Diagnóstico de saúde em comunidades quilombola: revisão sistemática

Health diagnosis in quilombola communities: systematic review

Autores

  • Lívia de Aguiar Valentim UEPA
  • Tatiane Costa Quaresma
  • Olinda do Carmo Luiz

Resumo

A localização das comunidades quilombolas no estado do Pará torna o acesso difícil aos serviços de saúde situados nos centros urbanos. Como decorrência desse isolamento geográfico, há poucos dados disponíveis acerca de algumas dessas comunidades quilombolas, principalmente no que concerne a situação de saúde e sobre as características sociodemográficas, informações importantes

para a elaboração de políticas e o planejamento de ações de saúde, demonstrando a importância de trabalhos que avaliem a situação de saúde dos quilombolas. O artigo teve por objetivo revisar sistematicamente os instrumentos utilizados para o diagnóstico de saúde das comunidades quilombolas, para desenvolver um instrumento adequado para um inquérito de saúde. Métodos: As bases de dados SCOPUS, PubMed, LILACS, ISI Web of Science, Scielo e EMBASE foram pesquisadas, de acordo com a metodologia PRISMA, no período de 2009 a 2019 e a seleção incluindo os descritores publicados no PROSPERO sob o registro CRD42018107803. Resultados: Dos 7.366 artigos selecionados, 40 foram selecionados para leitura dos resumos e apenas 19 para leitura na íntegra. Conclusões: A presente revisão forneceu elementos significativos para a elaboração de um instrumento de coleta de dados para inquéritos de saúde.

Palavras-chave: Grupo com Ancestrais do Continente Africano; grupos de risco; levantamentos epidemiológicos.

 

Abstract

The location of quilombola communities in the state of Pará makes access to health services located in urban centers difficult. As a result of this geographic isolation, there is little data available about some of these quilombola communities, especially with regard to the health situation and sociodemographic characteristics, important information for the elaboration of policies and the planning of health actions, demonstrating the importance of works that evaluate the health situation of quilombolas. The article aimed to systematically review the instruments used for the health diagnosis of quilombola communities, in order to develop an adequate instrument for a health survey. Methods: The databases SCOPUS, PubMed, LILACS, ISI Web of Science, Scielo and EMBASE were searched, according to the PRISMA methodology, in the period from 2009 to 2019 and the selection including the descriptors published in PROSPERO under registration CRD42018107803. Results: Of the 7,366 articles selected, 40 were selected for reading abstracts and only 19 for reading in full. Conclusions: The present review provided significant elements for the elaboration of a data collection instrument for health surveys.

Keywords: African Continental Ancestry Group; Groups of risk; epidemiological surveys.

Biografia do Autor

Lívia de Aguiar Valentim, UEPA

Doutora em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Docente do curso de enfermagem da Universidade do Estado do Pará. Atual coordenadora adjunta do curso de enfermagem UEPA Santarém e coordenadora da residência de Ortopedia e traumatologia UEPA Santarém.

  E-mail: livia.valentim.quaresma@usp.br     ORCID: https://orcid.org/0000-0003-4255-8988

 

Tatiane Costa Quaresma

Doutorado em andamento pela Universidade do Estado do Pará (UEPA/PA), Mestre em Bioengenharia pela Universidade Camilo Castelo Branco (UNICASTELO – SJC/SP), Especialista em Microbiologia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Bióloga e Docente Adjunta do Curso de Medicina da Universidade do Estado do Pará.

E-mail: tatiane-quaresma@hotmail.com  ORCID: https://orcid.org/0000-0003-3052-2363

 

Olinda do Carmo Luiz

Doutora em Medicina, docente permanente do Programa de Doutorado em Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP)

E-mail: olinda@usp.br  ORCID: https://orcid.org/0000-0002-2596-3626

Downloads

Publicado

01/12/2021