A produção mundial da natureza e os agrotóxicos em Goiás – 2023

The global production of nature and pesticides in Goiás - 2023

Autores

Palavras-chave:

agrotóxicos, natureza, agronegócio

Resumo

O modelo de agricultura hegemônico se realiza por pacotes tecnológicos. Goiás, desde o pós-Segunda Guerra Mundial aderiu ao pacote tecnológico da “Revolução Verde”. Este artigo analisa o quadro dos agrotóxicos no estado e no município de Goiás, com atenção para formas de uso, comercialização e os efeitos não controlados do uso de venenos. Para tanto, se utilizou de pesquisa bibliográfica, documental e de campo. Os resultados apontam que Goiás é o quinto consumidor de agrotóxicos no Brasil, desdobramento correlato do avanço do agronegócio.  No município de Goiás, a despeito da inexistência de credenciamento para comercialização de agrotóxicos, venenos são vendidos cotidianamente. Igualmente, como resultado não controlado da produção mundial da natureza pelos agentes capitalistas hegemônicos, os agrotóxicos eliminam as condições objetivas de realização da apicultura no município.

Palavras-chave: Agrotóxicos; Natureza; Agronegócio.

 

Abstract

The hegemonic agricultural model is based on technological packages. Since the aftermath of the Second World War, Goiás has adhered to the "Green Revolution" technological package. This article intends to analyze the situation of pesticides in the state and municipality of Goiás, in Brazil, with a focus on their use, commercialization and the uncontrolled effects of the use of pesticides. To this end, the methodology was based on bibliographical, documentary and field research. The results indicate that Goiás is the fifth consumer of pesticides in Brazil, a development correlated with the advancement of agribusiness. In the municipality of Goiás, despite the lack of accreditation for the sale of pesticides, poisons are sold on a daily basis. Likewise, as an uncontrolled result of world production of nature by hegemonic capitalist agents, pesticides eliminate the objective conditions for carrying out beekeeping in the municipality.

Keywords: Pesticides; Nature; Peasants; Agribusiness.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edson Batista da Silva, Universidade Estadual de Goiás

Possui graduação em Geografia pela Universidade Estadual de Goiás (2005), mestrado, especialização em Educação Ambiental e doutorado em Geografia pela Universidade Federal de Goiás (2014), (2018). Atualmente é professor estatutário da Universidade Estadual de Goiás do curso de Geografia do Campus Nordeste - sede Formosa e do Mestrado Acadêmico de Geografia. Também é membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Geografia Agrária e Dinâmicas Territoriais- NEPAT, do Grupo de Estudos e Pesquisas em Espaço Rural-GEPER e do Núcleo de Agroecologia e Educação do Campo-GWATÁ e do Laboratório de Geografia Humana e Ensino de Geografia-LEPEGE.

Email: edson.silva@ueg.br               Orcid: https://orcid.org/0000-0002-8898-6470

Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Universidade Estadual de Goiás

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e em Geografia pela Faculdade Católica de Uberlândia (2009), mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia (2004) e doutorado em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia (2011). Participou do programa MAST de Agricultural Education na Universidade de Minnesota nos Estados Unidos (2000-2001) e do Curso de Aperfeiçoamento em Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável pela Universidade de Berkeley (2006). Atualmente é professor do Curso de Licenciatura Plena em Geografia e dos Programas de Pós-Graduação (Stricto Sensu) em Geografia (PPGEO-UEG) e Recursos Naturais do Cerrado (RENAC) da (UEG/Goiás).

Email:  murilo.souza@ueg.br    Orcid: https://orcid.org/0000-0003-4686-9388

João Paulo Caetano Fogaça, Secretaria Municial de Goiás

Possui graduação em Geografia pela Universidade Estadual de Goiás. Atualmente é professor da rede básica de ensino na secretaria municipal de educação do município de Goiás.  Email: japafog@gmail.com    Orcid: https://orcid.org/0000-0002-8898-6470

Referências

AGROLINKFITO. Bula: 2,4-D, Nortox. Disponível em: https://www.agrolink.com.br/agrolinkfito Acesso em: 13 de ag. de 2023.

AUGUSTO, Lia Giraldo da Silva; BÚRIGO, André Campos; CARNEIRO, Fernando Ferreira (orgs.). Dossiê Abrasco: um alerta sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde. Expressão Popular, Rio de Janeiro: EPSJV; São Paulo: Expressão Popular, 2015. 624 p.

BASSOLS, Narciso Barrera; TOLEDO, Victor M. A memória biocultural: a importância ecológica das sabedorias tradicionais. São Paulo: Expressão Popular, 2015. 272 p.

BLANCO, Benito Soto; MELO, Marília Martins; SILVA, Idalécio Pacífico da. Efeitos tóxicos dos praguicidas para abelhas. Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal. v.10, n.1, p. 142 – 157, jan–mar/2016. Disponível em: http://www.higieneanimal.ufc.br Acesso: 5 mai. 2023.

BOARDMAN, R. Pesticides in world agriculture: the politics of international regulation. New York: Palgrave Macmillan, 1986.

BULL, D.; HATHAWAY, D. Pragas e venenos: agrotóxicos no Brasil e no terceiro mundo. Petrópolis: Vozes, 1986.

CALAÇA, Manoel. Territorialização do capital: biotecnologia, biodiversidade e seus impactos no Cerrado. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 1. n. 1, 18 p. fev. 2010.

CALDAS, Carlos Amâncio; PINHO, Matheus Portela; ZALUSKI, Rodrigo. Impactos das principais classes de agrotóxicos utilizadas mundialmente na agricultura. In: XI MOSTRA FAMEZ: ensino, pesquisa, extensão. Campo Grande, UFMS. 2018. 8 p. Disponível em : https://famez.ufms.br/files Acesso em: 6 mai. 2023.

CAMPANHOLA, C.; BETTIOL, W. Panorama sobre o uso de agrotóxicos no Brasil. In: CAMPANHOLA, C.; BETTIOL, W. (Ed.). Métodos alternativos de controle fitossanitário. Jaguariuna: Embrapa Meio Ambiente, 2003. 279 p. 13-51.

DESMARAIS, Annete Aurélie. A Via Campesina. São Paulo: Cultura Acadêmica, Expressão Popular, 2013. 338 p.

FOLGADO, Cleber Adriano Rodrigues. Agrotóxicos e Estado de exceção; a suspensão da legislação de agrotóxicos em atenção aos interesses do agronegócio. In: FOLGADO, Cleber Adriano Rodrigues; SOUZA, Murilo Mendonça Oliveira de. Agrotóxicos: violações socioambientais e direitos humanos. Anápolis: Editora da UEG, 2016. p. 255-284.

FONSECA, Maria Teresa Lousa. Extensão Rural no Brasil: um projeto educativo para o capital. São Paulo: Loyola, 1985.

GOMES, H. Abordagens geográficas do Cerrado: paisagens e diversidades. In: X EREGEO SIMPÓSIO REGIONAL DE GEOGRAFIA. Catalão (GO). 6 a 9 de setembro de 2007. Câmpus Catalão – Universidade Federal de Goiás.

GURGEL, Aline Monte de; LOPES, Helena Rodrigues; MELO, Luiza Carla de. Vivendo em territórios contaminados: um dossiê sobre agrotóxicos nas águas do Cerrado. Palmas: APATO, 2023. 68 p.

HAMERSCHMIDT, Patrícia; MATSUSHITA, Aline; PELAEZ, Vitor. Acordos de cooperação na indústria de agrotóxicos. Revista Indicadores Econômicos FEE, v. 38, n. 2, p. 65-82, 2010. Disponível em: https://revistas.planejamento.rs.gov.br Acesso em: 28 abr. 2023.

LEÃO, Amanda Vieira. No campo, a degradação: Impactos socioambientais decorrentes do uso de agrotóxicos nas áreas produtoras de melancia da região de Uruana/GO. 2020. 127 p. Dissertação (Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado) - Universidade Estadual de Goiás, Campus de Ciências Exatas e Tecnológicas.

LOPES, Rodrigo Alberto; SALES, Nathana Izabela Silva. Utilização de agrotóxicos em pastagens e monoculturas e morte súbita de abelhas em Porangatu-GO. In: Anais do XI Congresso Brasileiro de Agroecologia. Cadernos de Agroecologia, São Cristovão, Sergipe. V. 15, n. 02, 6 p, 2020.

MACHADO, Luiz Carlos Pinheiro; MACHADO FILHO, Luiz Carlos Pinheiro. A dialética da agroecologia: contribuição para um mundo com alimentos sem veneno. São Paulo: Expressão Popular, 2014. 356 p.

NORTOX S.A. Demonstrações financeiras individuais e consolidadas. Paraná: Nortox, 2022. 62 p. Disponível em: https://www.nortox.com.br Acesso em: 3 de jul. 2023.

OLIVEIRA, Ariovaldo U. de. Modo capitalista de produção, agricultura e reforma agrária. São Paulo: FFLCH, 2007. 185 p.

OLIVEIRA, Wigney Gustavo Cordeiro de. Agrobiodiversidade e impactos socioambientais dos agrotóxicos. 2016. 120 p. Dissertação (Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado) - Universidade Estadual de Goiás, Campus de Ciências Exatas e Tecnológicas.

ROSSI, E. M.; MELGAREJO, L.; SOUZA, M. M. O.; TALGA, D. O.; FERRER, G.; BARCELOS, R.; CABALEIRO, F. Abelhas e agrotóxicos: compilação sobre as evidências científicas dos impactos dos agrotóxicos sobre as abelhas. Disponível em: < https://navdanyainternational.org/wp-content/uploads/2020 Acesso em: 20 set. 2023.

SHIVA, Vandana. Monoculturas da Mente: perspectivas da biodiversidade e da biotecnologia. São Paulo: Gaia, 2003. 240 p.

SILVA, Edson B. da Silva. Camponeses: cercados e a contrapelo. Curitiba: Editora CRV, 2021. 517 p.

SMITH, Neil. Desenvolvimento desigual: natureza, capital e a produção do espaço. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1988. 243 p.

SOUZA, Murilo Mendonça Oliveira; MELGAREJO, Leonardo; SILVA NETO, Carlos de Melo; FOLGADO, Cleber Adriano Rodrigues. Agrotóxicos, sementes transgênicas e novas biotecnologias: amarras históricas e tendências atuais. Revista Brasileira de Agroecologia (RBA), v. 14, n. 2, 2019. p. 124-137.

SUMIMOTO CHEMICAL. Ficha Informativa 2023. Chuo/Japão: Sumimoto Chemical, 2023. 1 p. Disponível em: https://www.sumitomo-chem.co.jp/english/ir/finance Acesso em: 23 jun. 2023.

TERRA, F. H. B. A indústria de agrotóxicos no Brasil. 2008. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Econômico). Departamento de Economia, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba/PR, 2008.

Downloads

Publicado

11/03/2024
Métricas
  • Visualizações do Artigo 115
  • pdf downloads: 68

Como Citar

BATISTA DA SILVA, E.; MENDONÇA OLIVEIRA DE SOUZA, M.; CAETANO FOGAÇA, J. P. A produção mundial da natureza e os agrotóxicos em Goiás – 2023: The global production of nature and pesticides in Goiás - 2023. Revista Cocar, [S. l.], n. 23, 2024. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/7934. Acesso em: 19 jul. 2024.