ESCOLARIZAÇÃO DE UMA CRIANÇA COM SÍNDROME DE DOWN: UM ESTUDO SOBRE ESTRESSE PARENTAL SOB A PERSPECTIVA MATERNA

Autores

  • Danielle Souza da Paixão Rocha danielle.guka@hotmail.com
    Universidade Federal do Pará
  • Priscilla Bellard Mendes de Souza pribellard@gmail.com
    UFPA

Resumo

A família, frente a um diagnóstico de Síndrome de Down (SD), pode traçar um destino para a criança determinado pela baixa crença no potencial cognitivo e social desta, acarretando possíveis fracassos no processo de socialização e escola­rização. A figura materna desempenha um papel importante no desenvolvimento da criança, servindo de elo intermediário entre ela e o meio, ajudando-a em sua adaptação. Considerando tal afirmação, este estudo objetivou compreender como a percepção materna pode interferir no processo de escolarização de uma criança com SD levando em consideração a ocorrência de estresse parental. Trata-se de um estudo de caso descritivo de abordagem qualitativa realizado com uma mãe de uma menina com SD em idade escolar, na cidade de Altamira-Pará-Brasil. Foi realizada uma entrevista, no local de trabalho da mãe, utilizando-se um roteiro composto por dez questões." Os resultados evidenciaram que a mãe apresentou percepção positiva diante do contexto do nascimento de uma filha com SD, assim como diante do processo de iniciação escolar da mesma, fundamentalmente por demonstrar baixas características pertinentes ao estresse parental, típico na maioria das famílias de crianças com deficiência, o que favoreceu e facilitou o processo de escolarização da filha. Conclui-se que a percepção materna pode influenciar positiva ou negativamente o processo de escolarização.

Biografia do Autor

Danielle Souza da Paixão Rocha, Universidade Federal do Pará

Pedagoga pela Universidade Federal do Pará/Campus de Altamira.

Priscilla Bellard Mendes de Souza, UFPA

Professora doutora em psicologia pela Universidade Federal do Pará.

Referências

ABIDIN, R.R. Parenting Stress Index: Manual, Administration Booklet, and Research Update. Charlottesville: Pediatric Psychology Press, 1983.

AGUIAR, M. S. S; NOVAES, I. S. S. Considerações acerca do desenvolvimento de crianças portadoras de Síndrome de Down. In: Temas pertinentes à construção da psicologia contemporânea. Belém: ed. Universitária UFPA, p. 298 a 326, 2005.

ALMEIDA, M. S. R. A expressão da sexualidade das pessoas com Síndrome de Down. Revista Iberoamericana de Educacion, São Vicente, n. 46, 2007.

BADIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, p. 229, 2011.

BATISTA, C. A.M.; MANTOAN, M. T. E. Atendimento educacional especializado em deficiência mental. In: GOMES, A. L. V. et al. Deficiência Mental. São Paulo: MEC/SEESP, 2007.

BRACCIALLI, L. M. P. et al . Qualidade de vida de cuidadores de pessoas com necessidades especiais. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 18, n. 1, p. 116-126, 2012. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php? >. Acesso em: 17 out. 2017

BRASIL, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: Lei n. 9.394/20.12.96. São Paulo: Saraiva, 1996.

BRITO, A. M. W; DESSEN, M. A. Crianças surdas e suas famílias: um panorama geral. Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v.12, n. 2, p. 429-445, 1999.

CARVALHO, C. T. et al. O processo de alfabetização do aluno com síndrome de Down na escola inclusiva nos anos iniciais do ensino fundamental. Revista Eletrônica do Curso de Pedagogia das Faculdades OPET, Curitiba, n. 10, 2015. Disponível em:

<http://www.opet.com.br/faculdade/revista-pedagogia/pdf/n10/ARTIGO1.pdf>, Acesso em: 20 set. 2015.

CATAFESTA, J. A. J. Educação Escolar da Criança com Síndrome de Down. 2013. 52 f. Monografia (Especialização em Educação: Métodos e Técnicas de Ensino). Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Foz do Iguaçu, 2013.

CAVALCANTI, G. A. Stress e qualidade de vida dos cuidadores de crianças portadoras de Síndrome de Down. 2011.96f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica) - Pró Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Católica de Pernambuco, Pernambuco, 2011.

CUNHA, K. C; PONTES, F. A. R; SILVA, S. S. C. Pais de Crianças com Paralisia Cerebral Pouco Estressados. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília: v. 23, n. 1, p. 111-126, 2017.

DECLARAÇÃO DE SALAMANCA. Necessidades Educativas Especiais - NEE In:

Conferência Mundial sobre NEE: Acesso em qualidade - UNESCO. Salamanca/ Espanha: Unesco 1994. Disponível em: <http://redeinclusao.web.ua.pt/files/fl_9.pdf> Acesso em: 17 Out. 2017.

FERREIRA, F. S. O impacto psicológico nas mães pelo nascimento de uma criança com Síndrome de Down. Psicologia. PT - O portal dos Psicólogos, 2014. Disponível em: <http://www.psicologia.pt/artigos/textos/A0884.pdf > Acesso em: 23 set. 2017.

FRANCO, V. Tornar-se pai/mãe de uma criança com transtornos graves do desenvolvimento. Educar em revista, Curitiba: n. 59, p. 35-48, 2016.

GALBES, Vania; GROSSI, Renata. Síndrome de Down e sexualidade: mitos e verdades. Pediatria Moderna, Londrina, v. 42, n. 10, p. 426-430, 2012.

HENN, C. G.; GARCIAS, G. L. A família no contexto da Síndrome de Down: revisando a literatura.Psicologia em Estudo, Maringá: v. 13, n. 3, p.485-493, 2008.

JUNIOR, J. V; LIMA, A. L. S. A inclusão da criança com Síndrome de Down no ensino regular. Revista Iniciação Científica, Criciúma, v. 9, n. 1, 2011.

LIPP, L. K.; MARTINI, F. O.; MENEGOTTO, L. M. O. Desenvolvimento, escolarização e Síndrome de Down: expectativas maternas. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 20, n. 47, p. 371-379, 2010.

LUIZ, F. M. R. et al. Inclusão de crianças com Síndrome de Down. Psicologia em Estudo, Maringá, v.17, n. 04, p. 649-698, 2012.

MACIEL, M. R. C. Portadores de deficiência: a questão da inclusão social. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 14, n. 2, p. 51-56, 2000.

MANTOAN, M.T.E. Inclusão Escolar. O que é? Por quê? Como fazer? 1. ed. São Paulo: Moderna, 2003.

MATA, C. S.; PIGNATA, M. I. B. Síndrome de Down: aspectos biológicos e sociais. Goiânia. 2014. Disponível em: <https://www.cepae.ufg.br/up/80/o/TCEM2014> Acesso em 10 out. 2017.

MINETTO, M. F. et al. Práticas educativas e estresse parental de pais de crianças pequenas com desenvolvimento típico e atípico. Educar em Revista, Curitiba, ed. 43, p. 117-132, 2012.

OLIVEIRA, L. C; EDUARDO, I. M; PRUDENTE, C. O; RIBEIRO, M. F. M. Estresse geral e estresse parental em pais de crianças e adolescentes com Síndrome de Down. In: CONGRESSO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DA UEG, 3, 2016, Pirenópolis. Anais Eletrônicos. Pirenópolis: UEG, 2016. Disponível em: Disponível em: www.anais.ueg.br/index.php/cepe/article/download/6888/4484 Acesso em: 10 set. 2017.

RIBEIRO, M. F. M; PORTO, C. C; VANDENBERGHE, L. Estresse parental em famílias de crianças com paralisia cerebral: revisão integrativa. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 18, n. 6, p. 1705-1715, 2013.

RIBEIRO, M. F. M; et al. Mães de crianças, adolescentes e adultos com Síndrome de Down: estresse e estratégias de enfrentamento. Investigação Qualitativa em Saúde, Porto, v. 2, 2016.

RIBEIRO, M. F. M. et al. Estresse parental em mães de crianças e adolescentes com paralisia cerebral. Ribeirão Preto, v. 22, 2014.

RODRIGUEZ, F.T.; CARNEIRO, T. F. Os bebês com Síndrome de Down e seus pais: novas propostas para intervenção. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 29, supl. 1, p. 831-840, 2012.

SANCHES, L. A. S; JÊNIOR, G. A. F. Relatos maternos sobre o impacto do diagnóstico da deficiência dos filhos. Caderno Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 19, n. 3, p. 366-374, 2011.

SILVA, N. L. P.; DESSEN, M. A. Crianças com Síndrome de Down e suas interações familiares. Psicologia: Reflexão e Crítica, Brasília, v.16, n.3, p. 503-514, 2003.

SOUZA, P. B. M. Configuração do mesossistema entre professores e pais de alunos com deficiência. 2009. 150 f. Dissertação (Mestrado em Teoria da Pesquisa do Comportamento). Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento, Universidade Federal do Pará, Belém, 2009.

TRIVIÑOS, A.N.S. Introdução à pesquisa em Ciências Sociais: a pesquisa qualitativa em educação - o positivismo, a fenomenologia, o marxismo. São Paulo: Atlas, 1987.

WWW.movimentodown.org.br

YIN, R.K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: ed. 3. Bookman, 2010.

Downloads

Publicado

15.08.2019
Métricas
  • Visualizações do Artigo 265
  • PDF downloads: 79

Edição

Seção

Artigos Originais