Onde estão as mulheres dentro do público da educação especial?

¿Dónde están las mujeres del público de la educación especial?

Autores

Resumo

Alguns estereótipos, fatores ambientais e situacionais estão muito vinculados à cultura, e acabam transmitindo/ditando, por exemplo, papéis sexuais, papéis em relação ao contexto familiar, maneiras de se comportar, e assim por diante, e que majoritariamente transmitem mensagens contraditórias à mulheres. Observa-se que as relações de gênero são fortemente marcadas nas mulheres público da Educação Especial devido ao processo histórico de dependência familiar e infantilização em que estão ou foram submersas. Dito isso, a presente pesquisa buscou através de uma revisão narrativa com viés qualitativo, rastrear o que vem sendo falado/produzido sobre as mulheres do público da Educação Especial. Como resultados, constatamos nos estudos encontrados, uma dupla desvantagem: ser mulher, e possuir alguma especificidade, seja ela uma deficiência ou altas habilidades/superdotação.

Palavras-chave:  Mulheres; Educação especial; Gênero.

 

Resumen

Algunos estereotipos, factores ambientales y situacionales están muy ligados a la cultura, y acaban transmitiendo/dictando, por ejemplo, roles sexuales, roles en relación al contexto familiar, formas de comportarse, etc., y que en la mayoría de los casos transmiten mensajes contradictorios a las mujeres. Se observa que las relaciones de género están fuertemente marcadas en el público femenino de la Educación Especial debido al proceso histórico de dependencia familiar e infantilización en el que están o estuvieron sumergidas. Dicho esto, la presente investigación buscó, a través de una revisión narrativa con sesgo cualitativo, rastrear lo que se ha dicho/producido sobre las mujeres del público de la Educación Especial. Como resultados, constatamos en los estudios encontrados, una doble desventaja: ser mujer, y tener alguna especificidad, ya sea una discapacidad o las altas capacidades.

Palabras-clave: Mujeres; Educación especial; Género.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Santos de Oliveira, UFSCar

Mestra e Doutoranda na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) no Programa de Pós-Graduação em Educação Especial (PPGEEs). Graduada em Psicologia, Bacharel e Licenciatura pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). ORCID: https://orcid.org/0000-0001-5881-2595. E-mail: anapaulasantosoliveira@estudante.ufscar.br.

 

Michelle Roberta Pavão , Universidade Federal de São Carlos

Mestra e Doutoranda na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) no Programa de Pós-Graduação em Educação Especial (PPGEEs). Licenciada em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e em Pedagogia pelo Centro Universitário de Jales. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-4136-8701. E-mail: michellepavao@estudante.ufscar.br.

 

Downloads

Publicado

29/04/2023
Métricas
  • Visualizações do Artigo 187
  • pdf downloads: 77

Como Citar

SANTOS DE OLIVEIRA, A. P.; ROBERTA PAVÃO , M. Onde estão as mulheres dentro do público da educação especial? ¿Dónde están las mujeres del público de la educación especial? . Revista Cocar, [S. l.], v. 18, n. 36, 2023. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/6497. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos