Interferência do uso das redes sociais na apreensão de informações em universitários

Interference from the use of social networks in the apprehension of information in university student

Autores

Resumo

O presente artigo é uma síntese da pesquisa realizada entre 2018 e 2019 com o objetivo de compreender a interferência dos smartphones conectados às redes sociais durante a leitura na apreensão de informação. Trata-se de um estudo de campo transversal, de caráter quase–experimental e abordagem quanti–qualitativa. A pesquisa foi realizada com 89 acadêmicos (44 homens e 45 mulheres) de três universidades. O grupo experimental foi composto por 22 (05 homens e 17 mulheres) alunos no primeiro ano da graduação. A amostra foi definida através do processo de amostragem aleatória simples sem reposição. Os resultados apontam que os smartphones conectados às redes constituíram uma interferência, com aumento em 65% do tempo de leitura dos participantes e teve relação direta com a idade, contudo não apresenta correlação com os acertos.

Palavras-chave: Smartphones; Apreensão da informação; Redes sociais.

Abstract

The present article is a synthesis of the research carried out between 2018 and 2019 with the objective of comprehending the interference of smartphones connected to social networks during the reading in the apprehension of information. It is a cross-sectional field study of the feature quasi-experimental quantitative and qualitative approach. The survey was executed with 89 academics (44 men and 45 women) from three universities. The experimental group consisted of 22 (05 men and 17 women) students in the first year of the graduation. The sample was defined through the simple random sampling process without replacement. The results indicate that the smartphones connected to the networks constituted an interference, with an increase of 65% in the reading time of the participants and had a direct relationship with age, however it does not present a correlation with the correct answers.

Keywords: Smartphones; Apprehension of the information; Social networks.

 

Biografia do Autor

Fernanda Santana Alves Leite, Universidade Federal do Tocantins

Mestre em Ensino em Ciências e Saúde (UFT); Bacharel em Odontologia (ITPAC); Pós-Graduada: em Saúde Indígena (ILE). santana.fernanda@mail.uft.edu.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-1066-286.

Jeremias Fontinele da Silva, UFT

Mestrando em Ensino em Ciências e Saúde (UFT); Bacharel em Matemática (UNESA); Licenciado em Física (UNOPAR); Bacharel em Teologia (FTN); Bacharel em Gestão de Riscos Coletivos – Curso de Formação de Oficiais Bombeiro Militar (UEPA). Pós-Graduado: em Docência do Ensino Superior (FACIMAB); em Segurança Pública, Direito e Cidadania (UNICAMPS); em Gestão Pública (FASEM). jeremias.fontinele@mail.uft.edu.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-2412-3473.

 

José Lauro Martins, UFT

Doutor em Ciência da Educação pela Universidade do Minho; Mestre em Ciência da Educação - Universidad Autónoma de Asunción; Graduado em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná. Professor adjunto da Universidade Federal do Tocantins (UFT) no curso de jornalismo. Professor permanente do Programa de Mestrado em Ensino em Ciências e Saúde da UFT. jlauro@mail.uft.edu.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-7817-8165.

Downloads

Publicado

01/05/2021

Edição

Seção

Artigos