A utilização de jogos didáticos na disciplina de biologia no ensino médio técnico

The use of didactic games in biology discipline in technical high school

Autores

Resumo

Os jogos didáticos estimulam a criatividade e o raciocínio, favorecendo o protagonismo estudantil. O objetivo do trabalho foi realizar um levantamento bibliográfico sobre a aplicação de jogos didáticos na disciplina de biologia no ensino médio técnico.  Trabalhos relevantes relacionados ao uso de jogos didáticos e que apresentavam boas expectativas de aplicação no ensino de biologia foram selecionados para análise descritiva. A maioria dos jogos disponíveis exploraram conteúdo de citologia, doenças, zoologia, ecologia e genética. Os resultados deste estudo são importantes para motivar e inspirar docentes de biologia para utilização de jogos. Os jogos didáticos possibilitam a interdisciplinaridade com outras áreas do saber, contribuindo para a melhoria do ensino de biologia, assimilação do conteúdo pelos alunos e interação entre alunos e professores.

Palavras-chave: Docente; educação profissional; publicações.

Abstract

Didactic games stimulate creativity and reasoning, favoring student protagonism. The aim of the work was to carry out a bibliographic survey on the application of didactic games in biology discipline in technical high school. Relevant works related to use of didactic games and that presented good expectations of application in biology teaching were selected for descriptive analysis. Most of the available games explored content from cytology, diseases, zoology, ecology and genetics. The results of this study are important to motivate and inspire biology teachers to use games. Didactic games enable interdisciplinarity with other areas of knowledge, contributing to the improvement of biology teaching, assimilation of content by students and interaction between students and teachers.

Keywords: Teacher; professional education; publications.

Biografia do Autor

Angélica Maria Nogueira, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Graduada em Ciências Biológicas - Bacharelado (UFES - 2012), mestre em Produção Vegetal (UFES - 2014) e doutora em Genética e Melhoramento (UFV - 2018). Especialista em Docência em Educação Profissional e Tecnológica pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (2021). Atualmente é bolsista de pós-doutorado da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo vinculada a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. E-mail: axnogueira@hotmail.com. Orcid: https://orcid.org/0000-0003-1509-1569

Gilza Barcelos de Souza, Universidade Federal do Espírito Santo

Graduada em Ciências Biológicas - Bacharelado (UFES - 2012) e licenciatura (UNIFRAN - 2020), mestre em Bioquímica Agrícola (UFV - 2014) e doutora em Bioquímica Aplicada (UFV – 2018. Especialista em Docência em Educação Profissional e Tecnológica pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (2019). Atuou como professora substituta no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (2019-2020). Atualmente é bolsista de Desenvolvimento Científico Regional do CNPq - Nível C vinculada a Universidade Federal do Espírito Santo. E-mail: gilzab18@gmail.com. Orcid:  https://orcid.org/0000-0002-9483-7076

Lenice Alves Moreira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais

Mestre em Letras pelo CES/PUC Minas. Graduada em Letras (português/Inglês) pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ubá. Atua como professora de Ead e Técnica em Assuntos Educacionais no Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais em Rio Pomba. Possui experiência na área de Educação. E-mail: lenice.moreira@ifsudestemg.edu.br. Orcid: https://orcid.org/0000-0002-7144-1845

 

Downloads

Publicado

31/07/2021

Edição

Seção

Artigos