Letramento digital na formação inicial de professores

Digital literacy in initial teacher education

Autores

Resumo

O presente artigo tem como objetivo refletir acerca da implementação do letramento digital na formação inicial de professores. A cada dia fica mais evidente a carência do letramento digital nos cursos de licenciatura, demandando atualização curricular para adequação às demandas da educação na atualidade advindas da pandemia da COVID-19. Metodologicamente, o artigo constitui-se de um estudo bibliográfico sob a perspectiva qualitativa que busca contribuir para a reflexão sobre o assunto. As considerações que chegamos nos indicam uma premente necessidade de implementação do uso correto e consciente das tecnologias digitais, como o letramento digital e o letramento crítico que contribuem para uma atuação dos futuros docentes que extrapola a simples utilização das ferramentas tecnológicas.

Palavras-Chaves: Formação inicial de professores; Letramento digital; Letramento crítico.

 

Abstract

This article aims to reflect on the implementation of digital literacy in initial teacher education. Every day, the lack of digital literacy in undergraduate courses becomes more evident, demanding curricular updating to adapt to the current educational needs, especially in the COVID-19 pandemic background. Methodologically, the article is a bibliographic study from a qualitative perspective that seeks to contribute to the reflection on the subject. Throughout this study, we can indicate the relevance of correct and conscious use of these technologies. digital and critical literacy contribute to a performance of future teachers that goes beyond the simple use of technological tools.

Keywords: Initials teachers training; Digital and critical Literacy.

 

Biografia do Autor

Matheus dos Santos Nogueira, Universidade de Brasília

Graduado em Letras francês – Licenciatura, cursando segunda graduação em Letras Tradução - francês pela UnB e Mestre em Educação pelo PPGE-FE/UnB. Professor de francês no Centro Interescolar de Línguas - CIL Paranoá/DF. Participou do grupo de acolhimento de imigrantes e refugiados do Núcleo de Ensino e Pesquisa em Português para Estrangeiros - NEPPE. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa Profissão Docente: Formação, Saberes e Práticas - GEPPESP. Extensionista do Projeto de Língua Estrangeira para criança PIJ/UnB. E-mail: xpc1996@gmail.com  Orcid: https://orcid.org/0000-0002-8732-0132

 

Otília Maria A. N. A. Dantas, Universidade de Brasília

Professora Associada da FE/UnB. Graduada em Pedagogia, Mestre e Doutora em Educação pela UFRN e PHD em Educação pela UnB. Professora Permanente do PPGE da Faculdade de Educação/UnB. Desenvolve estudos sobre: formação de professores, Pedagogia, Didática, prática docente e saberes docentes. Atuou como Coordenadora do Curso de Pedagogia e Chefe do Departamento de Métodos e Técnicas da FE/UNB. Pesquisadora e líder do Grupo de Estudos e Pesquisa Profissão Docentes: formação, saberes e práticas - GEPPESP. Membro do Comitê de Ética na Pesquisa - CEP/UnB. E-mail: otiliadantas@gmail.com Orcid: https://orcid.org/0000-0002-5164-2543

Monique Vieira Amorim Bandeira, Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal

Licenciada em Pedagogia pela UnB. Especialista em Psicopedagogia Institucional pela UCB/RJ e Mestra em Educação pelo PPGE – UnB. Professora da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal e pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisa, Profissão Docente: Formação, Saberes e Práticas - GEPPESP FE/UnB. Atualmente está na função de Pedagoga das Equipes Especializadas de Apoio à Aprendizagem – EEAA, da Escola Classe 01 do Arapoanga – Planaltina/DF. E-mail: moniquevieira53@gmail.com Orcid: https://orcid.org/0000-0001-8781-9657

Downloads

Publicado

15/04/2022

Edição

Seção

Artigos