A afetividade na aprendizagem: um estudo com estudantes universitários

Affection in learning: a study with undergraduate students

Autores

  • Carlos da Silva Cirino carlos-cirino@hotmail.com
    Universidade Federal da Paraíba
  • Giovanna Barroca de Moura giovannabarroca@gmail.com
    Universidade Federal da Paraíba https://orcid.org/0000-0001-7970-4323

Resumo

Este estudo objetivou investigar o que os alunos expressam sobre sentimentos e emoções durante a sua formação. Especificamente, buscou compreender o que sentem em sua rotina acadêmica, como lidam com as suas emoções e quais os cuidados e tratamentos a que recorrem. Por meio de um estudo exploratório, não exaustivo, de abordagem qualitativa, com procedimento de levantamento em campo, realizou-se uma pesquisa com 40 alunos de uma universidade pública. O instrumento de coleta foi um formulário de perguntas, disponibilizado no aplicativo Google Classroom. A partir da técnica de análise de conteúdo, os principais resultados demonstraram que o contexto universitário provoca tensões e gera pressões. O excesso de atividades leva ao desgaste físico e mental. Em ocasião de sintomas emocionais, os alunos buscam isolamento. Como conclusão, observa-se que há a necessidade de uma filosofia pedagógica mais humana, interativa e integral do sujeito.

Palavras-chave: Afetividade; Aprendizagem; Estudantes.

 

Abstract

This study aimed to investigate what students express about feelings and emotions during their training. Specifically, it sought to understand what they feel in their academic routine, how they deal with their emotions and which care and treatments they resort to. The methodology was based on exploratory objectives, with a qualitative approach, with a field survey procedure. Participants were 40 students from a public university. The instrument consisted of a question form, available in the Google Classroom application. Based on the content analysis technique, the main results showed Echenique that the university context provokes tensions and generates pressures. Activities and their excesses lead to physical and mental exhaustion. In the event of emotional symptoms, students seek isolation. In conclusion, it is observed that there is a need for a more humane, interactive and integral pedagogical philosophy of the subject.

Keywords: Affectivity; Learning; Students.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos da Silva Cirino, Universidade Federal da Paraíba

Possui graduação em psicologia, licenciatura em psicologia e mestrado em psicologia pela Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é professor da Universidade Estadual da Paraíba, Campus VIII, Paraíba, no Curso de Licenciatura em física. Desenvolve pesquisas relacionadas aos seguintes temas: problemas de aprendizagem, emoções e afetos, ciberespaços e política públicas relacionadas a educação e saúde. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-4468-3686. E-mail: carlos-cirino@hotmail.com

 

Giovanna Barroca de Moura, Universidade Federal da Paraíba

Bacharelado em Pedagogia, Licenciatura em Psicologia e Formação em Psicologia pela Universidade Federal da Paraíba. Mestre em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Atualmente é doutoranda do Programa de Pós-graduação em Educação – PPGE, Centro de Educação – CE. Desenvolve pesquisas com ênfase nos seguintes temas: ensino, aprendizagem, formação de professores, trabalho docente, educação a distância, educação infantil, políticas públicas relacionados a educação, ao sujeito e sociedade. Lattes: http://lattes.cnpq.br/3632243014562568. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-7970-4323. E-mail: giovannabarroca@gmail.com

Downloads

Publicado

08/02/2023
Métricas
  • Visualizações do Artigo 115
  • pdf downloads: 106

Como Citar

CIRINO, C. da S.; MOURA, G. B. de. A afetividade na aprendizagem: um estudo com estudantes universitários: Affection in learning: a study with undergraduate students. Revista Cocar, [S. l.], v. 18, n. 36, 2023. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/6371. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos