Cenário das Pesquisas sobre Avaliação no Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC)

Scenario of Research on Evaluation at the National Research Meeting in Science Education (ENPEC)

Autores

Palavras-chave:

Avaliação, ENPEC, Estado do conhecimento

Resumo

Este artigo apresenta o resultado de uma pesquisa que teve como proposta analisar o que discutem os pesquisadores e educadores da área da Educação em Ciências sobre a temática da Avaliação nos trabalhos apresentados ao ENPEC no período entre  2011 e 2021.  A Análise Documental foi a metodologia utilizada para investigar o estado do conhecimento do corpus delimitado. . O baixo número de trabalhos indica uma carência de estudos nessa área. Os resultados apontam, ainda, para uma pesquisa concentrada no Ensino Médio e deficiente na Pós-graduação, em que predomina a abordagem de assuntos ligados à dimensão técnica da avaliação, prevalecendo a concepção de avaliação formativa, associada à ideia de regulação das aprendizagens. É inexpressivo o número de trabalhos que explicitam o referencial teórico e metodológico da pesquisa, sendo que a imensa maioria dos trabalhos (96,6%) não assume de forma explícita sua concepção avaliativa e, em alguns casos (6,3%), não havia elementos suficientes para uma identificação, mesmo que implícita. Assim, este estudo parece indicar a necessidade de um maior aprofundamento teórico, que contemple o aspecto político da discussão sobre a avaliação, além de temas emergentes como a decolonialidade , estando aí uma demanda para futuras investigações.

Palavras-chave: Ensino de Ciências; Revisão bibliográfica; Análise documental.

 

Abstract

This article presents the results of a research that aimed to analyze what researchers and educators in the area of ​​Science Education discuss on the topic of Assessment in works presented to ENPEC in the period between 2011 and 2021. Document Analysis was the methodology used to investigate the state of knowledge of the delimited corpus.The low number of works indicates a lack of studies in this area. The results also point to research concentrated in high school and deficient in postgraduate studies, in which the approach to issues linked to the technical dimension of assessment predominates, with the concept of formative assessment prevailing, associated with the idea of regulating learning. The number of works that explain the theoretical and methodological framework of the research is insignificant, with the vast majority of works (96,6%) not explicitly assuming their evaluative conception and, in some cases (6,3%), there were not enough elements for identification, even if implicit. Thus, this study seems to indicate the need for greater theoretical depth, which encompasses the political aspect of the discussion on evaluation, in addition to emerging themes such as decoloniality, which is a demand for future investigations.

Keywords: Science teaching; Literature review; Document analysis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria de Fátima Farias, UFMS

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Fundação Universidade   Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Mestre   em   Química   pela   Universidade Federal de Goiás (UFG). Graduada em Química–Licenciatura pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Professora da educação básica das redes municipal de Goiânia e estadual de Goiás. E-mail: farias7@hotmail.com.  Orcid: https://orcid.org/0000-0002-2401-8825.

Wellington Pereira de Queirós, UFMS

Doutor em Educação para a Ciência pela Universidade Estadual Paulista (UNESP-Bauru). Mestre em Física pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Graduação em Bacharelado e Licenciatura em Física pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Professor Adjunto 4 do Instituto de Física da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), além disso, atua como docente e orientador no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática da Universidade Federal de Goiás (UFG). Email: wellington_fis@yahoo.com.br. Orcid: https://orcid.org/ 0000-0002-9734-7136.

Referências

ARAUJO, E. L. de; LOURENÇO, A. B.; MORAES, B. C. A prática avaliativa de professores de química do ensino médio: um estudo em escolas de comunidades da rede pública estadual de Teresina, Brasil. In: IX Congresso internacional sobre investigación en didáctica de las ciências, Girona, 1883-1887, 2013.

BEZERRA, A. P. F. et al. Concepções e atitudes a respeito de avaliação da aprendizagem em química: análise no ensino técnico integrado. Revista Principia - Divulgação Científica e Tecnológica do IFPB, João Pessoa, n. 33, maio, 2017, p. 116-123.

BONNIOL, J. J. & VIAL, M. Modelos de avaliação: textos fundamentais. Porto Alegre: Artmed, 2001.

ESTEBAN, M. T. Escola, Currículo e Avaliação. São Paulo: Cortez, 2013.

ESTEBAN, M. T.; DE SOUZA FABRICANTE PINA, B. Silenciamento e diálogo na avaliação escolar. Revista Teias, Rio de Janeiro, v. 22, n. 67, nov, 2021. p. 420-433

FERREIRA, A. C.; BROIETTI, F. C. D. Avaliação no Ensino de Química: uma revisão em anais da RASBQ. In: IV Congresso Paranaense de Educação Química, Curitiba-PR, Anais... p.331-338, 2015.

FERNANDES, D. Avaliação das Aprendizagens: desafios às teorias, práticas e políticas. Lisboa: Texto Editores, 2005.

FERNANDES, D. Por um enquadramento teórico da avaliação formativa e da avaliação sumativa das atividades escolares. In: ORTIGÃO, M. I. R.; FERNANDES, D.; PEREIRA, T. V.; SANTOS, L. Avaliar para aprender no Brasil e em Portugal: perspectivas teóricas, práticas e de desenvolvimento. (pp. 19-43). Curitiba: CRV, 2019.

GAMA, Z. J. Teorias de avaliação da aprendizagem. Curitiba: Appris, 2018.

HADJI, C. A avaliação, regras do jogo: das intenções aos instrumentos. Portugal: Porto, 1994.

HADJI, C. A avaliação desmistificada. Porto alegre: Artmed, 2001.

HOFFMANN, J. Avaliar para promover: as setas do caminho. 2. ed. Porto Alegre: Editora Mediação, 2001.

SOUZA, K. R.; KERBAUY, M. T. M. Abordagem quanti-qualitativa: superação da dicotomia quantitativa-qualitativa na pesquisa em educação. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 31, n. 61, abr, 2017, p. 21-44.

LEMOS, P. S. & SÁ, L. P. A avaliação da aprendizagem na concepção de professores de química do ensino médio. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 15, n. 3, 2013, pp. 53-71.

LIBÂNEO, J. C. Democratização da escola pública – a pedagogia crítico-social dos conteúdos. São Paulo: Edições Loyola, 2001.

LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem escolar: sendas percorridas. 1992. 549 f. Tese (Doutorado em filosofia da educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1992.

LUCKESI, C. C. Avaliação da Aprendizagem Escolar: estudos e proposições. 10 ed. São Paulo: Cortez, 2000.

LUCKESI, C. C. Avaliação da Aprendizagem na escola: reelaborando conceitos e recriando a prática. 2 ed. Salvador: Malabares, 2005.

LUZURIAGA, L. História da educação e da pedagogia. 2. ed. São Paulo: Companhia editora nacional, 1963.

MANACORDA, M. A. História da educação: da antiguidade aos nossos dias. 7. ed. São Paulo: Cortez, 1999.

MARINHO, J. C. B.; CALCAGNO, S. C.; SILVA, J. A. da. Estado da Arte sobre avaliação no Ensino de Ciências. Revista Thema, v. 15, n. 2, 2018, p. 653–671.

MIGUEL, K. S.; MONTALVÃO NETO, A. L.; FERRAZ, D. F.; DELLA JUSTINA, L. A. A produção acadêmica sobre avaliação da aprendizagem: um olhar para estudos produzidos na área de Educação em Ciências. Research, Society and Development, v. 10, n.8,.2021, p. 1-14.

ROMANOWSKI, P. J.; ENS, T. R. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Revista Diálogo Educacional, v. 6, n. 19, 2006, p. 37–50.

PERRENOUD, P. Construir as competências desde a escola. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1999.

ROSA, P. R. S. Uma introdução à pesquisa qualitativa em Ensino. Campo Grande: Editora da UFMS, 2013.

SAUL, A. M. Na contramão da lógica do controle em contextos de avaliação: por uma educação democrática e emancipatória. Educação e Pesquisa, v. 41, n. spe, 2015, p. 1299-1311.

SAUL, A. M. Avaliação emancipatória: desafio à teoria e à prática de avaliação e reformulação de currículo. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

SCRIVEN, M. The methodology of evaluation: perspectives on curri culum evaluation. AERA Monograph Series on Curriculun Evaluation, n. 1 Chicago Rand Macnally, 1967.

SCRIVEN, M. Perspectivas e procedimentos de avaliação. In: BASTOS, L. da R.; PAIXÃO, L.; MESSICK, R. G. Avaliação educacional (II): perspectivas, procedimentos, alternativas. (pp. 11-101). Petrópolis: Vozes, 1978.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez Editora, 2007.

SOUSA, S. M. Z. L. Avaliação da aprendizagem na escola de 1º grau – Legislação, teoria e prática. Dissertação de mestrado em Educação. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica, 1986.

SOUSA, S. M. L. Z.; ALAVARSE, O. M. A avaliação nos ciclos: a centralidade da avaliação. In: FREITAS, L. C. de (org.). Questões de avaliação escolar. Campinas: Komedi, 2003.

TACOSHI, M. M. A; FERNANDEZ, C. Avaliação da aprendizagem em química: concepções de ensino-aprendizagem que fundamentam esta prática. In: VII ENPEC, 2009, Florianópolis. Anais [...]. ENPEC: 2009. p. 8 de novembro de 2009.

TYLER, R. W. Princípios básicos do currículo e ensino. Porto Alegre: Globo, 1976.

TEIXEIRA, C. R. A concepção de avaliação educacional veiculada na produção acadêmica do programa de pós-graduação em educação: currículo (1975-2000). Dissertação (Mestrado). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, Brasil, 2006.

VASCONCELLOS, C. S. Alguns (di)lemas do professor no contexto da complexidade. Pátio, v. 7, n. 27, 2003, p. 12–15.

VASCONCELLOS, C. S. Superação da logica classificatória e excludente: a avaliação como processo de inclusão. Seminário de Educação em Arcos, 2004.

Downloads

Publicado

24/02/2024
Métricas
  • Visualizações do Artigo 109
  • pdf downloads: 94

Como Citar

FARIAS, M. de F.; PEREIRA DE QUEIRÓS, W. Cenário das Pesquisas sobre Avaliação no Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC): Scenario of Research on Evaluation at the National Research Meeting in Science Education (ENPEC). Revista Cocar, [S. l.], v. 20, n. 38, 2024. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/7693. Acesso em: 22 abr. 2024.