Feminismo Negro, educação e interseccionalidade: as mulheres negras na Educação de Jovens e Adultos/as

Black feminism, education and intersectionality: Black Women in Youth and Adult Education

Autores

Resumo

O presente trabalho visa discorrer acerca da presença de mulheres negras em salas do primeiro segmento da Educação de Jovens e Adultos/as (EJA). A pesquisa realizada em uma cidade do interior paulista, buscou, a partir de entrevistas semi-estruturadas, apreender os motivos de evasão dessas estudantes na educação regular e suas trajetórias. Assim, visa mostrar, por meio de uma leitura crítica e pautada em uma análise interseccional, a importância de políticas públicas que reconheçam as singularidades das mulheres da EJA que são lidas, muitas vezes, de maneira homogênea. Para isso, se resgatou a invisibilização das mulheres negras no movimento feminista, bem como, a análise interseccional como essencial para garantia da leitura da sociedade capitalista que, ao sofisticar suas formas de opressão, encontra na mulher negra aquela que será base da pirâmide social, estando sujeita as mais diversas formas de opressão.

Palavras- chave: Educação de Jovens e Adultos/as; Mulheres Negras; Interseccionalidade.

 

Abstract

This paper attempts to discourse about the presence of black women in classrooms of the first segment of the Youth and Adult Education. The research, made in an interior city of São Paulo, aimed, by semi-structured interviews, to capture the motives that made these women evade from regular education and also their life trajectory. Therefore, it intends to show, by a critical intersectional analysis, the importance of the recognition by public policies of the singularity of women in Youth and Adult Education that are perceived, many times, in a homogenic way. To do that, this paper rescued the invisibilization of black women in the feminist moviment and utilized an intersectional analysis as essencial to guarantee a compreehension of the capitalist society , concentrates on black women the base of the social piramids, focusing on them multiples forms of opression. 

Keywords: Educação de Jovens e Adultos/as; Black Women; intersectionality.

 

 

 

 

 

 

 

Biografia do Autor

Daniela Almeida Lira, Unesp- FFC

Graduação em Ciências Sociais da Unesp, campus de Marília. Mestranda do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais da Universidade Estadual Paulista – campus Marília. Bolsista CAPES. Integrante do grupo de pesquisa LEePES (Laboratório de Ensino e Pesquisa Educação e Sociedade), do NUPE- Marília (Núcleo Negro da UNESP para Pesquisa e Extensão) e do FERES (Feminismos: Práticas e Resistências).

daniela.lira@unesp.br/ http://lattes.cnpq.br/4371030930349422/ https://orcid.org/0000-0001-6187-5335

 

Maria Valéria Barbosa, UNESP- Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquisa Filho"- FFC

Graduação em Ciências Sociais na Unesp, campus de Marília. Mestrado em Ciências Sociais na UFRRJ, campus de Seropédica. Doutorado em Ciências Sociais na Unesp, campus de Marília. Atualmente é Professora Assistente Doutora da Unesp, campus de Marília, e líder do grupo de pesquisa, vinculado à CNPq, LEePES (Laboratório de Ensino e Pesquisa Educação e Sociedade) e Vice- Coordenadora Executiva do NUPE (Núcleo Negro da UNESP para Pesquisa e Extensão)

valeria.barbosa@unesp.br/ http://lattes.cnpq.br/1046446044110692/ https://orcid.org/0000-0002-9142-2131 

 

Downloads

Publicado

29/12/2021