Sociobiodiversidade amazônica: discussões sobre as narrativas coloniais presentes nos livros didáticos

Amazonian sociobiodiversity: discussions on the colonial narratives present in textbooks

Autores

Palavras-chave:

Educação socioambiental, Colonialidade, Relações de poder

Resumo

Neste trabalho, buscamos analisar as relações de poder presentes na contextualização do currículo da educação básica com temáticas socioambientais regionais. Iniciamos com uma revisão teórica qualitativa, abordando o debate sobre os livros didáticos no contexto amazônico. Avaliamos a autoria dos livros didáticos dos anos iniciais do ensino fundamental e sua relação com a biodiversidade amazônica e os problemas socioambientais. Concluímos que alinhar os saberes escolares aos contextos socioambientais locais pode desafiar a validade intelectual daqueles que buscam manter o poder político e econômico.

Palavras-chave: Educação socioambiental; Colonialidade; Relações de poder.

 

 

Abstract

In this work, we seek to analyze the power relations present in the contextualization of the basic education curriculum with regional socio-environmental themes. We begin with a qualitative theoretical review, addressing the debate on textbooks in the Amazonian context. We evaluate the authorship of textbooks for the early years of elementary education and their relationship with Amazonian biodiversity and socio-environmental problems. We conclude that aligning school knowledge with local socio-environmental contexts can challenge the intellectual validity of those seeking to maintain political and economic power.

Keywords: Socio-environmental education. Coloniality. Power relations.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kleberson Almeida de Albuquerque, Universidade Federal do Pará

Licenciado em Pedagogia e Ciências Sociais. Mestre em Educação e Ensino de Ciências na Amazônia pela Universidade do Estado do Pará (PPGEECA/UEPA). Doutorando em Desenvolvimento Socioambiental (PPGDSTU/NAEA/UFPA). Professor nos anos iniciais do ensino fundamental nas secretarias de educação dos municípios de Belém e Ananindeua. E-mail: klebersonalbuquerque@gmail.com ORCID: https://orcid.org/0000-0001-7134-5266

Danielle Rodrigues Monteiro da Costa, Universidade do Estado do Pará

Licenciada, Mestre e Doutora em Química pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Coordenadora do Campus da UEPA-Marabá (2016-2017 / 2018-2019 / 2022-2023). Docente do Programa de Pós-graduação em Educação e Ensino de Ciências na Amazônia (UEPA). É membro da Sociedade Brasileira de Química (SBQ), Associação Brasileira de Química (ABQ), Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (ABRAPEC) e Sociedade Brasileira de Ensino de Química (SBEnQ) e do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação e Ensino de Ciências em Contextos Amazônicos (GEPEECA). E-mail: danymont@uepa.br ORCID: https://orcid.org/0000-0002-8593-371X

Referências

ALMEIDA, E. P. O lugar dos saberes amazônicos no ensino de literatura. MOARA, [S.l.], v. 2, n. 56, p. 171-190, 2021.

ARAÚJO, S. M. S. Educação do campo e Nuestra América: uma experiência de reflexão crítica da Amazônia. In: Pesquisa e educação na Amazônia: reflexões epistemológicas e políticas. Belém: EDUEPA, 2014. p. 111-134.

ARROYO, Miguel G. Currículo, território em disputa. Editora Vozes Limitada, 2013.

BARRETO, J. C. C.; SILVA, M. L. Entrecruzamentos de cultura e meio ambiente na Amazônia paraense: as ações educativas presentes na construção do cortejo do cordão do gallo em Cachoeira do Arari (PA). REU, v. 38, n. 2, 2012.

BEIRED, J. L. B.; BARBOSA, C. A. S. Política e identidade cultural na América Latina. Editora UNESP: São Paulo, 2010.

CASTRO, L. R. B.; CARVALHO, A. V.; PESSANO, E. F. C. Percepções de alunos do ensino fundamental sobre o bioma pampa, no oeste do Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Exitus, v. 9, n. 4, p. 290-318, 2019.

CASTRO-GÓMEZ, S. Ciências Sociais, violência epistêmica e o problema da “invenção do outro”. In: A colonialidade do saber, eurocentrismo e ciências sociais perspectivas latino-americanas. Bueno Aires: Clacso, 2005.

CAVALCANTI, E. V. El lugar de la Amazonia en los libros de texto de historia en Brasil: sobre historia, narrativa y enseñanza. Revista de Estudios Brasileños, v. 8, n. 16, p. 187-202, 2021.

CORRÊA, R. L. Região e regionalização. 7ª ed. São Paulo: Ática, 1986.

COSTA, R. P.; OLIVEIRA, D. B. Currículo e cultura: o contexto amazônico na prática educacional. Educamazônia, v. 18, n. 2, p. 138-162, 2017.

DIEGUES, A. C. S. Sociobiodiversidade. In: FERRARO, L. A.; MASCARENHAS, M. (ORGS.). Encontros e caminhos: formação de educadores (as) ambientais e coletivos educadores. Brasília: Editora MMA - Ministério do Meio Ambiente, p. 303-312, 2014.

DUTRA JÚNIOR, N. P. S.; FRANCO, M. M. M. V. Amazônia nos livros didáticos do ensino médio: estudo quantitativo. Ensino de Geografia, Uberlândia, v. 5, n. 8, p. 131-149, 2014.

FARIA, A. L. G. de. Ideologia no livro didático. São Paulo, 1994.

FIGUEIREDO, L. et al. A promessa de um paraíso na Amazônia: os papeis das elites intelectual e econômica europeia na exploração da região nos Séculos XVIII e XIX. Conexão ComCiência, [S. l.], v. 2, n. 1, 2022.

FRANCO, J. L. A. O conceito de biodiversidade e a história da biologia da conservação: da preservação da wilderness à conservação da biodiversidade. História (São Paulo), v. 32, p. 21-48, 2013.

FRANZOLIN, F.; GARCIA, P. S.; BIZZO, N. Amazon conservation and students’ interests for biodiversity: The need to boost science education in Brazil. Science advances, v. 6, n. 35, p. 110, 2020.

FRISON, M. D.; VIANNA, J.; CHAVES, J. M.; BERNARDI, F. N. Livro didático como instrumento de apoio para construção de propostas de ensino de ciências naturais. In: Encontro Nacional de Pesquisa em educação em ciências, v. 7, p. 1-13, 2009.

GARCIA, P. S. Material didático com conteúdo local pode estimular aprendizado e conservação. [Entrevista concedida a] Sarah Schmidt. Pesquisa FAPESP, São Paulo, 8 set. 2020.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

GOMES, M. V.; LUZ, F. A.; YAMAGUCHI, K. K. L. O ensino de química e a contextualização amazônica nos livros didáticos do ensino médio. RECIMA21, v. 2, n. 6, p. e26391-e26391, 2021.

GROOM, M. J.; MEFFE, G. K.; CARROLL, C. R. (Ed.). Principles of Conservation Biology. 3. ed. Massachusetts: Sinauer Associates, 2006.

HAGE, S. M. Educação, escola e políticas educacionais na perspectiva dos estudos culturais críticos: a produção do senso comum e as disputas pela hegemonia. Cadernos de Educação, n. 38, 2011.

IBGE. Geoestatísticas de Recursos Naturais da Amazônia Legal. Estudos e Pesquisas – Informação Geográfica, Rio de Janeiro, n. 8, 2021. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/geociencias/cartas-e-mapas/mapas-regionais/15819-amazonia-legal.html#:~:text=O%20IBGE%20%C3%A9%20respons%C3%A1vel%20pela,qualquer%20altera%C3%A7%C3%A3o%20em%20seus%20limites.

JAMIL CURY, C. R. Livro didático como assistência ao estudante. Revista Diálogo Educacional, vol. 9, núm. 26, enero-abril, 2009.

KRENAK, A. Ideias para adiar o fim do mundo. 2º edição. São Paulo. Companhia das Letras, 2019.

LEMOS, A. L. F.; SILVA, J. A. Desmatamento na Amazônia Legal: evolução, causas, monitoramento e possibilidades de mitigação através do Fundo Amazônia. Floresta e Ambiente, v. 18, n. 1, p. 98-108, 2012.

LOUREIRO, V. Amazônia, colônia do Brasil. Manaus: Editora Valer, 2022.

LOUREIRO, V. R. Amazônia: uma história de perdas e danos, um futuro a (re) construir. Estudos avançados, v. 16, p. 107-121, 2002.

LUCINI, M.; SANTANA, L. M. Pedagogia decolonial: alternativa teórica plural para o campo da educação popular. Revista Cocar, v. 13, n. 27, p. 1115-1130, 2019.

MARCONI, M A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1992.

MARINHEIRO, D. L. Região e regionalização nos livros didáticos de geografia. 2009. 128 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.

MASCARENHAS, S. A. N. Amazônia: identidade histórico–cultural, cidadania e descolonização- desafios do ensino. RECH, v. 1, n. 1, Jul-Dez, p. 196-209, 2018.

MOREIRA, K. H, Um mapeamento das pesquisas sobre o livro didático de história na região sudeste: 1980 a 2000. Tese de mestrado em Educação, São Paulo, Universidade Estadual Paulista-Araraquara, Faculdade de Ciências e Letras, 2006.

MUNDURUKU, D. O Banquete dos Deuses: conversa sobre a origem da cultura brasileira. São Paulo: Global, 2009.

NOBRE, C. A. et al. Amazônia: fonte ou sumidouro de carbono. In: Causas e dinâmica do desmatamento na Amazônia, INPE. p. 197-224, 2001.

OLIVEIRA, G. S.; GONÇALVES, R. M. Livro Didático no Brasil: um panorama do Programa Nacional do Livro e Material Didático. Communitas, [S. l.], v. 5, n. 9, p. 393–401, 2021.

ONU. Indicators of sustainable development: framework and methodologies. New York, 1996. Disponível em: .

RESNIK, L. Tecendo o amanhã: a historia do Brasil no ensino secundário, programas e livros didáticos 1931‐1945. Dissertação (Mestrado em História) – ICHF, Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, 300 f., 1992.

SACAVINO, S. B. Educação descolonizadora e interculturalidade: notas para educadoras e educadores. In: Interculturalizar, descolonizar, democratizar: uma educação “outra”? Rio de Janeiro: 7 Letras; GECEC, 2016.

SANTOS, B. S. A filosofia à venda, a douta ignorância e a aposta de Pascal. Revista crítica de ciências sociais, n. 80, p. 11-43, 2008.

SILVA, M. L. A educação ambiental na floresta de Caxiuanã: reconstituindo significados. Margens, v. 7, n. 9, p. 23-38, 2016.

SILVA, M. L.; BASTOS, R. Z.; RIBEIRO, M. C. Reflexões sobre o programa escolas sustentáveis na política pública de educação ambiental de Ananindeua. Revista Monografias Ambientais, v. 18, n. 1, p. 11, 2019.

SILVA, E. P.; FERNANDES, M. L. B. Papel do livro didático na conscientização da doação de sangue: Role of the textbook in raising awareness of blood donation. Revista Cocar, v. 16, n. 34, 2022.

SOARES, F.; ROCHA, J. L. da. As políticas de avaliação do livro didático na era Vargas: a comissão nacional do livro didático. Zetetike, Campinas, SP, v. 13, n. 2, p. 81–112, 2009.

SOARES, R. P. Compras governamentais para o Programa Nacional do Livro Didático: uma discussão sobre a eficiência do governo. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). 2007.

SOUZA, M. História da Amazônia. Valer Editora, 2009.

TUCKER, V. Cultural perspectives on development. Routledge, 1996.

TRUMBORE, S.; CAMARGO, P. B. Dinâmica do carbono do solo. In: Amazonia and Global Change, p. 451-462, 2009.

WILSON, E. O. Biodiversidade. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997.

ZANINI, A. M. et al. Percepções de estudantes do Sul do Brasil sobre a biodiversidade da Mata Atlântica. Interciência, v. 45, n. 1, p. 15-22, 2020.

Downloads

Publicado

30/04/2024
Métricas
  • Visualizações do Artigo 68
  • pdf downloads: 73

Como Citar

ALMEIDA DE ALBUQUERQUE, K.; RODRIGUES MONTEIRO DA COSTA, D. Sociobiodiversidade amazônica: discussões sobre as narrativas coloniais presentes nos livros didáticos: Amazonian sociobiodiversity: discussions on the colonial narratives present in textbooks . Revista Cocar, [S. l.], v. 20, n. 38, 2024. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/7385. Acesso em: 12 jul. 2024.