FLUIDEZ E SOLIDIFICAÇÕES NAS REFORMAS CURRICULARES DOS CURSOS DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA

Autores

  • Larissa Rocha Paulo de Oliveira Universidade do Estado do Pará
  • Jeane do Socorro Costa da Silva
  • Juliana Cunha da Costa Fróes

Resumo

Resumo: O presente artigo constitui-se de uma pesquisa acerca das atuais mudanças nos documentos da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN) e seus reflexos nos cursos de Licenciatura em Matemática, resultado de uma etapa da pesquisa de conclusão de curso. Foi realizado um estudo bibliográfico desenvolvido qualitativamente, com objetivo de apresentar os aspectos “fluidos” ou que se “solidificaram” nas reformas curriculares da formação inicial dos professores de matemática, na perspectiva dada por Bauman (2001), com intuito de responder a seguinte questão: O que se manteve “fluido” e o que se “solidificou” na formação inicial dos professores de matemática, após as reformas curriculares ocorridas no cenário educacional? A pesquisa revelou que ainda há muito que se dissolver, mas pelas transformações já ocorridas e as discussões acerca desses sólidos, como: dissolver a separação entre teoria e prática; a separação dos conteúdos específicos e pedagógicos, e a valorização do Bacharelado em detrimento da Licenciatura em Matemática. Esses resultados implicam que as instituições estejam passando por uma fase de dissolução de sólidos importante para uma formação docente eficaz e satisfatória decorrente das mudanças educacionais.

Palavras-chave: Licenciatura em Matemática. Currículo. Modernidade líquida. Formação de professores.

Downloads

Publicado

19/05/2021