Educação Aberta e conscientização ativista: Ubuntu, rumo às práticas decoloniais

Open Schooling and activist awareness: Ubuntu, towards decolonial practices

Autores

Palavras-chave:

Educação Aberta, Conscientização-ativista, Práticas decoloniais

Resumo

O artigo traz um recorte de uma tese, cuja pesquisa intervenção, a partir da metodologia errante, investigou as possibilidades práticas para uma conscientização-ativista na educação. Teve como objetivo geral apresentar pistas sobre ambiências socioformativas que integrem a perspectiva da educação aberta e a conscientização-ativista, rumo a aulas decoloniais. Os participantes da investigação foram estudantes, docentes e pesquisadores de instituições públicas e de dois coletivos independentes da cultura hacker, à busca de soluções para o problema de acúmulo de lixo no bairro, identificado pelos/as participantes. Os achados sinalizaram que a reunião de escola, comunidade, pesquisadores/as, universidade e coletivos independentes são práticas sociais imprescindíveis para a cocriação de redes de colaboração, emancipação, decolonialidade e amorosidade.

Palavras-chave: Educação Aberta; Conscientização-ativista; Práticas decoloniais.

 

Abstract

The article presents an excerpt from a thesis, whose intervention research, based on the wandering methodology, investigated the practical possibilities for an activist-conscientization in education. Its general objective was to present clues about socio-formative environments that integrate the perspective of open education and activist conscientization, towards decolonial classes. The research participants were students, teachers, and researchers from public institutions and two independent hacker culture collectives, looking for solutions to the problem of waste accumulation in the neighborhood, identified by the participants. The findings indicate that the meeting of school, community, researchers, university, and independent collectives are essential social practices for the co-creation of collaborative networks, emancipation, decoloniality and amorousness.

Keywords: Open education; Conscientization-activism; Decolonial practices.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Rocha Bruno, UNIRIO

Professora do Departamento de Didática e do Quadro Permanente do PPGEdu, UNIRIO, e Professora colaboradora do PPGE-UFJF. Bolsista de produtividade em pesquisa – CNPq. Doutora em educação, PUC-SP. E-mail: arbruno2208@gmail.com.   Orcid: https://orcid.org/0000-0002-5646-8919

 

Elisiana Frizzoni Candian, Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais

Mãe do Thomas e do Gil (#maternidadenolattes), Professora de Arte na Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais e Doutora em Educação pelo PPGE-UFJF.  E-mail: elisfrizzoni@gmail.com.

Orcid: https://orcid.org/0000-0002-0857-643X

 

Lucila Pesce, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP - PPGE

Professora do Departamento de Educação e do Quadro Permanente do PPGE, UNIFESP. Bolsista de produtividade em pesquisa – CNPq. Doutora em educação, PUC-SP. E-mail: lucila.pesce@unifesp.br
Orcid: http://orcid.org/0000-0002-2562-2012

 

Referências

AGUADO, A. et al. Educação Hacker: uma proposta para a formação docente. InovaEduc, [S. l.], n. 3, ago. 2015. Disponível pelo endereço: http://www.lantec.fe.unicamp.br/inovaeduc/wpcontent/uploads/2015/n3.art1.pdf Acesso em 30/01/2023.

BRUNO, A.R. Formação de professores na cultura digital: aprendizagens do adulto, educação aberta, emoções e docências. Salvador, EDUFBA, 2021. Disponível pelos endereços: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/34368 OU https://repositorio.ufba.br/bitstream/ri/34368/5/formacao-de-professores-na-cultura- digital-REPOSITORIO.pdf Acesso em 30/01/2023.

BRUNO, A.R. Cultura Digital e Educação Aberta : as curadorias digitais como inter e intrafaces do ensino híbrido. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 28, n. 1, p. 115–126, 2019. DOI: 10.35699/2238-037X.2019.9861. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9861. Acesso em 30/01/2023.

BRUNO, A.R.; MATTOS, A. C. G. REA e POMAR: desdobramentos de uma Educação Aberta na Cibercultura. EaD Em Foco, v. 7. n1. 2017. https://doi.org/10.18264/eadf.v7i1.531 Acesso em 30/01/2023.

BRUNO, A.R. Educação Aberta e Cultura Digital: docênciaS, curadoria, redes sociais, percursos e espaços (trans)formativos. Projeto em desenvolvimento, com fomento do edital CNPq 9/2020 (início 2021), bolsa de Produtividade em Pesquisa, 2021.

CANDIAN, E. F.; BRUNO, A.R. Tecnologias digitais da informação e comunicação na educação e uma possível ‘educação hacker’. Revista Prâksis, Novo Hamburgo, v. 2, n. 17, p. 8-23, maio/ago. 2020.

CANDIAN, E. F. Isto E Aquilo: a cultura hacker como outro mundo possível para a conscientização ativista na educação. 2021. 165 p. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2021.

DAMIANI, M. F et al. Discutindo pesquisas do tipo intervenção pedagógica. Cadernos de educação, UFPEL, Pelotas, n. 45, pp. 57-67, 2013.

FONSECA, F. S. Redelabs: laboratórios experimentais em rede. 2014. 106 f. Dissertação (Mestrado em Divulgação Científica e Cultural) – Instituto de Estudos da Linguagem e Laboratório de Estudos Avançados de Jornalismo da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2014.

FRANCO, M. A. S. Pedagogia da Pesquisa-Ação. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 3, p. 483-502, set./dez. 2005.

FREIRE, A. M. A. Utopia e democracia: os inéditos-viáveis na educação cidadã. In: AZEVEDO, José Clóvis de. et al. (org.). Utopia e democracia na educação cidadã. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2000. p. 13-21.

FREIRE, P.; FAUNDEZ, A. Por uma pedagogia da pergunta. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 23ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999.

FREIRE. P. Ação cultural para a liberdade e outros escritos. 15. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

FREIRE. P. Conscientização. Tradução de Tiago José Risi Leme. São Paulo: Cortez, 2016.

FREITAS, M. T. A. A trajetória de pesquisa do Grupo LIC: formação de professores, letramentos e tecnologias digitais. Texto para o Seminário Interno do PPGE, UFJF, 2009.

hooks, b. Ensinando a transgredir: A educação como prática da liberdade. Tradução de Marcelo Brandão Cipolla. 2a ed. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2019.

HUI, Y. On the Existence of Digital Objects. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2016.

JOAQUIM, B. S.; VOVIO, C.; PESCE, L. Inclusão e letramento na Educação de Jovens e Adultos: uma análise teórica sob a perspectiva decolonial. Linguagem em Foco, UECE. v. 12. n. 2., 2020. p. 248-268. Disponível pelo endereço: https://revistas.uece.br/index.php/linguagememfoco/article/view/4053/3466 Acesso em 30/01/2023.

LEVY, S. Os heróis da revolução: como Steve Jobs, Steve Wozniak, Bill Gates, Mark Zuckerberg e outros mudaram para sempre as nossas vidas. Trad. Maria Cristina Sant’Anna. São Paulo: Évora, 2012.

LANGE, M. de; WAAL, M. de. The Hackable City: Digital Media and Collaborative CityMaking in the Network Society. [S. l.]: Spinger 2019. (e-book).

LARROSA, J. P de Professor. São Carlos: Pedro & João Editores, 2018.

MALDONADO-TORRES, N. Decolonialidade e pensamento afrodiapórico. Organizadores Joaze Bernardino Costa; Nelson Maldonado Torres; Ramón Grosfoguel. – 2 ed; 1. Reimp, - Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2019.

MARTÍN-BARBERO, J. A comunicação na educação. São Paulo: Contexto, 2014

MATTOS, A. C. G.; BRUNO, A.R.. Emergências da educação aberta no contemporâneo: MOOC, REA E POMAR. 37ª Reunião Nacional da ANPEd – 04 a 08 de outubro de 2015, UFSC – Florianópolis. Disponível pelo endereço: http://37reuniao.anped.org.br/wp-content/uploads/2015/02/Trabalho-GT16-4517.pdf Acesso em 30/01/2023.

MATTOS, E. A. C. Ethos hacker e hackerspaces: práticas e processos de aprendizagem, criação e intervenção. 2014. 144 p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Urbanismo, História e Arquitetura da Cidade, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.

OSTETTO, L. E. A pesquisa em círculos tecida. In: GUEDES, A. O.; RIBEIRO, T. Pesquisa, alteridade e experiência: metodologias minúsculas. Rio de Janeiro: Ayvu, 2019.

PESCE. A potência didática dos recursos educacionais abertos para a docência na contemporaneidade. REVEDUC (UFSCar). v. 07, n. 02, 2013. p. 195-210. Disponível pelo endereço: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/749/270 Acesso em 30/01/2023.

PESCE, L., HESSEL, A. M. Di. G. Ensino Superior no Contexto da pandemia da COVID-19. Revista práxis educacional, v. 17, n. 45, p.33-51, abr./jun. | 2021. DOI: https://doi.org/10.22481/praxisedu.v17i45.8323 Acesso em 30/01/2023.

PESCE, L. Dispositivos digitais, Paulo Freire e decolonialidade: confrontos e avanços nos processos formativos. Projeto em desenvolvimento, com fomento do edital CNPq 9/2022, bolsa de Produtividade em Pesquisa.

PRETTO, N. D. L. Professores-autores em rede. In: SANTANA, B.; ROSSINI, C., PRETTO, Nelson De Luca (org). Recursos Educacionais Abertos: práticas colaborativas e políticas públicas. São Paulo: Casa da Cultura Digital; Salvador: EDUFBA, 2012.

PRETTO, N. D. L. Hackear a Educação. Revista Facta, Belo Horizonte, v. 3, p. 75-79, 2015.

PRETTO, N. D. L. Entrevista - Prof. Nelson Pretto - Universidade Federal da Bahia - UFBA. Educ. foco, Juiz de Fora, v. 23, n. 1, p. 269-278, jan./abr. 2018.

SANTOS, A. I. Referencial Europeu de Educação Aberta - OpenEdu Framework. Vídeo disponível no Youtube em 10/11/2016 pelo endereço: https://www.youtube.com/watch?v=yE8q-6MWvcw Acesso em 30/01/2023.

WALSH. C. Interculturalidade e decolonialidade do poder um pensamento e posicionamento “outro” a partir da diferença colonial. Revista Eletrônica da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Disponível pelo endereço: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/revistadireito/article/view/15002/10532Acesso em 30/01/2023.

Downloads

Publicado

22/04/2024
Métricas
  • Visualizações do Artigo 78
  • pdf downloads: 44

Como Citar

ROCHA BRUNO, A.; CANDIAN, E. F.; PESCE, L. Educação Aberta e conscientização ativista: Ubuntu, rumo às práticas decoloniais: Open Schooling and activist awareness: Ubuntu, towards decolonial practices. Revista Cocar, [S. l.], v. 20, n. 38, 2024. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/7612. Acesso em: 13 jul. 2024.