parte da gestão escolar e da relação com a família.

Palavras chave: Educação Inclusiva. Articulação entre professores. Professor da Educação Especial. Professor do ensino comum.

"

Relationshipbetween the specialized educational support and commom education: building inclusiveeducationsystems

"

This article analyzes the pedagogical work of the teacher of special education and the teacher of common education to carry out the process of school inclusion. It starts from the legislation and the studies for special education’s professionals, that guides inclusive perspective of special education highlighting that were conducted under the ONEESP (National Observatory for Special Education), that highlight the specialized educational support and their impact in promoting inclusion and academic success of all students, especially those with special educational needs. The collaboration between special education and common education, when it is effective, benefits all students and also teachers who feel renewed and excited. Studies have reported the one hand, academic performance improvements of students with special educational needs as well as their self-esteem, social skills and relationships with peers and on the other hand, the existence of difficulties in the realization of this collaboration. In this process, studies show that there are obstacles of various orders such as the lack of compatibility of time between these two groups of teachers, the high number of students for specialized schooling, inadequate training teacher and little insertion in the pedagogical political school project, among others. In summary, it’s necessary to be created in schools necessary conditions for the articulation between these two groups of teachers, for what educational work be developed as part of the school management and the relationship with the family.

Keywords: Inclusive Education. Articulation between teachers. Teachers of Special Education. Teacher of Common Education."

"

Downloads

Publicado

12/12/2015