Educação Sexual em atividades de extensão do Grupo PET/Biologia na Universidade Federal de Santa Catarina

Sexual Education in extension activities of the Grupo PET/Biologia at Federal University of Santa Catarina

Autores

Resumo

No contexto brasileiro, diversas pesquisas evidenciam lacunas na formação de professores de Ciências e de Biologia quanto à Educação Sexual. Assim, deve-se considerar a importância de todas as oportunidades de formação nos cursos de graduação para a discussão dessas questões. A investigação objetivou analisar a Educação Sexual realizada em atividades de extensão do Grupo PET/Biologia da Universidade Federal de Santa Catarina. A análise foi realizada a partir de três tipos de documentos de onze anos de atividades do Grupo PET/Biologia no tema da Educação Sexual. Os resultados permitem caracterizar que de 2008 a 2012 a Educação Sexual foi desenvolvida com uma Abordagem Médica, enquanto que de 2013 a 2018, as atividades caracterizam-se como Abordagem Pedagógica. 

Palavras-chave: Gênero e sexualidade; Formação de professores; Ensino de Ciências.

 

 

Abstract:

In the Brazilian context, several researches reveal gaps in Science and Biology teacher's education regarding Sexual Education. Thus, the importance of all education opportunities in undergraduate courses should be considered for the discussion of these issues. The investigation aimed to analyze Sexual Education carried out in extension activities of the PET/Biology Group at the Federal University of Santa Catarina. The study was carried out based on three categories of documents from the analysis of eleven years of activities of the PET/Biology Group on the theme of Sexual Education. The results allow to conclude that Sexual Education was approached with medical emphasis from 2008 to 2012 and with a pedagogical approach from 2013 to 2018.

Keywords: Gender and sexuality; Teacher education; Science teaching.

 

 

 

 

Biografia do Autor

Bruno Tavares, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Licenciado em Ciências Biológicas (2020). Mestrando no Programa de Pós-graduação em Educação Científica e Tecnológica (PPGECT/UFSC). É pesquisador integrante do grupo CASULO - Pesquisa e Educação em Ciências e Biologia, da Universidade Federal de Santa Catarina. Realiza pesquisas envolvendo as temáticas de gênero, sexualidade e educação em ciências e em biologia.

E-mail: brunotavares33@hotmail.com ; ORCID: https://orcid.org/0000-0001-9300-5609 

Adriana Mohr, UFSC/Professora

Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1988), mestre em Educação pelo IESAE/FGV (1994) e doutora em Educação: ensino de ciências naturais pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002) com doutorado-sanduíche na Université de Rouen e no Institut National de Recherche Pédagogique, França (1997-1998). Atualmente é professora titular da Universidade Federal de Santa Catarina no Departamento de Metodologia de Ensino e no Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica.

E-mail: adriana.mohr.ufsc@gmail.com ; ORCID: https://orcid.org/0000-0001-6741-2112

Downloads

Publicado

01/05/2021

Edição

Seção

Artigos