O “Qualis” como critério cienciométrico: possibilidades para a subárea sociocultural e pedagógica da educação física na quadrienal 2017-2020

The “qualis” as scientometric criteria: perspectives for a sociocultural subarea and pedagogic of physical education

Autores

Palavras-chave:

Bibliometria, Educação Física, Publicações

Resumo

Os estudos na área da cienciometria e da bibliometria permitem analisar o surgimento de modelos de avaliação da produção científica, tais como o sistema Qualis da Capes. O objetivo deste artigo é avaliar como esse sistema tem sido usado para entender a produção acadêmico-científica relacionada pela Pós-Graduação em Educação Física, Área 21, e quais são os impactos dessa avaliação para as subáreas sociocultural e pedagógica. Foi feita uma pesquisa com extração de dados da Plataforma Sucupira da Capes, de data sets abertos do Coleta Capes, com 39 programas enquadrados na Área, no quadriênio 2017-2020. Os dados foram inseridos na ferramenta Metabase, versão 0.44.6, e, a partir dela, foram explorados os indicadores de interesse. Os resultados evidenciam que aspectos extrínsecos e intrínsecos à área têm sido desfavoráveis às subáreas sociocultural e pedagógica.

Palavras-chave: Bibliometria; Educação Física; Publicações.

 

Abstract

The studies in the area of scientometrics and bibliometrics allow us to analyze the emergence of models for evaluating scientific production, such as the Qualis system from CAPES. The objective of this article is to evaluate how this system has been used to understand the academic-scientific production related to the Postgraduate Course in Physical Education, Area 21 and what the impacts of this evaluation are on the sociocultural and pedagogical subareas. Research has been conducted with data extraction from the Capes Sucupira Platform, from open Coleta Capes data sets with 39 programs included in the Area, in the four-year period 2017-2020. The data was entered into the Metabase tool, version 0.44.6, and from there, the indicators of interest were explored. The results show that extrinsic and intrinsic aspects of the area have been unfavorable to the sociocultural and pedagogical subareas.

Keywords: Bibliometric; Physical Education; Publications.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tadeu João Ribeiro Baptista, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Possui graduação (Licenciatura Plena) em Educação Física pela Escola Superior de Educação Física de Goiás (ESEFEGO). É Mestre em Educação Brasileira pela Universidade Federal de Goiás. É Doutor em Educação pela UFG. Realizou Pós-Doutorado em Educação na Universidade Estadual de Campinas. Atualmente, é Professor Associado da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, onde atua como Docente no Departamento de Educação Física. Tem vínculo com o Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGED/UFRN). Email: tadeujrbaptista@yahoo.com.br Orcid: http://orcid.org/0000-0001-5140-2032

 

Cátia Regina Assis Almeida Leal, UNIVERSIDADE FEDERAL DE JATAÍ

Pós-doutorado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso - Campus Rondonópolis, Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Goiás - Regional Goiânia (2006), Mestrado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (2002), Graduação em Educação Física pela Universidade Federal de Goiás - Regional Jataí (1997). Professora Associada da Universidade Federal de Goiás - Regional Jataí com atuação no Programa de Pós-Graduação em Educação e nos cursos de Educação Física (Bacharelado e Licenciatura). Email: catiaassisleal@gmail.com Orcid: http://orcid.org/0000-0002-5960-236X

Thiago Borges de Oliveira, Universidade Federal de Jataí

Doutor em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Goiás (2017). Atualmente, é professor adjunto da Universidade Federal de Jataí. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Banco de Dados Espaciais Distribuídos, Robótica Educacional e Ensino. Trabalhou com desenvolvimento de software na iniciativa privada, liderou equipes na produção de softwares e foi sócio-fundador de empresa startup de desenvolvimento de software para integração de cadeias produtivas. Também atua na pesquisa em Robótica Educacional, com projeto para o desenvolvimento de uma linguagem de programação e compilador para uso em robôs de baixo custo aplicados ao ensino. Email: thborges@ufg.edu.br    Orcid: https://orcid.org/0000-0002-9603-0356

Minéia Carvalho Rodrigues, Universidade Federal de Mato Grosso

Possui graduação em Educação Física pelo Campus Avançado de Jataí da Universidade Federal de Goiás (1997), Mestrado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (2002) e Doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (2007). Atualmente, é Professor Associado da Universidade Federal de Mato Grosso. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Atividade Física, Adaptação e Saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: Lazer, Conhecimento. Email: mineia.rodrigues@ufmt.br Orcid: https://orcid.org/0000-0003-0666-2323

Referências

AVENA, M. J.; BARBOSA, D. A. Indicadores bibliométricos das Revistas de Enfermagem sob a ótica das bases indexadoras. Revista da Escola de Enfermagem USP, São Paulo, v. 51, p. 1-9, 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/S1980-220X2017014603262.

BOURDIEU, P. O campo científico. In: ORTIZ, Renato (org.). Bourdieu: sociologia. São Paulo: Ática, 1983. p. 122-155. (Coleção Grandes Cientistas Sociais, v. 39).

BOURDIEU, P. A causa da ciência: como a história social das ciências sociais pode servir ao progresso das ciências. Política & Sociedade, Florianópolis, n. 1, p. 143-161, set. 2002.

DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Classificação da produção intelectual. Brasília, DF: Capes, 2014.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Critérios de classificação Qualis – Área 21: Educação Física, Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, 2016.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Cursos Avaliados e Reconhecidos: Educação Física. Brasília, DF: Capes, 2018a.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Proposta de Aprimoramento do Modelo de Avaliação da PG: documento final da comissão nacional de acompanhamento do PNPG 2011-2020 – 10/10/2018, 2018b.

CAMPOS, J. N. B. Qualis periódicos: conceitos e práticas nas Engenharias I. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 7, n. 14, p.477-503, 2010. DOI: 10.21713/2358-2332.2010.v7.14

CASTELLANI FILHO, L. et al. Metodologia do Ensino de Educação Física. Campinas: Cortez, 2014.

CASTRO, P. H. Z. C. de et al. A produção científica em educação física de 2001 a 2010: caminhos da construção de um campo. Movimento, Porto Alegre, v. 23, n. 3, p. 869-882, jul./set. 2017. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.64610

ERDMANN, A. L.; MARZIALE, M. H.; PEDREIRA, M. L. G.; LANA, F. C. F.; PAGLIUCA, L. M. F.; PADILHA, M. I.; FERNANDES, J. D. A avaliação de periódicos científicos Qualis e a produção brasileira de artigos da área de enfermagem. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeiro Preto, SP, v. 17, n. 3, p. 1-9, maio/jun. 2009. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-11692009000300019.

FONSECA, E. N. Bibliografia estatística e bibliometria: uma reivindicação de prioridades. Ciência da Informação, Brasília, DF, v. 2, n.1, p. 5-7, 1973.

FRIGERI, M.; MONTEIRO, M. S. Al. Qualis Periódicos: indicador da política científica no Brasil? Estudos de Sociologia, Araraquara, v. 19, n. 37, p.299-315, jul./dez. 2014.

GARFIELD, E. The agony and the ecstasy: the history and meaning of the Journal Impact Factor. Chicago, 2005.

HALLAL, P. C.; MELO, V. A. de. Crescendo e enfraquecendo: um olhar sobre os rumos da Educação Física no Brasil. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Brasília, DF, v. 39, n. 3, p. 322-327, 2017. DOI: https://doi.org/10.1016/j.rbce.2016.07.002

KUNZ, E. Transformação didático-pedagógica do esporte. Ijuí: Ed. Unijuí, 2006.

LAZZAROTTI FILHO, A.; SILVA, A. M.; MASCARENHAS, F. Transformações contemporâneas do campo acadêmico-científico da educação física no Brasil: novos habitus, modus operandi e objetos de disputa. Movimento, Porto Alegre, v. 20, n. esp., p. 67-80, 2014.

DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.48280

LINS, M. P. E.; PESSÔA, L. A. M. Desafios da avaliação de publicações em periódicos: discutindo o novo Qualis da Área Engenharias III. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 7, n. 12, p. 14-33, 2010. DOI: 10.21713/2358-2332.2010.v7.179

LOVISOLO, H. R. Gestão de revistas: algumas considerações e sugestões para o debate. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Brasília, DF, v. 36, n. 4, p. 708-714, 2014. DOI: https://doi.org/10.1016/j.rbce.2014.11.002

MANOEL, E. de J. Produtivismo e ética na pesquisa em educação física: leituras, um conto e alguns casos. In: RECHIA, S. et al. Dilemas e desafios da Pós-Graduação em Educação Física. Ijuí: Ed. Unijuí, 2015. p. 235-281.

MANOEL, E. de J.; CARVALHO, Y. M. de. Pós-graduação na educação física brasileira: a atração (fatal) para a biodinâmica. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.37, n.2, p. 389-406, maio/ago. 2011.

OKUBO, Y. Indicateurs bibliométriques et analyse des systèmes de recherche: méthodes et exemples. Paris: Éditions OCDE, 1997.

RAZERA, J. C. C. Contribuições da cienciometria para a área brasileira de Educação em Ciências. Ciência & Educação, Bauru, v. 22, n. 3, p. 557-560, 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1516-731320160030001

RIGO, L. C.; RIBEIRO, G. M.; HALLAL, P. C. Unidade na diversidade: desafios para a Educação Física no século XXI. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, Florianópolis, v. 16, n. 4, p. 339-345, 2011. DOI: https://doi.org/10.12820/rbafs.v.16n4p339-345

ROCHA-E-SILVA, M. O novo Qualis, ou a tragédia anunciada. Clinics, São Paulo, v. 64, n. 1, p. 1-4, 2009. DOI: https://doi.org/10.1590/S1807-59322009000100001

ROCHA-E-SILVA, M. Qualis 2011-2013: os três erres. Jornal Vascular Brasileiro, São Paulo, v. 10, n. 2, p. 1-2, 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S1677-54492011000200002

RODACKI, A. L. F. Qualis: implicações para a avaliação de programas de pós-graduação das diferentes áreas do conhecimento – uma análise preliminar. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 13, n. 30, p. 65-76, 2016.

SAMPAIO, T. M. V. Desafios e perspectivas para a divulgação da pesquisa em Educação Física: um processo de construção. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Brasília, DF, v. 36, n. 4, p. 733-739, 2014.

SAURA, S. C.; ZIMMERMANN, A. C.; RUBIO, K. Os estudos socioculturais do movimento humano e os 40 anos da Pós-graduação da EEFE-USP. Rev Bras Educ Fís Esporte, v. 31, n. esp, p. 111-19, ago. 2017.

SGUISSARDI, Valdemar. Produtivismo acadêmico. In: OLIVEIRA, D. A.; DUARTE, A. N. C.; VIEIRA, L. M. F. (Orgs.). Dicionário de trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte, MG: Faculdade de Educação/UFMG, 2010, p. 1-4.

SILVA, J. A. da; BIANCHI, M. de L. P. Cientometria: a métrica da ciência. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 11, n. 21, p. 5-10, 2001. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-863X2001000200002

SILVA, R. H. dos R.; SACARDO, M. S.; SOUZA, W. L. de. Dilemas da política científica da Educação Física brasileira em tempos de produtivismo acadêmico. Movimento, Porto Alegre, v. 20, n. 4, p. 1563-1585, out./dez. 2014. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.43145

TAVARES, O. Desafios e dilemas da pós-graduação em educação física: os estudos socioculturais e a área 21. In: RECHIA, S. et al. Dilemas e desafios da Pós-Graduação em Educação Física. Ijuí: Ed. Unijuí, 2015. p. 219-234.

TELLES, S.; LÜDORF, S.; PEREIRA, E. (orgs.). Pesquisa em educação física: perspectivas sociocultural e pedagógica em foco. Rio de Janeiro: Autografia, 2017.

Downloads

Publicado

24/02/2024
Métricas
  • Visualizações do Artigo 89
  • pdf downloads: 146

Como Citar

JOÃO RIBEIRO BAPTISTA, T.; REGINA ASSIS ALMEIDA LEAL, C.; BORGES DE OLIVEIRA, T.; CARVALHO RODRIGUES, M. O “Qualis” como critério cienciométrico: possibilidades para a subárea sociocultural e pedagógica da educação física na quadrienal 2017-2020: The “qualis” as scientometric criteria: perspectives for a sociocultural subarea and pedagogic of physical education. Revista Cocar, [S. l.], v. 20, n. 38, 2024. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/7899. Acesso em: 22 abr. 2024.