Formação dos professores para o trabalho concreto – problemas de delimitação teórica

Training of teachers for concrete work – theoretical delimitation problems

Autores

Palavras-chave:

Professores; Formação; Trabalho-Concreto.

Resumo

Neste artigo, reconhece-se generalizações sobre o ser professor como abstrações insuficientes para o apanhar das múltiplas determinações do trabalho educativo, na diversidade de condições existentes na formação social brasileira que se desenvolve dependente e determinada pelas relações de produção capitalistas em fase de financeirização. Defende-se que os desafios para uma formação da consciência do professor em correspondência às realidades do trabalho pedagógico na diversidade em que se move na formação social brasileira exigem a retomada do método da economia política. Neste artigo, realiza-se a exposição da revisão teórica do problema nas obras de Marx, Engels e Barata-Moura, com a finalidade de precisão teórico-conceitual dessas categorias e de sua operação nos processos de formação de professores.

Palavras-chave: Professores; Formação; Trabalho-Concreto.

 

 

Resumen

El artículo reconoce generalizaciones sobre el ser docente como abstracciones insuficientes para captar las múltiples determinaciones del trabajo educativo, en la diversidad de condiciones existentes en la formación social brasileña que se desarrolla dependiente y determinada por relaciones de producción capitalistas en fase de financiarización. Se defiende que desafíos para una formación de la conciencia del profesor con correspondencia a las realidades del trabajo pedagógico en la diversidad en que se mueve en la formación social brasileña, require la reanudación del método de la economía política, en particular, con respecto a (i) la primera determinación de una realidad que existe fuera de nuestra conciencia por conocer, (i) y el método de conocimiento de esta realidad basado en lo concreto como síntesis de múltiples determinaciones. En este artículo, se realiza la exposición de la revisión teórica del problema en las obras de Marx, Engels y Barata-Moura con el propósito de precisar teórico conceptual de estas categorías y su funcionamiento en los procesos de formación docente.

Palabras Clave: Docentes; Capacitación; Trabajo-Concreto.

 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elza Margarida Mendonça Peixoto, FACED UFBA

Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da UNICAMP. Professora da Faculdade de Educação da UFBA. Endereço eletrônico: elza.peixoto@ufba.br   ORCID: https://orcid.org/0000-0002-4430-241X

Referências

BARATA-MOURA, J. As teses das “Teses” – para um exercício de leitura. Lisboa: Editorial “Avante!”, 2018.

BARATA-MOURA, J. Ontologia e política: estudos em trono de Marx – II. Lisboa: Editorial “Avante!”, 2016.

BARATA-MOURA, J. Prática: para uma aclaração do seu sentido como categoria filosófica. Lisboa: Colibri, 1994.

ENGELS, F. Ludwig Feuerbach e a saída da filosofia alemã clássica. Lisboa: Editorial “Avante!”, 2019.

ENGELS, F. O desenvolvimento do socialismo da utopia à ciência. Lisboa: Editorial “Avante!”, 2018.

GOMES, T. A. M. de M; LEHER, R.; COSTA, H. B. O trabalho docente em grupos empresariais de ensino superior e o mercado de ações na bolsa de valores: um estudo a partir de conflitos. Arquivos analíticos de políticas educativas, v. 28, n. 8, p. 1-23, jan. 2020.

LEONTIEV, A. O homem e a cultura. In: LEONTIEV, A. O desenvolvimento do psiquismo. São Paulo: Centauro, 2004. p. 279-302.

MARX, K. Contribuição à crítica da economia política. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

MARX, K. O trabalho alienado. In: FERNANDES, F. Marx e Engels – história. São Paulo: Ática, 1989a. p. 146-181.

MARX, K. O Capital: crítica da economia política. Livro 1. Volume I. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989b.

MARX, K. O Capital: crítica da economia política. Livro 1. Volume II. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989c.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia alemã. São Paulo: Boitempo, 2007.

MARX, K.; ENGELS, F. A sagrada família. São Paulo: Boitempo, 2003.

PEIXOTO, E. M. de M. (2023b). Concentração de forças produtivas, luta de classes e impossibilidade de um “sistema nacional de educação” unitário. Revista Trabalho Necessário, 21(44), 01-24. https://doi.org/10.22409/tn.v21i44.56127

PEIXOTO, E. M. de M. Formação de professores em cenário de incertezas: subjetivações para (re)existências. Revista Exitus, [S. l.], v. 13, n. 1, p. e023035, 2023a. DOI: 10.24065/2237-9460.2023v13n1ID2346. Disponível em: http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/article/view/2346. Acesso em: 24 jun. 2023b.

SAVIANI, D. Sobre a natureza e a especificidade da educação. SAVIANI, D. Pedagogia Histórico-Crítica. Campinas: Autores Associados, 2008. p. 11-13.

SILVA, A. M.; MOTTA, V. C. O precariado professoral e as tendências de precarização que atingem os docentes do setor público. Roteiro, Joaçaba, v. 44, n. 3, p. 1-20, set./dez. 2019.

Downloads

Publicado

03/03/2024
Métricas
  • Visualizações do Artigo 183
  • pdf downloads: 119

Como Citar

MENDONÇA PEIXOTO, E. M. Formação dos professores para o trabalho concreto – problemas de delimitação teórica: Training of teachers for concrete work – theoretical delimitation problems. Revista Cocar, [S. l.], v. 20, n. 38, 2024. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/7762. Acesso em: 22 abr. 2024.