O lugar das práticas de socialização no cárcere: caminhos educacionais que permeiam o conflito e a resistência pedagógica

The place of socialization practices in prison: educational ways that permeate the pedagogical conflict and resistance

Autores

Resumo

O estudo procura analisar o processo de socialização estabelecido entre os professores e outros dois grupos envolvidos no contexto educacional: o policial penal e o estudante privado de liberdade, em escolas inseridas em unidades prisionais. Para isso, ocupou-se de revisão de literatura e de aplicação de entrevistas narrativas com docentes que atuam em escolas inseridas em prisões. Dentre os resultados encontrados, destaca-se o fato de que o lugar de socialização é permeado pelo conflito e pela resistência. Nesse aspecto, a pesquisa indica a urgência na consolidação de espaços de formação colaborativa, na perspectiva de promover melhor articulação na comunicação entre indivíduos, bem como a valorização da dimensão comunitária e da difusão dos direitos humanos.

Palavras-chave:  Educação em prisões; Educação de adultos; Narrativas de professores; Relacionamento entre pares.

 

 

Abstract

The study seeks to analyze the process of socialization between the teachers and two other groups involved in the educational context: the criminal policeman and the student deprived of liberty in schools inserted in prison units. For this, the literature review and the application of narratives with teachers who work in schools in prisons were carried out. Among the results found, the fact that the place of socialization is permeated by conflict and resistance stands out. In this aspect, thesurvey indicates the urgency of consolidating spaces for collaborative training, with a view to promoting better articulation in communication between the individuals as well as the appreciation of the community dimension and the dissemination of human rights.

Keywords:  Prison education; Adult education; Teachers' narratives; Peer relationship.

Biografia do Autor

Gesilane de Oliveira Maciel José, Instituto Federal de Mato Grosso do Sul

Doutora em Educação pela Universidade Estadual Paulista – UNESP/FCT/Presidente Prudente e Mestra em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/MS. É docente EBTT do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul, em regime de trabalho de dedicação exclusiva. Integra o Observatório da Violência e Sistema Prisional e o Grupo de Pesquisa Formação de Professores, Políticas Públicas e Espaço Escolar (GPFOPE).

E-mail: gesilane.jose@ifms.edu.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-5868-8459.

Yoshie Ussami Ferrari Leite, Professora Adjunta do Departamento de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da FCT/Unesp/Presidente Prudente

Livre-docente pela FCT/Unesp/Campus de Presidente Prudente, Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas, com Estágio de Pós-Doutoramento em Educação na Universidade de São Paulo. Professora Adjunta do Departamento de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da FCT/Unesp/Presidente Prudente. É líder do Grupo de Pesquisa Formação de Professores, Políticas Públicas e Espaço Escolar (GPFOPE).

E-mail: yoshie.leite@unesp.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-4410-1236.

 

Downloads

Publicado

31/07/2021

Edição

Seção

Artigos