PERCEPÇÃO DE ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA SOBRE O PROCESSO INCLUSIVO NO ENSINO SUPERIOR: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Autores

  • Dayane Andrade dos Santos Universidade Federal do Pará
  • PRISCILLA BELLARD MENDES DE SOUZA

Resumo

O processo de educação inclusiva ainda enfrenta desafios que impede o acesso e a permanência de estudantes deficientes no ensino superior. O objetivo desta pesquisa foi investigar a inclusão a partir da percepção do aluno com deficiência dentro deste contexto, bem como apontar quais são as principais dificuldades e os avanço já alcançados nesse processo. Para isso, foi realizada uma Revisão Sistemática de Literatura (RSL) em artigos publicados na base Google acadêmico e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, entre o período de 2013 e 2018, utilizando os descritores educação inclusiva AND ensino superior. As buscas resultaram em 10 artigos cujos resultados foram lidos na íntegra. Os dados apontam para uma percepção negativa em relação as emoções causadas por má experiência na trajetória escolar, sendo destacados também as dificuldades envolvendo a falta de informação oferecida pelas universidades sobre os direitos e recursos ofertados ao aluno com deficiência. Percepções positivas são destacadas quanto ao incentivo familiar e de pares, apoio dos Núcleos de Acessibilidades e o interesse dos docentes em facilitar o processo de ensino aprendizagem. Conclui-se que apesar das barreiras que os alunos com deficiências enfrentam, estes apontam a universidade como um meio para conquistar sua independência e autonomia.

Biografia do Autor

Dayane Andrade dos Santos, Universidade Federal do Pará

Granduanda de pedagogia, atualmente é pesquisadora da Universidade Federal do Pará. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação inclusiva

Referências

ALEXANDRINO, et al. Desafios dos alunos com deficiência visual no ensino superior: um relato de experiência. CINERGIS. Vol. 18, n. 1, Santa Cruz do Sul, Jan./Mar., 2016.

BRASIL. Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília, 2008. Disponível em: www.portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf. Acesso em: 18 de maio de 2019.

BRASIL. Lei n. 13. 409, de 28 de dezembro de 2016 que Altera a Lei no 12.711, de 29 de agosto de 2012, para dispor sobre a reserva de vagas para pessoas com deficiência nos cursos técnicas de nível médio e superior das instituições federais de ensino. Brasília, 2016.

BRASIL. Lei n. 12. 711, em 29 de agosto 2012. Dispõe sobre o ingresso nas Universidades Federais e nas Instituições federais de Ensino Técnicos de nível médio dá outras providencias. Brasília, 2012.

FOLHA, Débora Ribeiro da Silva Campos; ROCHA, Genylton Odilon Rêgo. O currículo vivido por alunos com deficiência na Universidade Federal do Pará: Implicações para a educação inclusiva no ensino superior. Revista linhas. Vol. 15, n. 29, Florianópolis, Jul./dez., 2014.

GALVÃO, Taís Freire; PEREIRA, Mauricio Gomes. Revisões sistemáticas da literatura: passos para sua elaboração. Epidemiol. Serv. Saúde. Vol. 23, n. 1, Brasília, jan./mar. 2014.

GUERREIRO, Elaine Maria Bessa Rabello; ALMEIDA, Maria Amélia; FILHO, José Humberto da Silva. Avaliação da satisfação do aluno com deficiência no ensino superior. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior. V. 19, n. 1, Sorocaba, 2014.

LIMA, Aline, et al. Inclusão no ensino superior: uma proposta de ação em psicologia escolar. Psicologia Escolar e Educacional. Vol. 20, n.1, São Paulo, jan./abr. 2016.

MARTINS, Lisiê Marlene da Silveira Melo; SILVA, Luzia Guacira dos Santos. Tragetoria acadêmica de uma estudante com deficiência visual no ensino superior. Revista Educação em Questão. Vol. 54, n. 41, Natal, mai./ago., 2016.

OMOTE, Sadão. Atitudes em relação à inclusão no ensino superior. NASEN. V. 16, n. 1, 2016.

RIBEIRO, Eveline Borges; BENITE, Anna Maria Canavero. A educação inclusiva na percepção dos professores de química. Ciência & Educação. V. 16, n. 3, Neropólis, 2010.

SANTOS, Evelyn, et al. Inclusão no ensino no ensino superior: percepções dos estudantes com necessidades educativas especiais sobre o ingresso à universidade. Revista Portuguesa de Educação. V. 28, n. 2, Aveiro, 2015.

SANTOS, Jean Mac Cole Tavares; OLIVEIRA, Syham Kafka Vitorino de. Diálogo com a cultura surda e a inclusão no ensino superior: avaliação e proposição. HOLOS. Vol. 5, Rio Grande do Norte, 2014.

SANTOS, Roseli Albino; MENDONÇA, Suelene Regina Donola. Universidade cegos: A visão dos alunos e a (falta de visão) dos professores. Revista e- Curriculum. Vol. 13, n. 04, São Paulo, out./dez., 2015.

STROPARO, Eliane Maria; MOREIRA, Laura Ceretta. O papel na biblioteca universitária na inclusão de alunos com deficiência no ensino superior. Educação. V. 41, n. 1, Santa Maria, jan. /abr. 2016.

Downloads

Publicado

02.05.2021