Dialogias do desejo no conto “Aqueles Dois”, de Caio Fernando Abreu

Autores

  • Francisco Alves Gomes francisco.alves@ufrr.br
    Universidade Federal de Roraima

Resumo

O presente ensaio aborda traços do desejo homoafetivo no conto “Aqueles dois”, do escritor contemporâneo Caio Fernando Abreu. A construção discursiva entre as personagens Raul e Saul acontece paulatinamente em meio a um cenário de opressão institucional que intenta normatizar a existência de ambos. No entanto, através de códigos específicos da geografia dos afetos subalternizados, o desejo se transmuta em palavra, olhar, espacialidade e diferença, porque em ambas as personagens está a marca da chancela social, que no plano micro e macro o nomeiam como desviantes. Construo essa reflexão tomando por base os  teóricos Jean Baudrillard, Giorgio Agamben, Roland Barthes e outros. Assim, é no território do desejo que as pulsões homoafetivas são estruturadas e desvelam os anseios de plenitude dos personagens.

Palavras-chave: Gay; Desejo; Literatura; Conto; Homoerótico.

Downloads

Publicado

29/06/2024
Métricas
  • Visualizações do Artigo 8
  • PDF downloads: 2