Na “pinguela” da Formação por área e Interdisciplinaridade nos cinco anos de LEDOC em Goiás: vozes e vieses dos professores formadores

In the “fragile bridge” of Training by area and Interdisciplinarity in the five years of LEDOC in Goias - Brazil: voices and biases of teacher trainers

Autores

  • Wender Faleiro UFCAT
  • Geize Kelle Nunes

Resumo

A presente pesquisa objetivou conhecer concepções pedagógicas, históricas, filosóficas e políticas a partir de experiências e olhares vivenciados pelos professores formadores do Curso Licenciatura em Educação do Campo no Estado de Goiás. Para alcançar o objetivo, fizemos um recorte temporal 2014-2019 e convidamos, como respondentes, os professores formadores da UFG e da UFCAT. A discussão foi organizada de acordo com alguns princípios do Movimento da Educação do Campo, no quesito do protagonismo dos Movimentos Sociais, evidenciamos a distância entre estes com a Universidade, quanto à formação por área de conhecimento, os respondentes ressaltaram dificuldade em superar os modelos de formação hegemônicos e da monocultura do saber. Acreditamos essa discussão é necessária para conseguirmos transformar as pinguelas em pontes no desenvolvimento de Práticas Educativas e na Formação de Professores do Campo.

Palavras-chave: Educação do Campo; Ciências da Natureza; Decolonial.

 

Absract

The present research aimed to know pedagogical, historical, philosophical and political conceptions based on experiences and perspectives experienced by the teachers who form the Degree Course in Rural Education in the State of Goias, Brazil. To achieve the objective, we made a 2014-2019 time frame and invited, as respondents, professors from universities (UFG and UFCAT). The discussion was organized according to some principles of the Movement of Rural Education, regarding the role of Social Movements, we highlight the distance between them with the University, regarding training by area of knowledge, the respondents highlighted the difficulty in overcoming the models of hegemonic formation and the monoculture of knowledge. We believe this discussion is necessary to be able to transform the fragile bridges into strong bridges in the development of Educational Practices and in the Training of Rural Teachers.

Keywords: Rural Education; Natural Sciences; Decolonial.

 

Biografia do Autor

Wender Faleiro, UFCAT

Licenciado e Bacharel em Ciências Biológicas, Licenciado em Pedagogia pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU); Mestre em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais e Doutor em Educação pela UFU. Pós Doutor em Educação pela PUC-GO. Atualmente é Professor da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação - Universidade Federal de Goiás, transição para Universidade Federal de Catalão. Líder - Fundador do Grupo de Pesquisa e Extensão em Ensino de Ciências e Formação de Professores – GEPEEC –UFCAT/CNPq. E-mail: wender.faleiro@gmail.com ORCID: https://orcid.org/0000-0001-6419-296X

Geize Kelle Nunes

Licenciada em Química e Especialista em Ensino de Ciências e Matemática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano (IF Goiano) – Campus Iporá. Mestra em Educação pela Universidade Federal de Goiás, transição para Universidade Federal de Catalão. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa e Extensão em Ensino de Ciências e Formação de Professores - GEPEEC – UFCAT/CNPq. E-mail: geize.ribeiro1@gmail.com ORCID: https://orcid.org/0000-0003-4053-7788

Downloads

Publicado

29/07/2021

Edição

Seção

Artigos