ENTRE NARRATIVAS E MEMÓRIAS:

o caso do desaparecimento de santos em Vigia- PA

Autores

  • Rafaela do Socorro Moraes Favacho Universidade do Estado do Pará

Resumo

Essa pesquisa é uma parte do projeto de mestrado em ciências religião intitulado “Entre Narrativas e Memórias: o caso do desaparecimento de santos em Vigia- PA” correspondente a uma observação no município de Vigia localizado na mesorregião do Nordeste do Pará, uma das cidades mais antigas do estado, objetivando analisar as narrativas relacionadas ao desaparecimento das imagens de Nossa Senhora de Nazaré e São Luís de Gonzaga, no intuito de registrar as histórias de devoção. A metodologia se deu por levantamentos de fontes bibliográficas abordando os conceitos de narrativa e memória, considerando também documentos como jornais, boletins, revistas, fotos de época e outros documentos históricos, dando ênfase ao furto das imagens de Nossa Senhora de Nazaré e de São Luís Gonzaga, além de entrevistas com sete pessoas que vivenciaram o caso. A pesquisa teve comprovações iniciais sobre a importância de imagens para os devotos que contam detalhadamente o que houve naquela madrugada e narram que quando a imagem da santa regressou à Vigia, em 14 de fevereiro, o povo se reuniu, com uma imensa corrente gerada numa madrugada de festa, fogos, procissões e até missa celebrada pelo pároco da época, o Padre Manfred Knosala. A partir daí essa data passou a ser a comemoração ao “dia do achado da Santa”. Ou seja, em 1977, a igreja matriz de Vigia sofreu o mais conhecido assalto de sua história. O dia 14 de fevereiro virou feriado municipal e entrou para os anais da história vigilenga.

Downloads

Publicado

21/12/2021

Edição

Seção

Artigos