Educação em Ciências e ENCCEJA: apontamentos a partir da literatura de pesquisa

Science Education and ENCCEJA: observations about the research and literature

Autores

Palavras-chave:

EJA, ENCCEJA, Educação em Ciências

Resumo

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA) é uma prova de abrangência nacional que garante aos seus candidatos aprovados a certificação de nível fundamental ou médio. A elaboração do ENCCEJA é orientada por matrizes de competências e habilidades organizadas para cada área do conhecimento. Este trabalho tem como objetivo investigar como as pesquisas da área de Educação em Ciências têm analisado o ENCCEJA, sua Matriz e seus objetivos. Para tanto, realizamos um levantamento bibliográfica  com base em seis plataformas digitais que reúnem publicações latino-americanas em Ciências Humanas. Os resultados indicam um baixo grau de problematização dos objetivos, dos perfis e dos documentos orientadores do ENCCEJA. Indicam, ainda, ausência de discussão acerca das implicações curriculares do exame para o campo da Educação em Ciências.

Palavras-chave: EJA; ENCCEJA; Educação em Ciências.

 

Abstract

The National Exam for Competence Certification of Youngs and Adults (ENCCEJA) is an exam of national reach that ensures to its approved candidates the certification of the conclusion of the basic education. The ENCCEJA´s elaboration is based on matrices of competences and abilities for each knowledge area. The purpose of this research paper is to investigate how the researches in the Science Education area have been working on the ENCCEJA, on its matrices and objectives. With this aim, we did a literature review based on six digital platforms that concentrate Latin American publications of the Human Sciences areas. The results indicate that there is little problematization about the objectives, subjects and base documents of the ENCCEJA. They also indicate the absence of discussions about curricular consequences of the ENCCEJA for the area of Science Education.

Keywords: EJA; ENCCEJA; Science Education.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

David Andrade Marques da Silva, NUTES/UFRJ

Licenciado em Física pela UERJ, mestre em Ciência, Tecnologia e Educação pelo Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca e doutorando em Educação em Ciências e Saúde no Instituto NUTES de Educação em Ciências e Saúde da UFRJ. É professor de Física na Educação de Jovens e Adultos e no Ensino Médio Integrado à Educação Profissional da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio. E-mail: david.silva@ufrj.br ORCID: https://orcid.org/0009-0009-6739-7894

Isabel Martins, UFRJ

Licenciada em Física pela UFRJ e doutora em Educação pela Universidade de Londres. É professora titular no Instituto NUTES de Educação em Ciências e Saúde da UFRJ. E-mail: isabelmartins@ufrj.br  ORCID: https://orcid.org/0000-0001-5572-6958

Referências

ALMEIDA, Robenil dos Santos; CERQUEIRA JÚNIOR, Welington. Concepções dos alunos da EJA sobre raios e fenômenos relacionados. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 33, n. 2, p. 507-526, ago. 2016.

ALVES, Marcelo Paraiso; ALMEIDA, Cinthia Emerenciana de; FARANI, Érik Imil Viana; PALMA, Alexandre. O Programa Saúde na Escola: dos limites da intersetorialidade à proposição desde o Sul. Ensino, Saúde e Ambiente –13(3), p. 21-40, dez. 2020.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BRASIL. Decreto nº 9.432, de 29 de junho de 2018. Regulamenta a Política Nacional de Avaliação e Exames da Educação Básica. Ministério da Educação. Brasília, DF, 2018.

CATELLI Jr., Roberto. Encceja: cenário de disputas na EJA. Rev. bras. Estud. pedagog. (online), Brasília, v. 94, n. 238, p. 721-744, set./dez. 2013.

CATELLI JR, Roberto; HADDAD, Sérgio; RIBEIRO, Vera Masagão (org.). Educação de Jovens e Adultos: insumos, processos e resultados. 1. ed. São Paulo: Ação Educativa, 2014.

CATELLI Jr., Roberto. Políticas de certificação por meio de exames nacionais para a educação de jovens e adultos: um estudo comparado entre Brasil, Chile e México. 2016. 330 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2016.

CATELLI Jr., Roberto. Los exámenes nacionales de certificación para jóvenes y adultos en el contexto de las políticas públicas de educación en Brasil, Chile y México. Revista Interamericana de Educación de Adultos, año 39, n. 1, enero - junio 2017.

COUTINHO, Helen Ferreira Carvalho. Concepções de qualidade na educação de jovens e adultos: Impasses e desafios da Política Educacional Brasileira. 2016. 165f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Juiz de Fora. Juiz de Fora, 2016.

CUNHA, Elisete Lopes da; DICKMAN, Adriana Gomes. O estudo da Óptica na modalidade de educação para Jovens e Adultos (EJA) por meio de uma sequência didática diversificada. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 35, n. 1, p. 262-289, abr. 2018.

EGITO, Niedja Balbino do; SILVEIRA, Maria Inez Matoso; O letramento acadêmico de estudantes “não tradicionais” em cursos superiores tecnológicos: avaliando uma experiência de mediação pedagógica. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v.18, n.4 p. 799-819, 2018.

FREITAS, Erico Tadeu Fraga; JÙNIOR, Orlando Aguiar. Atividades de elaboração conceitual por estudantes na sala de aula de Física na EJA. Rev. Ensaio Belo Horizonte. v.12 n. 01 p. 43-62, jan. / abr 2010.

GATTO, Carmen Isabel. O processo de definição das diretrizes operacionais para a Educação de Jovens e Adultos: participação democrática das agências do campo recontextualizador oficial. 2008. 265f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2008.

GOUVEIA, Daniele da Silva Maia; SILVA, Alcina Maria Testa Braz da. A formação educacional na EJA: dilemas e representações sociais. Revista Ensaio. Belo Horizonte, v.17, n.3, 2015.

INEP. CIÊNICAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS – ENSINO MÉDIO. Fundamentação das matrizes de avaliação da educação básica: estudos e propostas. 2014 Disponível em: https://download.inep.gov.br/educacao_basica/encceja/matriz_competencia/Mat_Cien_Nat_EM.pdf. Acesso em: 10 nov. 2021.

INEP. MATRIZES DE REFERÊNCIAS. 21 de dezembro de 2020. 2020. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/areas-de-atuacao/avaliacao-e-exames-educacionais/pisa/matrizes-de-referencia. Acesso em: 9 nov. 2021.

JESUS, Andréa Cristina Souza de; NARDI, Roberto. Imaginário de licenciandos em Física sobre a educação de jovens e adultos e o ensino nessa modalidade. Revista Ensaio, Belo Horizonte, v.18, n.3, 2016.

KRUMMENAUER, Wilson Leandro; COSTA, Sayonara Salvador Cabral da; SILVEIRA, Fernando Lang da. Uma experiência de ensino de Física contextualizada para a Educação de Jovens e Adultos. Rev. Ensaio. Belo Horizonte; v. 12, n. 02, p. 69-82, maio/ago. 2010.

LAMBACH, Marcelo; MARQUES, Carlos Alberto. Ensino de Química na Educação de Jovens e Adultos: relação entre estilos de pensamento e formação docente. Investigações em Ensino de Ciências. v. 14(2), p. 219-235, 2009.

LOUZADA, Virgínia. Accountability e educação básica na rede municipal carioca: contribuições para o debate sobre qualidade na educação. Revista Periferia. v.6 n. 2 jul-dez 2014.

MELLO, Paulo Eduardo Dias de. Material didático para educação de jovens e adultos: história, formas e conteúdos. 2010. 254f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2010.

MOREIRA, Adelson Fernandes; FERREIRA, Leonardo Augusto Gonçalves. Abordagem temática e contexto de vida em uma prática educativa em ciências e biologia na EJA. Ciência & Educação. v. 17, n. 3, 2011.

NASCIMENTO, Viviane Soares do; BENITE, Claudio R. Machado; FRIEDRICH, Márcia; BENITE, Anna M. Canavarro. O ensino de ciências e matemática na Educação de Jovens e Adultos: um estudo de caso sobre ação docente. ALEXANDRIA: R. Educ. Ci. Tec. Florianópolis, v. 4, n. 1, p. 67-88, maio 2011.

PORTO, Maria de Lourdes Oliveira; TEIXEIRA, Paulo Marcelo M. A articulação da tríade CTS: reflexões sobre o desenvolvimento de uma proposta didática aplicada no contexto da EJA. Investigações em Ensino de Ciências. –v. 21 (1), p. 124-144, 2016.

RESENDE, Ana Carolina costa; CASSAB, Mariana. A construção curricular de uma educadora de ciências na EJA: como a presença dos jovens afeta a sua prática? Ensaio: Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 23, 2021.

RIBACIONKA, Márcia. Uma proposta de WebQuest para a introdução ao letramento estatístico dos alunos da E.J.A. 2010. 218 p. Dissertação (Mestrado em Ensino de Matemática). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2010.

RUMMERT, Sônia Maria, A educação de jovens e adultos trabalhadores brasileiros no século XXI. O "novo" que reitera antiga destituição de direitos. Sísifo. Revista de Ciências da Educação, v. 2, p. 3550, jan. / abr. 2007.

SANTOS, Patrícia Oliveira; BISPO, Josiane dos Santos; OMENA, Maria Kuiza Rodrigues de A. O ensino de ciências naturais e cidadania sob a ótica de professores inseridos no programa de aceleração de aprendizagem da EJA - Educação de jovens e adultos. Ciência & Educação. v.11, n. 3, 2005.

SANTOS, Pedro de Souza. A história da África e cultura africana e afro-brasileira em livros didáticos de educação de jovens e adultos. 2018. 276 f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação. Universidade de São Paulo. São Paulo, 2018.

SANTOS, Maria Irilene Alves dos. Desempenho em matemática de jovens e adultos do ensino fundamental no ENCCEJA. Research, Society and Development, v. 8 n. 7. 2019.

SCHNEIDER, Marilda Pasqual. Políticas de avaliação em larga escala e a construção de um currículo nacional para a educação básica. EccoS, Revista Científica. São Paulo, n. 30, jan./abr. 2013.

SERRAO, Luis Felipe Soares. Exames para certificação de conclusão de escolaridade: os casos do ENCCEJA e do ENEM. 2014. 201 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação. Universidade de São Paulo. São Paulo, 2014.

SILVA, Amanda Moreira da. A docência no tempo e no contexto das leis. Revista periferia. v. 5, n. 2 jul./dez. 2013.

Silva, David A. M. da; MARTINS, Isabel. As políticas curriculares para a EJA e o ensino de ciências. In: V Encontro Nacional de Ensino de Ciências da Saúde e do Ambiente; Niterói; RJ, 2018.

VILANOVA, Rita; MARTINS, Isabel. Educação em Ciências e educação de jovens e adultos: pela necessidade do diálogo entre campos e práticas. Ciênc. educ. (Bauru) 14 (2), 2008.

Downloads

Publicado

26/02/2024
Métricas
  • Visualizações do Artigo 62
  • pdf downloads: 68

Como Citar

ANDRADE MARQUES DA SILVA, D.; MARTINS, I. Educação em Ciências e ENCCEJA: apontamentos a partir da literatura de pesquisa: Science Education and ENCCEJA: observations about the research and literature. Revista Cocar, [S. l.], v. 20, n. 38, 2024. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/7219. Acesso em: 22 abr. 2024.