ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO NA FORMAÇÃO INICIAL EM EDUCAÇÃO FÍSICA DA UEPA, CAMPUS IX – ALTAMIRA

Resumo

O estudo objetiva analisar os benefícios do estágio não obrigatório na formação inicial de professores de Educação Física da Universidade do Estado do Pará, campus IX-Altamira/PA. Para tanto, apresenta os conceitos do estágio não obrigatório e suas implicações na formação em educação física a partir de reflexões acerca das experiências em diversos campos de atuação profissional. Ancorado em uma pesquisa exploratória, de abordagem qualitativa, foi realizado um estudo de campo com o propósito de ouvir os acadêmicos do Curso de Educação Física (CEDF) da Universidade do Estado do Pará (UEPA), campus IX – Altamira que vivenciam o estágio não obrigatório durante a formação inicial. A análise de dados foi realizado a partir da Análise Textual Discursiva (ATD) subsidiado pela metodologia proposta por Morais e Galiazzi (2016). Os resultados evidenciam que o estágio não obrigatório ou o estágio extracurricular traz benefícios para os acadêmicos em formação inicial por meio da troca de experiências, do enriquecimento do currículo e da aquisição de conhecimentos acerca da realidade profissional. Constatou que o estágio extracurricular possibilita ao discentes mais segurança para exercer a futura área de atuação profissional, já que os prepara para situações reais do exercício docente. 

Referências

ASSIS, Rivânia Lúcia Moura de; ROSADO, Iana Vasconcelos Moreira. A unidade teoria-prática e o papel da supervisão de estágio nessa construção. R. Katál, Florianópolis, v. 15, n. 2, p.203-211, dez. 2012.

BARREIRO, Iraíde Marques de Freitas e GEBRAN, Raimunda Abou. Prática de ensino e estágio supervisionado na formação de professores. AVERCAMP. São Paulo. 2006, reimpresso 2010.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Resolução n° 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília: Diário Oficial da União, 2013.

BRASIL. Constituição (2008). Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008. Da definição, classificação e relações de estágio. Brasília, DF: Presidência da República, 26 set. 2008. p. 1.

CHACON-MIKAHIL, Mara Patrícia Traina; MONTAGNER, Paulo Cesar; MADRUGA, Vera Aparecida. Educação Física: formação acadêmica e atuação profissional no campo da saúde. Motriz, Rio Claro, v. 15, n. 1, p.192-198, mar. 2009.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. - São Paulo: Atlas, 2008.

LAKATOS, E.M.; MARCONI, M. de A. Metodologia cientifica. 5. ed. – 5 reimpr. São Paulo: Atlas, 2011.

LAVALL, Jaqueline; BARDEN, Júlia Elisabete. Estágio não obrigatório: contribuições para a formação acadêmica e profissional do estudante da UNIVATES. Revista Gestão Universitária na América Latina - Gual, [s.l.], v. 7, n. 2, p.47-68, 28 maio 2014. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

MARCHRY, Maricélia. Estágio não obrigatório: gestão de ser acompanhamento no ensino superior. 2014. 128 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de pós graduação em gestão educacional. Universidade do Vale do Rio dos Sinos, 2014.

MARTINS, Maria Luiza del Rio; FIGUEIREDO, Zenólia Christina Campos. Trajetória formativa e profissional em educação física: conhecimentos da formação inicial e perspectivas de carreira. Motrivivência, Espírito Santo, v. 27, n. 44, p.11-23, maio 2015.

MORAIS, Roque; GALIAZZI, Maria do Carmo. Análise textual discursiva. 3ª ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2016.

NAKANO, Daniela Mitsuyo. Competências profissionais em educação física: visão dos estudantes-estagiários das universidades estaduais do Paraná. 2016. 134 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Educação Física, Universidade Estadual de Londrina, Universidade Estadual de Maringá., Londrina, 2016.

PEREIRA, Maria Rosane Soares. ESTÁGIO CURRICULAR NÃO-OBRIGATÓRIO: limites e perspectivas na formação dos estudantes para o mundo do trabalho. 2011. 187 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Maranhão, São Luis, 2011.

CEDF/ UEPA. Projeto Político-Pedagógico do Curso de Educação Física / Comissão de elaboração do projeto. 2007. 107 f. Universidade do Estado do Para, Belém, 2007.

REIS, Marcelo R. dos; MONTE, Emerson D. O ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO NA FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA E A PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO. TCC. - Curso de Educação Física, Universidade do Estado do Pará, 2013.

RODRIGUES, Eliana de Souza; CHAGAS, Maria Alzenira Souza das. Análise da produção dos TCCS do curso de Educação física dos anos de 2011 a 2015 da UEPA campus Altamira-PA. TCC. Altamira-PA, 2016.

RICHARDSON, Ricardo Jarry et al. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. Revisada e Ampliada. São Paulo: Atlas, 2014.

SANTOS, Daniela Silva dos. A importância do estágio para a vida acadêmica e profissional do aluno. 2014. Disponível em: https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/iniciacao-profissional/a-importancia-do-estagio-para-a-vida-academica-e-profissional-do-aluno/58044 Acesso em: 05 out. 2018.

SEVERINO, Antônio Joaquim, 1941 – Metodologia do trabalho científico. 23 ed. rev. Cortez. São Paulo, 2007.

SILVA, Dyene Rodrigues da; COSTA, Walmir Oliveira da. A importância do profissional de educação física no processo educativo. TCC. Altamira-PA, 2007.

SILVA, Mauro Sérgio da; BRACHT, Valter. INTERVENÇÃO PROFISSIONAL DURANTE A FORMAÇÃO INICIAL: contradições e possibilidades das experiencias docentes precoces em educação física. Motrivivência, Florianópolis, n. 25, p.57-76, dez. 2005.

UNIVERSIDADE POTIGUAR. Manual do estágio não obrigatório / Pró-Reitoria de Graduação e Ação Comunitária. – Natal: Edunp, 2011. 17p. – (Coleção Documentos Normativos da UNP. Série Laranja, Regulamentos e Normas das Atividades Acadêmicas, v.19).

VERENGUER, Rita de Cássia Garcia et al. Mercado de trabalho em Educação Física: significado da intervenção profissional em academia de ginástica. Motriz, Rio Claro, v. 14, n. 4, p.452-261, dez. 2008.

VIEIRA, Suelen Vicente. A Educação Física cuida do corpo... e ‘’mente’’: bases para a renovação e transformação da Educação Física. Conexões, v. 10, n. 1, p.163-169, 9 maio 2012. Universidade Estadual de Campinas. http://dx.doi.org/10.20396/conex.v10i1.8637696>. Acesso em: 09 de novembro de 2018.

Downloads

Publicado

15.08.2019
Métricas
  • Visualizações do Artigo 85
  • PDF downloads: 44

Edição

Seção

Artigos Originais