CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS E EDUCAÇÃO EM SAÚDE, ABORDANDO O BULLYING NA ESCOLA: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Autores

  • João Paulo Menezes joaomenezes.fisio@gmail.com
    UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ

Resumo

Objetivo: Promover a reflexão, para crianças de cinco a oito anos, sobre o bullying e promover o cuidado através da contação de histórias. Método: Trata-se de um relato de experiência de uma ação educativa em saúde, em uma escola localizada na região metropolitana de Belém, com a participação de aproximadamente 200 alunos. A proposta da ação na escola foi desenvolvida por acadêmicos do curso de fisioterapia da UEPA que participam do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde/GraduaSUS) e acadêmicos convidados para participar da ação. Dessa forma, foram propostos temas sobre agressão física e verbal na escola, desrespeito ao professor e aos outros alunos sendo utilizado a estratégia lúdica da contação de histórias para tais fins. Principais resultados: Observou-se boa interação e participação dos alunos com a temática, na qual demonstraram atitudes de afeto e empatia durante a atividade que por sua vez podem ser atitudes promotoras de interrupção do ciclo violento do qual o bullying envolve, além de oportunizar aos acadêmicos, a experiência de utilizar ferramentas transdisciplinares para a educação em saúde. Considerações finais: A contação de histórias foi uma experiência útil para o entendimento dos malefícios que a prática do bullying pode resultar, pois as turmas mostraram-se receptivas à ação. Vale ressaltar que esta abordagem é de extrema importância na formação escolar desses alunos, a qual pode ser discutida e explorada de outras maneiras dentro do contexto da educação em saúde.

PALAVRAS-CHAVE: Bullying. Crianças. Educação em Saúde.

 

Downloads

Publicado

24.07.2019
Métricas
  • Visualizações do Artigo 214
  • PDF downloads: 84

Edição

Seção

Relatos de experiência