ETNOBOTÂNICA DOS QUINTAIS URBANOS DE SALVATERRA, MARAJÓ ORIENTAL, PARÁ, BRASIL

Autores

Resumo

Quintal é definido como a área ao redor dos domicílios que pode conter plantas e animais, é importante para a sustentação dos povos e facilita a conservação de espécies nativas para diferentes fins. Este trabalho traz resultados de um levantamento etnobotânico realizado em quintais dos bairros Centro e Paes de Carvalho da cidade de Salvaterra, Pará, Brasil, a fim de resgatar conhecimentos tradicionais sobre as utilidades das etnoespécies e gerar informações que auxiliem nos estudos biológicos, farmacêuticos e econômicos, contribuindo para o desenvolvimento da região. Trata-se de uma pesquisa qualitativa e quantitativa, de caráter exploratório, com orientação analítico-descritiva, mediante entrevistas com utilização de questionários estruturados, realizados entre outubro e novembro de 2014. Nesta pesquisa, foi adotada a técnica “bola de neve”, através da qual foram escolhidos, primeiramente, dois informantes de cada bairro, ambos com idade entre 50 e 60 anos, residentes há pelo menos 40 anos na cidade. Depois, cada morador indicaria outro e, assim, sucessivamente. Com isso, foram entrevistadas 95 pessoas no total, com inclusão de lista livre para anotações mais específicas. Esse estudo permitiu encontrar 200 etnoespécies, das quais 44,5% são de uso alimentício, 20,5% ornamentais, 32,5% medicinais e 2,5% com outras indicações. Foi registrado e um rico conhecimento etnobotânico dos moradores, favorecendo a salvaguarda dessas informações e, também, a valorização da cultura local, associada ao saber tradicional.

Downloads

Publicado

21/12/2021

Edição

Seção

Artigos