As potencialidades da formação docente que valorizem o contexto socioambiental e cultural do Ensino Básico brasileiro

The potential of teacher training that values the socio-environmental and cultural context of Brazilian Basic Education

Autores

Palavras-chave:

decolonialidade, currículo, educação ambiental

Resumo

A formação docente no ensino básico brasileiro apresenta inúmeras potencialidades para a valorização dos contextos socioambientais e culturais. Desta forma, o objetivo é analisar as potencialidades do atual currículo de formação de professores (BNC-Formação), bem como da educação básica (BNCC), pertinentes às orientações para o ensino dos temas ambientais e verificar se há valorização do contexto socioambiental e cultural em uma perspectiva decolonial. Em relação à metodologia, será de caráter qualitativo, por meio de uma análise documental, mediante uma perspectiva hermenêutica. Resultados demonstram que a BNCC e BNC-formação (Brasil, 2019) silencia as questões relacionadas à Educação Ambiental. Conclui-se que, buscar uma perspectiva decolonial é uma das formas de implementar um currículo que atenda às demandas sociais, culturais e locais de cada região do país.

Palavras-chave: Decolonialidade; Currículo; Educação Ambiental.

Abstract

Teacher training in Brazilian basic education has countless potential for valuing socio-environmental and cultural contexts. In this way, the objective is to analyze the potential of the current teacher training curriculum (BNC-training), and basic education (BNCC), relevant to the guidelines for teaching environmental themes and to verify whether there is appreciation of the socio-environmental and cultural context in a decolonial perspective. Regarding the methodology, it will be of a qualitative nature, through a documentary analysis, through a hermeneutic perspective. The results demonstrate that the BNCC and BNC-formation (BRAZIL, 2019) silenced issues related to Environmental Education. It is concluded that seeking a decolonial perspective is one of the ways to implement a curriculum that meets the social, cultural and local demands of each region of the country.

Key-words: Decoloniality; Curriculum; Environmental Education.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vera de Mattos Machado, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Licenciada e Bacharelado em Ciências Biológicas pela Universidade de Santa Úrsula (USU-RJ). Doutora e Mestre em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Professora titular da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul atuando nos cursos de Licenciatura em Ciências Biológicas e no Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências na linha de pesquisa de formação de professores. veramattosmachado1@gmail.com. Orcid: https://orcid.org/0000-0002-5595-400X.

Douglas Henrique Melo Alencar, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Mestrando em Ensino de Ciências pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Professor da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul. douglas.491350@edutec.sed.ms.gov.br. Orcid: https://orcid.org/0000-0002-9940-7411.

Edson dos Santos Pereira, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Mestre em Recursos Naturais e doutorando em Ensino de Ciências pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Professor da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul.  edsonsantos5656@gmail.com. Orcid: https://orcid.org/0000-0003-0052-910X.

Referências

ALVARENGA, Juliana Godói de Miranda Perez. A BNC-Formação: UMA LACUNA PARA A PERSPECTIVA DA FORMAÇÃO PERMANENTE. Desleituras - Literatura Filosofia Cinema e outras artes, n. 11, 2023.

ARRAIS, Antonia Adriana Mota; BIZERRIL, Marcelo Ximenes Aguiar. A Educação Ambiental Crítica e o pensamento freireano: tecendo possibilidades de enfrentamento e resistência frente ao retrocesso estabelecido no contexto brasileiro. REMEA-Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. 37, n. 1, p. 145-165, 2020.

BARRETTO FILHO, Henyo Trindade. Bolsonaro, Meio Ambiente, Povos e Terras Indígenas e de Comunidades Tradicionais: uma visada a partir da Amazônia. Cadernos de Campo, v. 29, n. 2, p. 1-9, 2020.

BARZANO, Marco Antonio Leandro; MELO, André Carneiro. Saberes da biodiversidade: perspectivas decoloniais no currículo do ensino de biologia. Revista Teias, v. 20, n. 59, p. 191-208,

BRANCO, Emerson Pereira; ZANATTA, Shalimar Calegari. BNCC e Reforma do Ensino Médio: implicações no ensino de Ciências e na formação do professor. Revista Insignare Scientia-RIS, v. 4, n. 3, p. 58-77, 2021.

BRASIL, Ministério da Educação. A Base Nacional Comum Curricular. MEC. 2017. Disponível em: < Disponível em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm> Acesso em: 10 de agosto de 2023.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente e Ministério da Educação. Programa Nacional de Educação Ambiental. Brasília: MMA e MEC, 2004. 3ª Ed. 102p.

BRASIL. Resolução CNE/CP nº 2. Diário Oficial da União, Brasília, 20 de Dezembro de 2019. Disponívelem:<https://normativasconselhos.mec.gov.br/normativa/view/CNE_RES_CNECPN22019.pdf> Acesso em: 10 de agosto de 2023.

DA SILVA, Lucimara Nascimento et al. EDUCAÇÃO AMBIENTAL E MULHERES: UM DIÁLOGO DECOLONIAL NECESSÁRIO E POSSÍVEL. GEOFRONTER, v. 9, 2023.

DA SILVA, Márcia Regina Barros. História e historiografia das ciências latino-americanas: Quipu (1984-2000). Revista Brasileira de História da Ciência, v. 7, n. 1, p. 47-57, 2014.

DE SOUZA RODRIGUES, Marta; LEITE, Cristina. Ensino de ciências da natureza e diversidade: epistemologias emergentes em periódicos latino-americanos. RELACult-Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade, v. 7, n. 2, 2021.

DE ARAÚJO, Bárbara Simões Barreto; ROCHA, Davi Maia; VIEIRA, Fábio Pessoa. Pensando num ensino de ciências decolonial a partir da poesia eu-mulher de Conceição Evaristo. Filosofia e Educação, v. 13, n. 1, p. 1917-1937, 2021.

DE FREITAS POSO, Fabiana; MONTEIRO, Ercila Pinto. A PERSPECTIVA DECOLONIAL NOS CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES:: Uma revisão de literatura. Pedagógica: Revista do programa de Pós-graduaçao em Educaçao-PPGE, n. 23, p. 1-17,

DE OLIVEIRA, Lucas; NEIMAN, Zysman. Educação Ambiental no âmbito escolar: análise do processo de elaboração e aprovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), v. 15, n. 3, p. 36-52, 2020.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 1971.

GOODSON, Ivor. Currículo, narrativa e o futuro social. Revista Brasileira de educação, v. 12, p. 241-252, 2007.

KRASILCHIK, Myriam. Reformas e realidade: o caso do ensino das ciências. São Paulo em perspectiva, v. 14, p. 85-93, 2000.

LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elizabeth. Apresentação Uma alternativa às políticas curriculares centralizadas. Roteiro, v. 46, 2021.

LOPES, Alice Casimiro. Políticas curriculares: continuidade ou mudança de rumos?. Revista Brasileira de educação, p. 109-118, 2004.

LOPES, Alice Casimiro. Por um currículo sem fundamentos. Linhas críticas, v. 21, n. 45, p. 445-466, 2015.

MAMEDE, Simone Batista et al. Educação Ambiental e os desafios para implementação de políticas públicas em Mato Grosso do Sul. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), v. 16, n. 1, p. 493-507, 2021.

MITSUKO, B. et al. A educação ambiental apresentada na BNCC e no PCN: uma breve análise. Cadernos de Educação, v. 20, n. 40, p. 147–166, 23 ago. 2021.

MOREIRA, Marco Antonio. Dossiê: Ensino das Ciências da Natureza na América Latina. Revista do Imea, v. 2, n. 2, p. IV-IX, 2014.

NEPOMUCENO, ALINE LIMA DE OLIVEIRA et al. O não lugar da formação ambiental na educação básica: reflexões à luz da BNCC e da BNC-formação. Educação em Revista, v. 37, 2021. See More.

NOGUEIRA DA COSTA, Diego; SAHEB, Daniele. Possibilidades para Educação Ambiental na perspectiva complexa presentes na BNC-Formação. AmbientalMENTEsustentable, v. 27, n. 2, p. 19-34, 2021.

NUNES, Pâmela; GIRALDI, Patrícia; CASSIANI, Suzani. Decolonialidade na educação em ciências: o conceito de bem viver como uma pedagogia decolonial. Revista Interdisciplinar Sulear, p. 199-219, 2021.

OROZCO MARIN, Yonier Alexander; CASSIANI, Suzani. Decolonialidade e ensino de biologia: Potências e contradições na abordagem do processo da mestiçagem em aulas de genética. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 22, n. 1, 2023.

OLMEDO, Alessandra Dos Santos. Pacto Nacional Pelo Fortalecimento Do Ensino Médio E Base Nacional Comum Curricular: Análise Das Propostas De Formação Continuada De Professores De Ciências Da Natureza Para O Ensino Médio.

PAVAN, Ruth; TEDESCHI, Sirley Lizott. Currículo e (de) colonialidade: a potência decolonial em escolas com baixo IDEB. Série-Estudos, v. 26, n. 57, p. 253-266, 2021.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina1. A Colonialidade do Saber: etnocentrismo e ciências sociais–Perspectivas Latinoamericanas. Buenos Aires: Clacso, p. 107-126, 2005.

REIS, Graça; GONÇALVES, Rafael Marques. Base Nacional Comum de Formação de Professores da Educação Básica: dilemas, embates e pontos de vista. Série-Estudos, v. 25, n. 55, p. 155-180, 2020.

RUFINO, Bianca; CRISPIM, Cristina. Breve resgate histórico da Educação Ambiental no Brasil e no mundo. In: VI Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental Porto Alegre/RS–23 a. 2015.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Descolonizar o currículo: estratégias para uma pedagogia crítica. Costa MV. Escola básica na virada do século: Cultura, política e currículo. São Paulo: Cortez, p. 61-72, 1999.

SOUZA, Maria das Graças Gomes de. Histórico da educação ambiental no Brasil. 2011.

TADEU, Tomaz. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Autêntica, 2016.

TORRES, Juliana Rezende; FERRARI, Nadir; MAESTRELLI, Sylvia Regina Pedrosa. Educação Ambiental crítico-transformadora no contexto escolar: teoria e prática freireana. Educação Ambiental: dialogando com Paulo Freire. São Paulo: Cortez, v. 1, p. 13-80, 2014.

TRISTÃO, Martha. Educação Ambiental e a descolonização do pensamento. REMEA-Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, p. 28-49, 2016.

ZEICHNER, Kenneth M.; SAUL, Alexandre; DINIZ-PEREIRA, Júlio Emílio. Pesquisar e transformar a prática educativa: mudando as perguntas da formação de professores–uma entrevista com Kenneth M. Zeichner. Revista e-curriculum, v. 12, n. 3, p. 2211-2224, 2014.

Downloads

Publicado

11/03/2024
Métricas
  • Visualizações do Artigo 67
  • pdf downloads: 114

Como Citar

DE MATTOS MACHADO, V.; MELO ALENCAR, D. H.; DOS SANTOS PEREIRA, E. As potencialidades da formação docente que valorizem o contexto socioambiental e cultural do Ensino Básico brasileiro : The potential of teacher training that values the socio-environmental and cultural context of Brazilian Basic Education. Revista Cocar, [S. l.], n. 23, 2024. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/7938. Acesso em: 19 jul. 2024.