Narrativas insurgentes: decolonizando conhecimentos e entrelaçando as infâncias na contemporaneidade

Narrativas insurgentes: descolonizando saberes y entrelazando infancias en la época contemporánea

Autores

Palavras-chave:

Decolonização, Infâncias, Narrativas infantis

Resumo

Este ensaio apresenta uma breve discussão sobre as narrativas infantis enquanto expressões singulares e coletivas inerentes à condição histórica humana, capazes de elaborar sentidos e estruturar uma proposta de ação decolonial. Para a análise é adotada a seguinte questão central: como as narrativas infantis podem impulsionar ações educativas decoloniais na contemporaneidade? A partir de uma revisão de literatura ancorada notadamente nos trabalhos de Catherine Walsh (2013), Paulo Freire (1974, 2016, 2019), Maria Passeggi (2009, 2014) e Jorge Larrosa (2006, 2010), concebem-se as referidas narrativas como um sistema simbólico, depreendendo-se que elas podem ser valorizadas para auxiliar no processo de descolonização, proporcionando a crianças e professores leituras insurgentes e conexões com diferentes culturas, identidades e realidades, ampliando as compreensões das quais emerge o devir.

Palavras-chave: Decolonização; Infâncias; Narrativas infantis.

 

Resumen

Este ensayo presenta una breve discusión sobre las narrativas infantiles como expresiones singulares y colectivas inherentes a la condición histórica humana, capaces de elaborar significados y estructurar una propuesta de acción decolonial. En el análisis se adopta la pregunta central: ¿cómo pueden las narrativas infantiles impulsar acciones educativas decoloniales en la época contemporánea? A partir de una revisión bibliográfica anclada notablemente en los trabajos de Catherine Walsh (2013), Paulo Freire (1974, 2016, 2019), Maria Passeggi (2009, 2014) e Jorge Larrosa (2006, 2010), estas narrativas se conciben como un sistema simbólico, asumiendo que pueden ser valoradas para ayudar en el proceso de descolonización, brindando a niños y docentes lecturas insurgentes y conexiones con diferentes culturas, identidades y realidades, ampliando los entendimientos de los cuales emerge el futuro.

Palabras clave: Descolonización; Infancias; Narrativas infantiles.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aldaci Santos Lopes, Universidade do Estado da Bahia - UNEB

Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Educação e Contemporaneidade (PPGEduC) do Departamento de Educação I- DEDC I da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Professora da Educação Infantil – Secretaria Municipal de Educação de Salvador (SMED). Membro do Grupo de Pesquisa Formacce Infância, Linguagens e EJA (FORINLEJA).  E-mail: aldaeduc@hotmail.com  Orcid: https://orcid.org/0000-0002-6417-737X.

Tânia Maria Hetkowski , Universidade do Estado da Bahia

Tânia Maria Hetkowski       
Doutora em Educação.  Pós-Doutora em Educação e Informática (UChile). Pós-Doutora em Informática na Educação (UFRGS). Docente da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Pró-Reitora de Pesquisa e Ensino de Pós-Graduação (PPG/UNEB). Líder do Grupo de Pesquisa GEOTEC. Lattes: http://lattes.cnpq.br/8171755375557958. Orcid: https://orcid.org/0000-0001-5793-7898. E-mail: taniah@uneb.br.

Ana Paula Silva da Conceição, Universidade do Estado da Bahia

Ana Paula Silva da Conceição         
Doutora em Educação (UFBA). Docente da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Professora do Programa de Pós-graduação PPGeduC/DEDC-I/UNEB. Atual Coordenadora do Curso de Pedagogia EAD (UNEB/UNEAD). Líder do Grupo de Pesquisa Formacce Infância, Linguagens e EJA (FORINLEJA).  Lattes: http://lattes.cnpq.br/1046523714656312. Orcid: https://orcid.org/0000-0002-6958-7749. E-mail: apsconceicao@uneb.br.

 

Referências

Referências:

ARENDT, Hannah. A condição humana. Tradução de Roberto Raposo. 13ª ed. Rio de Janeiro: Forense, 2014.

CANDAU, Vera Maria. Diferenças culturais, cotidiano escolar e práticas pedagógicas. Currículo sem Fronteiras, v.11, n.2, p. 240-255, jul./ dez. 2011. Disponível em: http://www.curriculosemfronteiras.org/vol11iss2articles/candau.pdf Acesso em 01 ago. 2017.

CONCEIÇÃO, Ana Paula. Reinvenção e itinerância de uma educadora da infância e constituição narrativa: compreensões implicadas sobre a práxis educativa com crianças, inspiradas em uma concepção de currículo brincante. 2009. 123 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade da Educação, Universidade Federal da Bahia. Salvador, 2009.

CONCEIÇÃO, Ana Paula; MACEDO, Roberto Sidnei. Prática, biografia e construções teóricas em educação infantil: um currículo brincante. Revista da FAEEBA-Educação e contemporaneidade, v. 27, n. 51, p. 121-32, jan./abr. 2018.

DUSSEL, Enrique. La otra historia del imperio americano: la crisis del colonialismo y de la globalización excluyente. In: Diplomado Internacional La Outra Política. Secretaría de Educación, Formación y Capacitación Política: Ciudad de México, 2018. p.17-65.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Autores Associados, 1989.

FREIRE, Paulo. À sombra desta mangueira. 11ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2013.

FREIRE, Paulo. Educação como prática de liberdade. São Paulo: Paz e Terra, 2019.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. 55ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança. 16ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2009.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 1974.

FRIEDMANN, Adriana. Abrir-se a escuta das vozes das crianças. São Paulo: Phorte, 2023.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida; SANTOS, Maria Letícia Ribeiro dos; BASÍLIO, Dorli Ribeiro. Narrativas infantis: um estudo de caso em uma instituição infantil. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 33, n. 3, p. 427-444, set./dez. 2007.

KOHAN, Walter Omar. Paulo Freire: tempos infantis para a infância. Educação em Revista, v. 34, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/edrevista/article/view/21332. Acesso em: 2 ago. 2023.

LARROSA, Jorge. Leitura e metamorfose: em torno de um poema de Rilke. In: Pedagogia profana: danças, piruetas e mascaradas. Tradução de Alfredo Veiga-Neto. Belo Horizonte: Autêntica, 2003. p. 97-113.

LARROSA, Jorge. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Tradução de João Wanderley Geraldi. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 19, p. 20-28, 2006.

LARROSA, Jorge. Pedagogia profana: danças, piruetas e mascaradas. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

OLIVEIRA, Angelo Dantes de; NASCIMENTO, Antônio Dias; HETKOWSKI, Tânia Maria. Decolonizar o povo para descolonizar os sistemas de educação: entre as fissuras e semeaduras. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 19, n. 50, 2023. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/12042. Acesso em: 4 abr. 2023

OLIVEIRA, Zilma de Moraes R. O currículo na Educação Infantil: o que propõem as novas diretrizes nacionais? Brasilia: MEC, 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br. Acesso em: 24 mai. 2023.

PASSEGGI, Maria da Conceição. A experiência em formação. Educação, Porto Alegre, v. 34, n. 2, maio/ago. 2011, p. 147-156, 2009. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/faced/article/view/8697. Acesso em: 5 ago. 2023.

PASSEGI, Maria da Conceição; VICENTINI, Paula Perini; SOUZA, Elizeu Clementino. Pesquisa (auto) biográfica: narrativas de si e formação. Curitiba: CRV, 2013.

PASSEGI, Maria da Conceição; FURLANETTO, Ecleide; DE CONTI, Luciane; GOMES, Marineide; CHAVES, Iduína. Narrativas de crianças sobre as escolas da infância: cenários e desafios da pesquisa (auto) biográfica. Educação, Santa Maria, v.39, n.1, 85-104, 2014.

QUIJANO, Anibal. Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, E. (Org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Buenos Aires: Clacso, 2005.

SANTOS, Milton. Por uma geografia nova: da crítica da geografia a uma geografia crítica. São Paulo: EDUSP, 2002.

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. 3ª ed. Rio de Janeiro: Record, 2000.

WALSH, Catherine. Pedagogías Decoloniales: práticas insurgentes de resistir, (re)existir e (re)vivir. Serie Pensamiento Decolonial. Tomo I. Equador: Abya-Yala, 2013.

Downloads

Publicado

24/02/2024
Métricas
  • Visualizações do Artigo 144
  • pdf downloads: 248

Como Citar

SANTOS LOPES, A.; HETKOWSKI , T. M.; CONCEIÇÃO, A. P. S. da. Narrativas insurgentes: decolonizando conhecimentos e entrelaçando as infâncias na contemporaneidade: Narrativas insurgentes: descolonizando saberes y entrelazando infancias en la época contemporánea . Revista Cocar, [S. l.], v. 20, n. 38, 2024. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/7691. Acesso em: 22 abr. 2024.