Educação de Surdos: A importância da disciplina Língua Brasileira de Sinais na formação de pedagogos

Education of the Deaf: The importance of the Brazilian Sign Language discipline in the trainning of pedagogues

Autores

Palavras-chave:

educação de surdos, libras, formação de professores

Resumo

O artigo tem como objetivo central analisar uma das diversas dimensões da política educacional, particularmente a que regula a formação do pedagogo nas universidades federais do Brasil e a concernente à inclusão da disciplina Libras conforme Decreto nº 5.626/2005. A pesquisa de caráter documental e qualitativo reuniu dados sobre o conjunto de cursos de pedagogia abarcando a inserção da disciplina Libras com as respectivas cargas horária, ementa e bibliografia em dois momentos: em 2012 e 2016, com vistas a, de um lado, apreender o cumprimento do disposto no Decreto; e, por outro, analisar as correntes teóricas predominantes nessas instituições. A investigação concluiu que a inclusão da disciplina Libras atende ao pressuposto legal determinado pelo Decreto, no entanto, a carga horária é considerada como insuficiente para apreender a complexidade do sistema linguístico espaço-visual.

Palavras-chave: Educação de Surdos; Libras; Formação de Professores.

 

Summary

The article’s central objective is to analyze one of the various dimensions of educational policy, particularly that which regulates the training of pedagogues in federal universities in Brazil and that concerning the inclusion of the Libras discipline acoording to Decree nº 5626/2005. The documentar and qualitative research gathered data on the set of pedagogy courses covering the inclusion of the Libras discipline with the respective workload, syllabus and bibliography at two moments: in 2012 and 2016, with a view to, on the one hand, understanding the compliance with the provisions of the Decree; and, on the Other, analyze the theoretical currents predominant in these institutions. The investigation concluded that the inclusion of the Libras subject meet the legal requirement determined by the Decree, however, the course load is considered insuficient to grasp the complexity of spatial-visual linguistic system.

Keywords: Deaf Education; Pounds; Teacher Training

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliza Marcia Oliveira Lippe, ufrrj

Biografia: Professora Adjunta no Instituto Multidisciplinar da UFRRJ – campus de Nova Iguaçu. Doutorado em Educação pela UNICAMP. Mestrado em Educação para Ciências pela UNESP/Bauru. Especialista nas áreas de: Atendimento Educacional Especializado nas salas de recursos multifuncionais; LIBRAS; Psicopedagogia Clínica e Institucional; Autismo e Direito Constitucional e Administrativo. Graduada em Ciências Biológicas pela UNESP/Bauru e Pedagogia pela UNINOVE. Membro da Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial (ABPEE). Líder do Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva – GPPEE/ UFRRJ. Área de atuação: Educação de Jovens e Adultos e Educação Especial; Educação Especial em contextos de privação de liberdade; Financiamento da Educação e Educação Bilíngue para Surdos. E-mail: eliza.lippe@ufrrj.br ORCID: https://orcid.org/0000-0002-8832-2893

 

Referências

BRASIL, Documento elaborado pelo Grupo de Trabalho nomeado pela Portaria nº 555/2007, prorrogada pela Portaria nº 948/2007, entregue ao Ministro da Educação em 07 de janeiro de 2008. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação inclusiva. Brasília. 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf . Último acesso em: 20 de outubro de 2023.

BRASIL, Ministério da Educação. Resolução CNE/CP Nº 1, de 15 de maio de 2006 - Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf . Último acesso em: 20 de outubro de 2023.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Imprensa Oficial, 1988.

BRASIL. Declaração de Salamanca e Enquadramento de Ação na área das necessidades educativas especiais. In: Conferência Mundial sobre Necessidades Educativas Especiais: Acesso e Qualidade, 06, 1994. Salamanca, Espanha.

BRASIL. Decreto n. 6.949, de 25 de agosto de 2009. Promulga a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo Facultativo, assinados em Nova York, em 30 de março de 2007. Legislação Federal. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 ago. 2009.

BRASIL. Decreto n° 5.626 de 22 de Dezembro de 2005. Brasília, 2005. Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS. Brasília, 2005. BRASIL. Decreto nº 7611, de 17 de novembro de 2011. Dispõe sobre a educação especial, o atendimento educacional especializado e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/decreto/d7611.htm Acesso em 20 de outubro de 2023.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº 9.394. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1996. BRASIL. Lei n° 10.436, de 24 de abril de 2002. Língua brasileira de sinais – LIBRAS. Brasília, 2002.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 jun. 2014. Seção 1, Edição Extra.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais. Sinopse Estatística da Educação Básica/Censo Escolar 2011. Brasília: MEC/INEP, 2011.

BRASIL. Lei nº 13146, de 06 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm . Acesso em: 20 de outubro de 2023

COSTA, O. A.; BEVILACQUA, M. C.; AMANTINI, R. C. B. Considerações sobre o implante coclear em crianças. In: BEVILACQUA, M. C.; MORET, A. L. M. Conversando com familiares e profissionais da saúde. São José dos Campos. Pulso, 2005, p. 123-139

FERNANDES, S.; MOREIRA, L. C. Políticas de educação bilíngue para surdos: o contexto brasileiro. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, Edição Especial n. 2/2014, p. 51-69. Editora UFPR

FERRARI, D. V.; BLASCA, W. Q.; COUBE, C. Z. V. Conceitos básicos e características de tecnologia de amplificação sonora individual. In: BEVILACQUA, M. C.; MORET, A. L. M. Conversando com familiares e profissionais da saúde. São José dos Campos. Pulso, 2005, p. 93 – 122

GESSER, A. Libras? Que língua é essa? Crenças e preconceitos em torno da língua de sinais e da realidade surda. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

LACERDA, C. B. F. Tenho Um Aluno Surdo, e Agora? Introdução à Libras e Educação de Surdos. Ed UFSCar. 2014

LUDKE, M., ANDRÉ, M.E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo, Editora Pedagógica e Universitária, 1986. 99

MARTINS, V. R. de O. Análise das vantagens e desvantagens da Libras como disciplina curricular no ensino superior. Cadernos do CEOM - Memória, História e Educação, Chapecó, ano 21, n. 28, 2008.

PERLIN, G. As diferentes surdas. Revista FENEIS nº 4. Rio de Janeiro: FENEIS 1992;

QUADROS, R. M. de. O tradutor e intérprete de língua brasileira de sinais e língua portuguesa. Brasília. MEC. Segunda edição. 2004

QUADROS, R. M. Educação de Surdos: a aquisição da linguagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 2002;

QUADROS, R. M., KARNOPP, L. B. Língua de Sinais Brasileira: estudos linguísticos. Porto Alegre: Artmed, 2004, 221p.

SKLIAR, C. (Org.). A surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação, 1999

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987

VIEIRA-MACHADO, L. M. C. (Per)cursos na formação de professores de surdos capixabas: constituição da educação bilíngue no estado do Espírito Santo / Lucyenne Matos da Costa Vieira-Machado. – 2012. 219

Downloads

Publicado

24/02/2024
Métricas
  • Visualizações do Artigo 64
  • pdf downloads: 75

Como Citar

OLIVEIRA LIPPE, E. M. Educação de Surdos: A importância da disciplina Língua Brasileira de Sinais na formação de pedagogos : Education of the Deaf: The importance of the Brazilian Sign Language discipline in the trainning of pedagogues . Revista Cocar, [S. l.], v. 20, n. 38, 2024. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/7777. Acesso em: 22 abr. 2024.