A influência do ambiente escolar para a produção do erro e do fracasso escolar durante a aprendizagem

The influence of school environment for error's production and school failure during the learning

Autores

Resumo

O erro no contexto escolar pode ter contribuições advindas de diversos fatores e resultar em diversas interpretações. O objetivo deste trabalho foi identificar e caracterizar os principais aspectos do ambiente escolar que podem estar envolvidos na produção de erros durante o processo de aprendizagem.  Para a coleta de informações, utilizamos um questionário misto (questões abertas e fechadas) com estudantes e professores do Ensino Médio de uma escola da Rede Pública Estadual, sediada em Santa Maria, Rio Grande do Sul. Constatamos que os aspectos relacionados à conduta do estudante e do professor são os condicionantes mais evidentes para a produção do erro durante a aprendizagem. Além disso, pode-se perceber que a maioria dos professores defendeu que os estudantes são os principais agentes responsáveis pelo erro e fracasso escolar.

Palavras-chave:  Erro escolar; Fracasso escolar; Dificuldades de Aprendizagem

 

Abstract

The error in school context can have contributions arising from several factors, as well as it can result in different interpretations. The objective of this study was to identify and characterize aspects of the school environment that may be involved in the production of errors during the learning process. A mixed questionnaire (open and closed questions) was used with high school students and teachers at a public school based in Santa Maria, Rio Grande do Sul who was the participants of this study. We found that aspects related to student and teacher’s conduct are the most evident conditions for the production of error during learning. In addition, the majority of teachers argued that students are the principal agents responsible for school error and school failure.

Keywords: School error, School failure, Learning difficulty

 

 

Biografia do Autor

Leonardo Avelhaneda Hendges, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Mestrando em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Integrante do Grupo Pesquisas  “Inovação Educacional, Práticas Educativas e Formação de Professores” (INOVAEDUC), sob coordenação do professor Dr. Eduardo Adolfo Terrazzan. Educador voluntário no programa de extensão “Pré-Universitário Popular Alternativa” (PUPA), vinculado à UFSM. E-mail: leonardo.hendges@hotmail.com. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-2809-9957.

Julie Matie Noda, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Mestra em Ciências Biológicas: Fisiologia pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas: Fisiologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Acadêmica de graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e Integrante do Grupo Pesquisas “Inovação Educacional, Práticas Educativas e Formação de Professores” (INOVAEDUC), sob coordenação do professor Dr. Eduardo Adolfo Terrazzan. E-mail: julie.mnoda@gmail.com. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-7933-135X.

Eduardo Terrazzan, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Pós-Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professor Titular da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), onde atua como: coordenador do Grupo de Pesquisas “Inovação Educacional, Práticas Educativas e Formação de Professores” (INOVAEDUC); docente nos Cursos de Licenciatura em Física e de Licenciatura em Pedagogia; docente e orientador no Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Gestão Educacional; docente e orientador no Programa de Pós-Graduação em Educação. E-mail: eduterrabr@yahoo.com.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-4723-159X

Downloads

Publicado

01/12/2021