O TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA E DESENVOLVIMENTO LOCAL EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO BRASILEIRAS

Autores

DOI:

10.69675/RCU.2763-7646.4907

Palavras-chave:

Desenvolvimento Sustentável, Turismo de Base Comunitária, Unidades de Conservação.

Resumo

O desenvolvimento local é o processo de mudança social, que busca a compatibilização entre o crescimento econômico e a conservação ambiental, a qualidade de vida e a equidade social. A prática do turismo sustentável se utiliza dos patrimônios natural e cultural, com o intuito de incentivar suas conservações, estimulando o surgimento de experiências, que promovam o desenvolvimento local. As Unidades de Conservação, desde as suas primeiras concepções, têm, por objetivo, o uso público focado nas práticas do turismo, do lazer e da recreação, utilizando-as como ferramentas de monitoramento e de proteção da biodiversidade de tais áreas. Nesse sentido, o Turismo de Base Comunitária (TBC) é uma modalidade de gestão do turismo, que visa ao protagonismo comunitário, em todos os processos de organização, de elaboração e de execução da atividade turística, além de conservar ao máximo os recursos ambientais, a cultura e o bem-estar das populações locais. A experiência vivida implanta uma consciência ambiental em seus praticantes, além de trocas de saberes entre comunitários e turistas. Assim, este estudo objetiva realizar uma análise do desenvolvimento local e da aplicabilidade das práticas do TBC no turismo sustentável, considerando seu emprego em Unidades de Conservação.

Biografia do Autor

Christian Nunes da Silva, universidade federal do Pará (UFPA)

Bacharel e Licenciado em Geografia; Especialista em Gestão Ambiental; Especialista em Geoprocessamento e Ordenamento Territorial; Especialista em Ecologia e Gestão Ambiental; Mestre em Geografia; Doutor em Ecologia Aquática e Pesca e Pós-doutor em Desenvolvimento Regional (PPGMDR/UNIFAP). Pesquisador do Grupo Acadêmico a Produção do Território e Meio Ambiente na Amazônia (GAPTA/CNPq). Atualmente é Docente da Núcleo de Meio Ambiente da Universidade Federal do Pará (NUMA/UFPA) e Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia (PPGEDAM/UFPA - Mestrado e Doutorado Profissional). Foi Vice-coordenador do PPGEO/UFPA no período de 2012 a 2016; Vice-coordenador do PPGEDAM/UFPA nos anos de 2019 a 2021 e atual Coordenador do PPGEDAM/UFPA para os anos de 2021-2025. É coordenador do curso de especialização em Geoprocessamento e Análise Ambiental (CGAA/PROFIMA/NUMA/UFPA) e Coordenador Adjunto do curso de especialização em Educação Ambiental e Sustentabilidade (CEAS/PROFIMA/NUMA/UFPA). Colaborador e Professor Visitante no Instituto Polítécnico de Beja (IpBeja-Portugal). Colaborador e Professor Visitante da Universidade de Luanda (UniLuanda-Angola). Possui livros e artigos publicados com ênfase em Geografia e Cartografia; Impactos de Grandes Empreendimentos na Amazônia Brasileira, Ordenamento Territorial e Gestão dos Recursos Naturais na Amazônia; Mapeamento Participativo e Territorialidades; Geoinformação e uso de Geotecnologias.

Referências

BARTHOLO, R. Sobre o sentido da proximidade: implicações para um turismo situado de base comunitária. In: BARTHOLO, R.; BURSZTYN, I.; SANSOLO, D. Turismo de Base Comunitária: diversidade de olhares e experiências brasileiras. Rio de Janeiro: Ed. Letra e Imagem, 2009.

BRASIL. Lei Federal nº 9.958, de 18 de julho de 2000. Sistema Nacional de Unidades de Conservação. Brasília, 18 jul. 2000. Disponível em http://www.mma.gov.br/estruturas/revizee/_legislacao/19_legislacao18122008092900.pdf. Acesso em: 02 fev. 2019.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Produto Interno Bruto (PIB). 2020. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/explica/pib.php. Acesso em: 06 jun. 2020.

BRASIL. Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO). Turismo de Base Comunitária em Unidades de Conservação Federal: Princípios e Diretrizes. Brasília: MMA, 2018. p. 01-22. Disponível em: http://www.icmbio.gov.br/portal/images/stories/comunicacao/publicacoes/turismo_de_base_comunitaria_em_uc_2017.pdf. Acesso em: 10 dez. 2019.

BRASIL. Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Turismo de Base Comunitária em Unidades de Conservação Federal: caderno de experiências / GUERRA, M. F.; ALVITE, C. M. de C.; SANTOS, B. de V. S. (Org.); FONTOURA, A. G. da C. et al. (Aut.); ilustrações de Daniel Dias Moreira. 1. ed. Brasília: ICMBio-MMA, 2019.

BRASIL. Ministério do Turismo (MTur). Plano Nacional de Turismo 2007/2010: Uma Viagem de Inclusão. Brasília: Ministério do Turismo, 2006.

BRASIL. Ministério do Turismo (MTur). Roteiros do Brasil: Turismo e Sustentabilidade. Brasília: [Ministério do Turismo], 2007.

BRASIL. Ministério do Turismo (MTur). Catálogo de Turismo de Base Comunitária. Brasília: [Ministério do Turismo], 2008.

BRASIL. Ministério do Turismo (MTur). Dinâmica e Diversidade do Turismo de Base Comunitária: desafio para a formulação de política pública. Brasília: Ministério do Turismo, 2010.

BRASIL. Ministério do Turismo (MTur). Turismo Responsável e Desenvolvimento Territorial nas Áreas Naturais Protegidas e seu Entorno. 2014. Disponível em: http://www.turismo.gov.br/images/conselhos/conselho_nacional/documentos_conselho/Apresentacao_Mtur_PNT_em_acao_parques_naturais.pdf. Acesso em: 03 abr. 2019.

BUARQUE, S. C. Construindo o desenvolvimento local sustentável. Rio de Janeiro: Garamond, 2004.

BURSZTYN, I. A contribuição do turismo ao desenvolvimento local. In: PORTUGUEZ, A. P.; SEABRA, G. de F.; QUEIROZ, O. T. M. M. (Org.). Turismo, espaço e estratégias de desenvolvimento local. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2012.

BURSZTYN, I. O ecoturismo e os hospedes de natureza. In: BARRETTO, M.; TAMANINI, E. Redescobrindo a ecologia do turismo. Caxias do Sul: Educs, 2002.

BURSZTYN, I. O turismo comunitário no nordeste brasileiro. In: BARTHOLO, R.; SANSOLO, D. G.; BURSZTYN, I. (Org.). Turismo de base comunitária: diversidade de olhares e experiências brasileiras. Rio de Janeiro: Letra e Imagem, 2009.

BURSZTYN, I. Os limites do desenvolvimento e do turismo. PASOS: Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, v. 1, n. 2, p. 161-171, jun. 2003.

BURSZTYN, I. Políticas públicas de turismo visando a inclusão social. 2005, 110f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2005.

BURSZTYN, I.; BARTHOLO, R.; DELAMARO, M. Turismo para quem? Sobre caminhos de desenvolvimento e alternativas para o turismo no Brasil. In: BARTHOLO, R.; BURSZTYN, I.; SANSOLO, D. Turismo de Base Comunitária: diversidade de olhares e experiências brasileiras. Rio de Janeiro: Ed. Letra e Imagem, 2009.

CORIOLANO, L. A Contribuição do Turismo ao Desenvolvimento Local. In: PORTUGUEZ, A. P.; SEABRA, G. de F.; QUEIROZ, O. T. M. M. Turismo, Espaço e Estratégias do Desenvolvimento Local. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2012. p. 61-70.

COSTA, H. A. Destinos do turismo: percursos para a sustentabilidade. Rio de Janeiro: FGV, 2013.

DORES, L. A. O. das. Turismo de base comunitária como indutor de desenvolvimento local: um estudo da realidade e potencialidades no Distrito de Porto Salvo, município de Vigia de Nazaré-PA. 2015. Dissertação (Mestrado em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia) − Programa de Pós-Graduação em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia (PPGEDAM), Núcleo de Meio Ambiente (NUMA), Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém, 2015.

DUTRA, A. da R. S. Turismo, áreas protegidas e inclusão social: diálogos entre saberes e fazeres. In: IRVING, M. de A.; RODRIGUES, C. G. de O.; RABINOVICI, A.; COSTA, H. A. (Org.). Turismo, áreas protegidas e inclusão social: diálogos entre saberes e fazeres. Rio de Janeiro: Ed. Folio Digital; Letra e Imagem, 2017.

FABRINO, N. H. Turismo de Base Comunitária: dos conceitos às práticas e das práticas aos conceitos. 2013. Dissertação (Mestrado) − Centro de Desenvolvimento Sustentável, Universidade de Brasília, Brasília, 2013.

FABRINO, N. H.; NASCIMENTO, E. P.; COSTA, H. A. Turismo de Base Comunitária: uma reflexão sobre seus conceitos e práticas. Caderno Virtual de Turismo, Rio de Janeiro, v. 16, n. 3, p. 18-35, 2016.

HENRÍQUEZ, C.; SAMPAIO, C.; ZECHNER, T. Pensando o conceito de turismo comunitário a partir de experiências brasileiras, chilenas e costarriquenha. In: II SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE TURISMO SUSTENTÁVEL, Fortaleza/Ceará, 2008. Anais [...]. Fortaleza, 2008.

INSTITUTO BRASILEIRO DE ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL (IBAM). Programa de Mobilização do Turismo Local. 2019. Disponível em: http://www.ibam.org.br/projeto/25. Acesso em: 14 jan. 2020.

INVIRG, Marta de Azevedo. Reinventando a reflexão sobre turismo de base comunitária: inovar é possível? In; BARTHOLO, R.; BURSZTYN, I.; SANSOLO, D. (Org.). Turismo de Base Comunitária: diversidade de olhares e experiências brasileiras. 2009. Disponível em: http://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/o_ministerio/publicacoes/downloads_ publicacoes/TURISMO_DE_BASE_COMUNITxRIA.pdf. Acesso em: 20 mar. 2019.

IVARS BAIDAL, J. A. Planificación y gestión del desarrollo turístico sostenible: propuestas para la creación de un sistema de indicadores (Proyecto METASIG). Alicante: Universidad de Alicante; Instituto Universitario de Geografia, 2001. 75 p. (Documentos de Trabajo, n. 1)

LEVÍ, M. J. A. O Turismo e Desenvolvimento Sustentável: Contributos do Turismo de Natureza no Desenvolvimento do Parque Nacional da Gorongosa. 2012. Dissertação (Mestrado em Turismo) — Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Lisboa, 2012.

MAGALHÃES, A. R. Um Estudo de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste Semi-árido. In: CAVALCANTI, C. (Org.). Desenvolvimento e Natureza: Estudos para uma sociedade sustentável. São Paulo: Cortez, 2003. p. 417-429.

NELSON, S. P.; PEREIRA, E. M. Ecoturismo: práticas para o turismo sustentável. Manaus: Ed. Vale; Uninorte, 2004.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DO TURISMO (OMT). Agenda para planificadores locales: turismo sostenible y gestión municipal. Madrid: OMT, 1999. (Edición para América Latina y el Caribe)

PINTO, P. M. Políticas públicas de turismo na Pan-Amazônia: processos de gestão local em áreas protegidas na tríplice fronteira do Brasil, Colômbia e Peru. 2016. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Universidade Federal do Pará, Belém, 2016.

SANSOLO, D.; BURSZTYN, I. Turismo de base comunitária: potencialidade no espaço rural brasileiro. In: BARTHOLO, R.; BURSZTYN, I.; SANSOLO, D. (Org.). Turismo de Base Comunitária: diversidade de olhares e experiências brasileiras. 2009. Disponível em: http://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/o_ministerio/pub. Acesso em: 12 mar. 2019.

SOUZA, M. J. Como pode o turismo contribuir para o desenvolvimento local? In: RODRIGUES, A. B. (Org). Turismo e desenvolvimento local. São Paulo: Hucitec, 1999. p. 17-42.

VASCONCELLOS SOBRINHO, M. Notas Introdutórias sobre Desenvolvimento e Desenvolvimento Territorial. In: MITSCHEIN, T.; ROCHA, G. de M.; VASCONCELLOS SOBRINHO, M. Desenvolvimento Local e o Direito à Cidade na Floresta Amazônica. Belém: NUMA/UFPA, 2013.

WCED. Our Common Future. Oxford: Oxford University Press, 1987.

Downloads

Publicado

21/12/2021
Métricas
  • Visualizações do Artigo 555
  • pdf downloads: 602

Como Citar

ALVES, Y.; SILVA, C. N. da. O TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA E DESENVOLVIMENTO LOCAL EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO BRASILEIRAS. Revista Comunicação Universitária, Belém, v. 1, n. 2, 2021. DOI: 10.69675/RCU.2763-7646.4907. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/comun/article/view/4907. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos