Práticas de leitura na aula de História no ensino médio e uso do livro didático: a visão de educadores

Reading practice in high school History class and the use of textbooks: the educators’ of view

Autores

Palavras-chave:

História, Livro didático, BNCC

Resumo

O presente artigo apresenta e analisa impressões de educadores da rede pública estadual de uma cidade do sul do Brasil sobre a prática de leitura com livros didáticos nas aulas de História. A análise se dá a partir da perspectiva de uma nova composição estrutural do ensino médio, proposta na Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Esse é um recorte de uma pesquisa que buscou compreender a prática de leitura na aula de História no ensino médio. A coleta de dados foi feita por meio de entrevistas embasadas nos trabalhos de Gatti e André (2008), Lüdke e André (2018) e Bardin (2016). Ao fim da pesquisa, percebeu-se que os professores entrevistados afirmam que o livro didático deve ser resgatado com instrumento de ensino e aprendizagem, que há necessidade de haver livros para todos os estudantes e que o livro de história com a nova proposta curricular vem com conteúdos sem aprofundamento. Assim, deve ser prioridade a melhor utilização do livro didático de História.

Palavras-chave:  História; Livro didático; BNCC.

 

Abstract

This article aims to present and analyze the impressions of a group of teachers from a city in southern Brazil, which are part of the state school system, about the reading practices involving textbooks in History classes. The analysis is carried out from the perspective of a new structural composition of secondary education proposed by the Base Nacional Comum Curricular (BNCC). The results are part of a larger research that aimed to understand reading practices in History classes in high school in the state school system. The data was collected through interviews based on the works of Gatti and André (2008), Lüdke and André (2018), and Bardin (2016). At the end of the survey, it emerged that the teachers interviewed said that the textbook should be revived as a teaching and learning tool, that there needs to be books for all students and that history textbook, with the new curriculum proposal, contains content that is not  in-depth therefore, the best use of history textbooks should be a priority

Keywords: History; Text books; BNCC.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gean Carlo Peixer, Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE)

O presente artigo apresenta e analisa impressões de educadores da rede pública estadual de uma cidade do sul do Brasil sobre a prática de leitura com livros didáticos nas aulas de História. A análise se dá a partir da perspectiva de uma nova composição estrutural do ensino médio, proposta na Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Esse é um recorte de uma pesquisa que buscou compreender a prática de leitura na aula de História no ensino médio. A coleta de dados foi feita por meio de entrevistas embasadas nos trabalhos de Gatti e André (2008), Lüdke e André (2018) e Bardin (2016). Ao fim da pesquisa, percebeu-se que os professores entrevistados afirmam que o livro didático deve ser resgatado com instrumento de ensino e aprendizagem, que há necessidade de haver livros para todos os estudantes e que o livro de história com a nova proposta curricular vem com conteúdos sem aprofundamento. Assim, deve ser prioridade a melhor utilização do livro didático de História.

Palavras-chave:  História; Livro didático; BNCC.

 

Abstract

This article aims to present and analyze the impressions of a group of teachers from a city in southern Brazil, which are part of the state school system, about the reading practices involving textbooks in History classes. The analysis is carried out from the perspective of a new structural composition of secondary education proposed by the Base Nacional Comum Curricular (BNCC). The results are part of a larger research that aimed to understand reading practices in History classes in high school in the state school system. The data was collected through interviews based on the works of Gatti and André (2008), Lüdke and André (2018), and Bardin (2016). At the end of the survey, it emerged that the teachers interviewed said that the textbook should be revived as a teaching and learning tool, that there needs to be books for all students and that history textbook, with the new curriculum proposal, contains content that is not  in-depth therefore, the best use of history textbooks should be a priority

Keywords: History; Text books; BNCC.

 

 

Berenice Rocha Zabbot Garcia, Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE)

Possui graduação em Letras pela Universidade da Região de Joinville (1982), Mestrado em Letras pela Universidade Federal do Paraná (2000) e Doutorado em Educação - Psicologia da Educação - pela PUC de São Paulo (2012). É professora titular da Universidade da Região de Joinville e atua no Curso de Letras e no Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE-UNIVILLE), Mestrado e Doutorado em Educação, atuando na linha de pesquisa de Práticas Educativas. Atualmente, presta assessoria pedagógica ao Centro de Inovação Pedagógica, CIP, da Universidade da Região de Joinville e é coordenadora do Projeto Institucional de Literatura Infantil Juvenil, PROLIJ. Orcid: https://orcid.org/0000-0002-0353-4310. E-mail: berenice.rocha@univille.br

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988. Disponível em:

http:// https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 23 jul. 2023.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/historico/BNCC_EnsinoMedio_embaixa_site_110518.pdf. Acesso em: 6 maio 2022.

BRAZ, Karolina. Leitura e ensino de História: concepções e práticas docentes e suas implicações no processo de ensino-aprendizagem. 2017. 324f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/28524. Acesso em: 10 jan. 2023.

DI NUCCI, Eliane Porto. Letramento: algumas práticas de leitura do jovem do Ensino Médio. Psicologia Escolar e Educacional, Campinas, v. 6, n. 1, p. 31-38, jun. 2002. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-8557202000100004&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 17 jul. 2022.

DOMINGUES, Joelza Ester. Ciências Humanas no Novo Ensino Médio: 6 mudanças significativas. Ensinar História [Blog]. [S.l.], 9 jun. 2021. Disponível em: https://ensinarhistoria.com.br/ciencias-humanas-no-novo-ensino-medio/. Acesso em: 04 Jul. 2021.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. 51. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

GARCIA, Liza Araújo Martins. Práticas da leitura e usos do livro didático de História na cultura da EMEF Jardim Guarani. 2019. 177f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História) - Escola de filosofia, letras e ciências humanas, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2019. Disponível em: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59519. Acesso em: 26 jul. 2022.

GATTI, Bernadete Angelina; ANDRÉ, Marli. Métodos qualitativos de pesquisa em educação no Brasil: origens e evolução. Apresentado no Simpósio Brasileiro-Alemão de Pesquisa Qualitativa e Interpretação de Dados, realizado na Faculdade de Educação da Universidade de Brasília, de 26 a 28 mar. 2008.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli Elisa Dalmazo Afonso de. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 2018.

SANTA CATARINA. Secretaria de Estado de Educação de Santa Catarina. Currículo base do Ensino Médio do território catarinense: Caderno 1. Florianópolis: Secretaria de Estado de Educação de Santa Catarina, 2020a. Disponível em: http://www.cee.sc.gov.br/index.php/downloads/documentos-diversos/curriculo-base-do-territorio-catarinense/2069-curriculo-base-do-territorio-catarinense-do-ensino-medio-caderno-1/file. Acesso em: 30 dez. 2022.

SANTA CATARINA. Currículo base do Ensino Médio do território catarinense: Caderno 2. Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado da Educação. – Florianópolis: Secretaria de Estado da Educação, 2020b. Disponível em: http://www.cee.sc.gov.br/index.php/downloads/documentos-diversos/curriculo-base-do-territorio-catarinense/2068-curriculo-base-do-territorio-catarinense-do-ensino-medio-caderno-2/file . Acesso em: 1 jan. 2023.

SILVA, Theodoro Ezequiel da. Leitura na escola e na biblioteca. 2. ed. Campinas: Papirus, 1986.

SOLÉ, Isabel. Estratégias de Leitura. 6. ed. Porto Alegre: Penso, 2014.

TERRA, Ernani. Práticas de leitura e escrita. São Paulo: Saraiva, 2019.

YUNES, Eliana; OSWALD, Maria Luiza. A experiência da leitura. São Paulo: Loyola, 2003.

Downloads

Publicado

21/12/2023
Métricas
  • Visualizações do Artigo 64
  • pdf downloads: 14

Como Citar

PEIXER, G. C.; GARCIA, B. R. Z. Práticas de leitura na aula de História no ensino médio e uso do livro didático: a visão de educadores: Reading practice in high school History class and the use of textbooks: the educators’ of view . Revista Cocar, [S. l.], v. 19, n. 37, 2023. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/7695. Acesso em: 19 maio. 2024.