Dupla condição: percalços para a conquista da equidade

Twice-exceptional: obstacles to achieve equity

Autores

Resumo

O presente ensaio se propõe realizar uma reflexão sobre as confusões mais comuns em torno do fenômeno das Altas Habilidades/Superdotação (AH/SD), comparando e desmistificando certos termos, como “gênio” e “prodígio”, geralmente utilizados para se referir aos alunos com AH/SD. Também realiza uma breve recapitulação sobre os direitos dos alunos com AH/SD previstos na legislação brasileira e articula uma reflexão sobre as duplas condições mais comuns encontradas na literatura, como as combinações de AH/SD com a Síndrome de Asperger, Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), Transtornos de Aprendizagem (TA) e Transtorno do Espectro Autista (TEA), discutindo os principais percalços que esses alunos e famílias enfrentam, para conseguir alcançar a equidade na escola, como previsto nas políticas públicas para a Educação Especial.

Palavras-chave: Educação Inclusiva; Dupla condição; Altas habilidades/Superdotação.

 

 

Abstract

This essay aims to reflect about the most common confusions surrounding the phenomenon of Giftness, comparing and demystifying terms such as genius and prodigy, generally used to refer to gifted students. It also carried out a brief review on the rights of gifted students provided for in Brazilian legislation, and proposes a reflection on the most common double conditions found in the literature, such as combinations of Gift with Asperger Syndrome, Attention Deficit Disorder and Hyperactivity Disorder, Learning Disorders and Autism Spectrum Disorder, discussing the main obstacles that these students and families face to achieve equity in school, as provided for in public policies for Special Education.

Keywords: Inclusive Education; Twice exceptional; Giftness.

 

 

Biografia do Autor

José Angelo Fiorot Junior, Universidade Paulista Júlio de Mesquita Fllho - UNESP

 

Licenciado em Química e Ciências pela Universidade de São Paulo (USP). Bacharel em Psicologia pelo Centro Universitário UNIFAFIBE. Especialista em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela Faculdade de Itápolis (FACITA). Mestre em Processos de Ensino, Gestão e Inovação pela Universidade de Araraquara (UNIARA). Doutorando em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP Bauru). Professor de Ciências e Química na Educação Básica. Psicólogo Escolar.

Orcid: https://orcid.org/0000-0001-7646-3077 Contato: fiorot.jr@unesp.br

Aletéia Cristina Bergamin, Unesp

Licenciada em Pedagogia pela Faculdade Internacional de Curitiba (FACINTER). Especialista em Ética, Valores e Cidadania na Escola pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Docência para a Educação Básica pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP Bauru). Doutoranda em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP Bauru). Professora da Educação Básica I (SEDUC- SP). Orcid: https://orcid.org/0000-0001-5076-8841 Contato: aleteia.bergamin@unesp.br

Carina Alexandra Rondini, Unesp

Graduada e Mestre em Matemática pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Doutora em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo. Estágio Pós-Doutoral em Altas Habilidades/Superdotação pela Universidade de Purdue/USA. Especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional: Educação e Saúde, pela FAMERP. Professora Assistente Doutora junto ao Departamento de Ciências de Computação e Estatística do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas – IBILCE/UNESP/São José do Rio Preto e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem (UNESP/Bauru). CEO da Rede de Atendimento Integral ao Superdotado (RAIS) @atendimento.rais.

Orcid: https://orcid.org/0000-0002-5244-5402 Contato: carina.rondini@unesp.br

Downloads

Publicado

01/12/2021