Experiência e arte: contribuições à formação docente

Experience and art: contributions to teacher education

Autores

Palavras-chave:

Experiência; Arte; Formação Docente.

Resumo

Este artigo apresenta um estudo teórico crítico sobre experiência e arte no processo de formação docente, discute a arte como experiência cultural que amplia a compreenssão e significados do tempo presente e de diferentes temporalidades. Argumenta sobre o pensar a arte como algo integrado à experiência de vida, como elemento que integra nossa humanidade, nos compõe historicamente/culturalmente, aguçando a estética do olhar, de sentir e viver o mundo de forma crítica e criativa. Para fundamentar essa proposta bibliográfica, utilizamos como referência autores que instigam a reflexão acerca da experiência, afeto e arte; respectivamente, Duarte Jr. (1994; 1998), Vigotski (1999);   Spinoza (2009) e Larrosa (2002). A partir de estudos, pesquisas e reflexões sobre experiencias, vivencias com as diversas linguagens da  arte, conclui-se que estas potencializam tanto a formação do professor, quanto ampliam possibilidades de saber, fazer e de sentir a docência.

Palavras-chave: Experiência; Arte; Formação Docente.

 

Abstract

This article presents a critical theoretical study on experience and art in the teacher training process, discussing art as a cultural experience that broadens the understanding and meanings of the present time and different temporalities. It argues about thinking of art as something integrated into the experience of life, as an element that integrates our humanity, composes us historically/culturally, sharpening the aesthetics of looking, feeling and living the world in a critical and creative way. To support this bibliographical proposal, we used as a reference authors who instigate reflection on experience, affection and art; respectively, Duarte Jr. (1994; 1998), Vigotski (1999); Spinoza (2009) and Larrosa (2002). Based on the studies, research and reflections on experiences with the different languages of art, it can be concluded that these enhance both teacher training and expand the possibilities of knowing, doing and feeling the teaching process.

Keywords: Experience; Art; Teacher training.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria da Conceição Rodrigues Martins, Universidade Federal do Piauí

Professora da Universidade Federal Piauí (UFPI), Doutora em Educação (UFU) Membro do Grupo de Pesquisa em Ensino de História e Geografia (GEPEGH-UFU).

Orcid: https://orcid.org/0000-0002-7447-6568 E-mail: prof.con@ufpi.edu.br

Selva Guimarães, Universidade de Uberaba (UNIUBE)

Professora Titular da UNIUBE nos Programas de Pós-Graduação da Uniube. Professora do PPGED/UFU. Doutorado em História pela USP. Pós-Doutorado em Educação pela UNICAMP (2007) e Estágio Sênior em Didactica de las Ciencias Sociales na UAB (2016). Pesquisadora de Produtividade do CNPq nível 1 B.

Orcid: https://orcid.org/0000-0002-8956-9564 E-mail: selva@ufu.br

Referências

ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007. BENJAMIN, W. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura.

ed. São Paulo: Brasiliense, 2009 (Obras Escolhidas, v. 1).

. Experiência e Pobreza. In: Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura Obras Escolhidas I. Trad. Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo, SP: Ed. Brasiliense, 2012.

BARBOSA, A. M. Por que e como: arte na educação. In: MEDEIROS, Maria Beatriz (Org). Arte em Pesquisa. ANPAP, Brasília, 2004. p.48-51.

, Ana Mae Tavares Bastos. Ensino da arte: memória e história. São Paulo: Perspectiva, 2008.

BERNARDES, Sueli Terezinha de Abreu. Arte e filosofia na professoralidade. Curitiba: CRV, 2010

BRASIL, Conselho Nacional de Educação, Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena,2015. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/009. Acesso em 24 de setembro de 2021

CHAUÍ, Marilena. Desejo, paixão e ação na ética de Espinosa. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

CUCHE, Denys. O Conceito de Cultura nas Ciências Sociais. Tradução de Viviane Ribeiro. 2 ed. Bauru: EDUSC, 2002.

DUARTE JR., J. F. Fundamentos estéticos da educação.5. ed. São Paulo: Papirus, 1998. DUARTE JR., J. F. o que é beleza? São Paulo: Editora Brasilience.1986.

DUARTE JR., J. F. O sentido dos sentidos: a educação (do) sensível. Tese de Doutorado UNICAMP: Campinas SP .2004

DUARTE JR., J. F. Por que arte-educação? 9. ed. São Paulo: Papirus, 1994.

DUENHA, Milene Lopes. A potência transformativa dos encontros: Presença partilhada nos des-territórios da arte. VIII Congresso da ABRACE –UFMG Belo Horizonte, 2014. Disponível em: http://portalabrace.org/viiicongresso/resumos/territorios/DUENHA%20Milene%20Lopes. pdf. Acesso em 17 de março de 2019

ECO, U. A literatura contra o efêmero. Folha de S. Paulo, São Paulo, 18 fev. 2001, Caderno “Mais” Disponível em: http://biblioteca.folha.com.br/1/02/2001021801.html Acesso 05 de fevereiro de 2017.

FISCHER, Ernst. A Necessidade da Arte. Tradução: Leandro Konder. São Paulo: Zahar Editores, 1981.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1994.

JAPIASSU, Hilton; MARCONDES, Danilo. Dicionário Básico de Filosofia. 6. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2001

LARROSA, J. Experiência e alteridade em educação. Reflexão & Ação, Santa Cruz do Sul, v. 19, n. 2, p. 4-27, 2011.

DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rea.v19i2.2444.

_ Literatura, Experiência e formação. In: COSTA, M. V. Caminhos investigativos

– novos olhares na pesquisa em educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

Jorge. Notas sobre experiência e o saber de experiência. Revista Brasileira de Educação. n. 19. São Paulo, p. 20 – 28, jan/fev/mar/abr, 2002.

http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782002000100003.

_ Maria de Amor e Verdade, Livro de poemas não publicado- Crateús, 2002.

MARTINS, Mirian C. F. Dias. “Arte, só na aula de arte?”. Revista Educação. Porto alegre. V.34 n 3, p.311-316, set/dez. 2011.

MORIN, Edgar. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Tradução Eloá Jacobina. - 8a ed.-Rio de Janeiro: Bertrand Brasil,2003

MATURANA, Humberto. Emoções e Linguagem na educação e na Política. 3ª. Edição-Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2002

NOGUEIRA, Monique Andries. A formação cultural de professores ou a arte da fuga. Goiânia: Editora da UFG, 2008.

SCHILLER, F. A educação estética do homem. São Paulo: Iluminuras, 2014

SEVERINO, A. J. A busca do sentido da formação humana: tarefa da filosofia da educação. Educação e Pesquisa [online], São Paulo, v. 32, n. 3, p. 619-634, set./ dez. 2006. http://dx.doi.org/10.1590/S1517-97022006000300013.

SNYDERS, Georges. A alegria na escola. São Paulo: Manole, 1988. SNYDERS, Georges. Pedagogia Progressista. Coimbra: Almedina, 1974.

SILVA, Marcos Antonio da. “Entre o espelho e a janela (Ensino Fundamental e direito à história)”. In: Projeto História, São Paulo, nº 54, pp .139-161, set./dez. 2015. Disponível em: Acesso em: 20/05/2019

SPINOZA, Benedidus, Ética / Spinoza; [tradução de Tomaz Tadeu]. - Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

VYGOTSKY, L. Psicologia da Arte. São Paulo, Martins Fonte,1999

Downloads

Publicado

10/04/2024
Métricas
  • Visualizações do Artigo 39
  • pdf downloads: 60

Como Citar

RODRIGUES MARTINS, M. da C.; GUIMARÃES, S. Experiência e arte: contribuições à formação docente: Experience and art: contributions to teacher education. Revista Cocar, [S. l.], v. 20, n. 38, 2024. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/7380. Acesso em: 19 maio. 2024.