A presença indígena na Universidade Estadual de Feira de Santana: do ingresso à permanência

The indigenous presence at the State University of Feira de Santana: from admission to permanence

Autores

Resumo

O presente artigo buscou mapear a presença indígena na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) no semestre letivo 2018.2, contextualizando os estudantes em relação aos cursos/áreas de conhecimento, origem geográfica e socioeconômica, etnias, idade, assim como as motivações para a escolha do curso de graduação. Foram utilizados dados produzidos a partir de informações institucionais, relatório das políticas de ações afirmativas da UEFS (2007-2017) e questionário estruturado sobre a vida estudantil, aplicado a 29 estudantes. Entre os resultados obtidos, o estudo demonstrou que a instituição possui diversidade étnica, que os estudantes pertencem aos Povos Indígenas do , são jovens e de ambos os sexos. Isso nos levou a refletir sobre a importância de ampliar a visibilidade sobre a diversidade cultural no seio da universidade, fortalecendo as políticas de permanência.

Palavras-Chave: Estudantes Indígenas, Política de Ações Afirmativas, Ensino superior.

 

Abstract

This article sought to map the indigenous presence at the State University of Feira de Santana (UEFS) in the academic semester 2018.2, contextualizing the students in relation to the courses/areas of knowledge, geographic and socioeconomic origin, ethnicities, age, as well as the motivations for the choice of undergraduate course. Data produced from institutional information, a report on the affirmative action policies of UEFS (2007-2017) and a structured questionnaire on student life, applied to 29 students. Among the results obtained, the study demonstrated that the institution has ethnic diversity, that students belong to the Northeast Indigenous Peoples, are young and there is male and female equity. This led us to reflect on the importance of increasing the visibility of cultural diversity within the university, strengthening the permanence policies.

Key-Words: Indigenous Students; Affirmative Action Policy; Higher Education.

 

 

 

Biografia do Autor

Fernanda Almeida Ribeiro Zatti, Universidade Estadual de Feira de Santana

Graduada em Psicologia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Feira de Santana – Bahia (UEFS). Psicóloga do Núcleo de Apoio Psicossocial e Pedagógico da Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis da UEFS (NAPP/PROPAAE/UEFS) e integrante do Grupo de Pesquisa Trace/UEFS.

ORCID https://orcid.org/0000-0002-0715-7989 E-mail: fernanda@uefs.br

Mirela Figueiredo Iriart, Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS

Professora Plena do Departamento de Educação da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Docente do Programa de Pós-graduação em Educação da UEFS e Coordenadora do Grupo de Pesquisa Trace/UEFS. Graduada em Psicologia pela Universidade Federal da (UFBA). Doutora em Saúde Coletiva pelo Instituto de Saúde Coletiva da UFBA e pós doutorado no Departamento de Psicologia Social e Cultural da London School of Economics and Political Science (LSE).

ORCID https://orcid.org/0000-0001-5673-6787 E-mail: mifis36@gmail.com

Downloads

Publicado

01/05/2021

Edição

Seção

Artigos