Desenhos infantis: percepção e representação do ambiente ribeirinho

Children's drawings: perception and representation of the riverside environment

Autores

Resumo

Após o paradigma cartesiano, novas dimensões de compreensão dos fenômenos humanos surgiram nas fronteiras do conhecimento das diversas dimensões existenciais: a busca pela percepção dos desenhos infantis se configura em uma delas. Os desenhos possibilitam conhecer o que as crianças pensam e sentem relatados em rabiscos e traços em uma folha de papel. Este artigo é resultado de um dos capítulos de uma pesquisa do Mestrado em Educação em Ciências na Amazônia. O objetivo principal deste trabalho é compreender, a partir dos desenhos, a percepção e a representação de experiências cotidianas percebidas no lugar de vida das crianças. O manuscrito é qualitativo e fenomenológico. Reforçamos nossa análise focada nos desenhos infantis de crianças que frequentavam uma turma multisseriada em Parintins-AM. O texto deriva de observações feitas durante um período de 4 meses em uma comunidade ribeirinha. Acreditamos que repensar as ações das crianças dentro de um sistema de ações e experiências maximizaria a compreensão das experiências, representações e percepção do ambiente.

Palavras-chave: Percepção; Diário; escola ribeirinha; Desenhos infantis.

 

Abstract

After the Cartesian paradigm, new dimensions of understanding of human phenomena emerged on the frontiers of knowledge of the various existential dimensions: the search for the perception of children's drawings is configured in one of them. The drawings make it possible to know what children think and feel reported in scribbles and traces on a sheet of paper. This article is the result of one of the chapters of a research of the Master in Science Education in the Amazon. The main objective of this work is to understand, from the drawings, the perception and representation of everyday experiences perceived in the children's place of life. The manuscript is qualitative and phenomenological. We reinforce our analysis focused on children's drawings of children who attended a multigrade class in Parintins-AM. The text derives from observations made during a period of 4 months in a riverside community. We believe that rethinking children's actions within a system of actions and experiences would maximize understanding of experiences, representations and perception of the environment.

Keywords: Perception; Daily; Riverside school; Children's drawings.

 

 

Biografia do Autor

Mateus de Souza Duarte, Universidade do Estado do Amazonas

Doutorando no PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO, na linha de pesquisa II Práticas Pedagógicas no Ensino de Ciências e Matemática, na Rede RENOEN, polo São Cristóvão, na Universidade Federal de Sergipe-UFS. Estuda Filosofia na Universidade Federal de Pelotas-UFPel, Campus Agudo. Mestre em Educação em Ciências na Amazônia, na linha de pesquisa II Ensino de Ciências: Epistemologias, Divulgação Científica e Espaços Não Formais- PPGEEC- UEA, 2019. Especialista em Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica pela Faculdade de Ciências de Wenceslau Braz-FACIBRA, 2016. Possui Cursos de Aperfeiçoamento em Psicopatologias na Infância e Adolescência, Alfabetização e Letramento, Psicopedagogia Clínica, Neuropsicopedagogia, Fundamento Teórico e Metodologia da inclusão, Neuroaprendizagem, Educação Infantil, Ensino Fundamental e Tempo Integral, Desenvolvimento Infantil e Estudos Neuropsicobiológicos, Neurociências. Estudou curso de formação inicial e continuada em Linguagem, cognição e ensino, no Instituto Federal de Alagoas-IFAL e em Auxiliar Pedagógico no Instituto Federal de Roraima-IFRR. Graduado em Licenciatura em Pedagogia pela Universidade do Estado do Amazonas- UEA, 2016. Membro do Grupo de Pesquisa em Educação, Patrimônio, Arqueometria e Ambiente na Amazônia - GEPIA, do(a) Universidade do Estado do Amazonas. Tem experiência na área de Educação, com ênfase nos seguintes temas: Criança, Formação Docente, Ensino, Ensino de Ciências, Saberes Docentes e Tradicionais e Escola e Comunidade Ribeirinha.

 Orcid iD: https://orcid.org/0000-0002-7199-1652. E-mail. mateus_duarte22@hotmail.com

Jose Camilo Ramos de Souza, Universidade do Estado do Amazonas

Possui graduação em Licenciatura Plena em Geografia pela Universidade Federal do Amazonas (1995), Bacharelado em Geografia pela Universidade Federal do Amazonas (1998), Especialização em Gestão em Etnodesenvolvimento pela Universidade Federal do Amazonas (2002 - 2003), Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Amazonas - FACED (2004 - 2006) e doutorado em Ciências obtido no Programa de Geografia (Geografia Física) - Área de Concentração: Geografia Física, pela Universidade de São Paulo-USP, em 04/07/2013. Professor da Universidade do Estado do Amazonas. Tem experiência na área de Geografia e Educação. Geografia: Geografia Econômica, Geografia Agrária, Metodologia do Ensino em Geografia, Prática do Ensino em Geografia, Geografia do Turismo, Cartografia aplicada ao ensino de Geografia etc. Educação: Estágio Supervisionado, Currículo, Metodologia da Pesquisa e Estudos. Estudo sobre imigrantes japoneses na Amazônia, ribeirinhos da Amazônia e pensamento geográfico da Amazônia. Estudo sobre Gestão das águas e Governança e regulação de recursos hídricos. Orcid iD: https://orcid.org/0000-0002-0578-8533 E-mail: jcramosdesouza@hotmail.com

 

Downloads

Publicado

31/03/2022

Edição

Seção

Artigos