Educação linguística e povos indígenas na Amazônia setentrional: o ensino da língua na Reserva do Uaçá (1974-1988)

Linguistic education and indigenous peoples in northern Amazon: language teaching in the Uaçá Reserve (1974-1988)

Autores

Resumo

Neste estudo, abordamos a educação linguística realizada, entre os anos de 1974 e 1988, pelo Estado e pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi) junto aos os povos Karipuna e Galibi-Marworno, situados no município do Oiapoque, ao norte do atual estado do Amapá (Brasil). Trata-se de pesquisa documental na qual foram analisados textos elaborados por agentes estatais e da Igreja, bem como pelos próprios indígenas. Tais textos foram publicados em jornais, cartilhas escolares, atas de assembleias, livros de orientação para professores, pareceres, propostas de cursos, relatórios de atividades, avaliações, livros didáticos, entre outros. O artigo demonstra que o Cimi objetivava garantir, por meio de um novo modelo de educação escolar, o direito à diversidade linguística dos indígenas, enquanto que o Estado buscava dissolver as culturas dos povos originários, impondo o monolinguismo em Português.

Palavras-chave: Cimi. Políticas Educacionais. Políticas Linguísticas. Povos indígenas.

 

 

Abstract:

In this study we approach the linguistic education applied by the State, and Missionary Indigenous Council (Conselho Indigenista Missionário/Cimi) from 1974 to 1988 with Karipuna and Galib-Marworno peoples who live in Oiapoque district, located in the North of the current State of Amapá (Brazil). It is a documental research in which we analyzed texts elaborated by agents from State, the Church, and also the indigenous people themselves. These texts were published in journals, educational booklets, minutes of meetings, guidebooks for teachers, reports, course proposals, activity reports, assessments, textbooks, among others. The paper shows the Cimi aimed to guarantee, through the new model of scholar education, the right to linguistic diversity of indigenous peoples. On the other hand, the State sought to dissolve the culture of indigenous, imposing monolingualism in Portuguese.

Key-words: Cimi. Educational Policies. Linguistic Policies. Indigenous Peoples

 

 

 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sidney Lobato, Unifap

Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). É Professor Associado I de História da Amazônia nos cursos de graduação e pós-graduação da Universidade Federal do Amapá (Unifap). Coordena o Laboratório de Estudos da História Social do Trabalho na Amazônia (Lehstam/Unifap)

E-mail: lobato.sidney@yahoo.com.br             Orcid: https://orcid.org/0000-0002-2357-3667

Juliane Silva Giusti da Rocha, Unifap

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Amapá (PPGED/Unifap). Licenciada em Letras pela Universidade Federal do Amapá (Unifap).

E-mail: juliane.giusti@hotmail.com   Orcid: https://orcid.org/0000-0003-3814-0749

Downloads

Publicado

03/02/2023
Métricas
  • Visualizações do Artigo 110
  • pdf downloads: 102

Como Citar

LOBATO, S.; SILVA GIUSTI DA ROCHA, J. Educação linguística e povos indígenas na Amazônia setentrional: o ensino da língua na Reserva do Uaçá (1974-1988): Linguistic education and indigenous peoples in northern Amazon: language teaching in the Uaçá Reserve (1974-1988). Revista Cocar, [S. l.], v. 18, n. 36, 2023. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/6135. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos