Práticas docentes em uma escola ribeirinha na Ilha de Marajó (Pará, Brasil)

Autores

  • Esmeraldo Tavares Pires
  • Carlos Aldemir Farias da Silva

Resumo

Resumo

Cultivar práticas docentes que têm por base os conhecimentos culturais das populações tradicionais permite reafirmar princípios éticos de uma educação pautada pela diversidade. Ao longo de nove meses, entrevistamos professores de uma escola ribeirinha na Ilha de Marajó-PA e realizamos observações em suas salas de aula, objetivando analisar como suas práticas estabelecem conexões com a diversidade sociocultural desta ilha. A partir das práticas, foi possível compreender o significado que os docentes atribuem à sua cultura e como acolhem saberes plurais em suas aulas, uma vez que os conteúdos curriculares dispostos nos livros didáticos não abarcam plenamente a complexidade exigida pelas turmas multianos no contexto ribeirinho amazônico. Como resultado, inferimos que as práticas desenvolvidas integram saberes ribeirinhos com os conhecimentos escolares, tornando-os significativos para a vida dos estudantes. Conclui-se que a vida ribeirinha amazônica - se reatualizada pelas práticas educativas nas escolas - permite a afirmação e atualização da diversidade sociocultural da região. Uma tal pedagogia cultural da tradição pode favorecer aos estudantes de turmas multianos a construção de um horizonte de futuro em que sejam eles a definir o curso das águas que desejarem.

Palavras-chave: Escola ribeirinha. Práticas docentes. Turma multianos.

"

Teaching practices in a riverside school in Marajó Island (Pará, Brazil)

"

Abstract

Cultivating teaching practices based on traditional populations’ cultural knowledge allows reaffirming ethical principles of an education guided by diversity. For nine months, we interviewed teachers from a riverside school on Marajó Island (Pará, Brazil) and we observed their classrooms to analyze how their practices establish connections with this island’s socio-cultural diversity. Based on such practices, it was possible to comprehend the meaning that teachers attribute to their culture and how they receive plural knowledge in their classes since the curricular contents provided on textbooks do not fully embrace the complexity required by multi-group classes in the Amazonian riverside context. Thus, we conclude that the developed practices integrate the riverside knowledge with the school knowledge, making it meaningful for the students’ lives. It concluded that the Amazon riverside life - if it is updated by educational practices in schools - it allows the affirmation and updating of the region’s socio-cultural diversity. Such a cultural pedagogy of tradition may favor multi-class students to create a future horizon in which they may define watercourse as they wish.

Keywords: Riverside school. Teaching practices. Multi-group class.

Biografia do Autor

Esmeraldo Tavares Pires

graduado em Licenciatura Integrada em Educação em Ciências, Matemática e Linguagens e mestre em Educação em Ciências e Matemática (área de concentração Educação em Ciências) pela Universidade Federal do Pará. Técnico Administrativo da Secretaria de Estado de Educação do Pará (SEDUC); bolsista CNPq

Carlos Aldemir Farias da Silva

antropólogo; doutor em Ciências Sociais (Antropologia) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Professor da Universidade Federal do Pará, onde atua no Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemáticas.

Downloads

Publicado

22/06/2018

Edição

Seção

Artigos