CONHECIMENTO ATUAL SOBRE TRANSMISSÃO VERTICAL DE SARS-COV2

Autores

  • Joaquim Henrique Ribeiro Pereira Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA)/Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas
  • Giulia Roberta Cordeiro Barros
  • Gabriela Oliveira Moraes
  • Jamilly Poliane Nascimento Silva
  • Glenda Tayane de Oliveira Brito

Resumo

A COVID-19 já atingiu milhões de pessoas e abalou os sistemas de saúde em todo o mundo. São pelo menos 32 milhões de infectados e 900 mil mortos ao redor do globo e a infecção em neonatos vem sendo relatada e causa preocupação às gestantes e autoridades de saúde. Nesse contexto, buscou-se verificar o conhecimento atual sobre a possibilidade de transmissão vertical da COVID-19 através de revisão narrativa de 33 artigos indexados nas bases de dados Scielo e Medline. Os estudos incluídos nessa revisão constituem pesquisas do tipo revisão sistemática e metanálise e a maioria abordou o teste RT-PCR como método de pesquisa de COVID-19 em recém nascidos (RN). Embora uma parcela dos estudos traga relatos de acometimento de RN pela COVID-19, não é possível de fato determinar se a infecção acontece intraútero e nem afirmar que a transmissão vertical seja um potencial perigo na SARS-CoV-2. Estudos com maior poder de testagem e rigidez metodológica são necessários para elucidar essa questão e orientar os sistemas de saúde na adoção de medidas de controle, que assegurem a segurança e o bem-estar materno-fetal.

Biografia do Autor

Joaquim Henrique Ribeiro Pereira, Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA)/Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas

Enfermeiro residente em Enfermagem Obstétrica, Pesquisador bolsista do Programa Municipal de Bolsas de Estudos e Pesquisa para Educação pelo Trabalho (PET-Palmas) da FESP e Secretaria Municipal de Saúde de Palmas.

Giulia Roberta Cordeiro Barros

Enfermeira, Universidade do Estado do Pará

Gabriela Oliveira Moraes

Enfermeira, Universidade do Estado do Pará

Jamilly Poliane Nascimento Silva

Enfermeira, Universidade do Estado do Pará

Glenda Tayane de Oliveira Brito

Enfermeira, Universidade do Estado do Pará

Downloads

Publicado

02.05.2021