Memórias, Artesanias e outras Narrativas: uma metodologia de trabalho no campo do Patrimônio Cultural

Autores

Resumo

Este artigo é um texto recorrente de uma pesquisa que explora as memórias e identidades em diálogos com a Arteterapia. No entanto, questiona suas abordagens essencialistas, embora acolha suas técnicas. O estudo questiona a concepção de identidade fixa, destacando sua complexidade e transformação constante. Ele enfatiza a importância de investigar memórias e identidades por meio de expressão artística e narrativas. Conclui-se que as histórias de vida são merecedoras de reflexões no campo do Patrimônio Cultural, não como saberes fixos, mas como narrativas dignas de preservação e reconfigurações.

Biografia do Autor

Raquel Alvarenga Sena Venera , Universsidade da Região de Joinville Univille

Doutorado em Educação, Universidade Estadual de Campinas, Unicamp. É docente permanente do Programa de Pós-graduação em Patrimônio Cultural e Sociedade e Curso de História, ambos da Univille.

Vinicius Armiliato , Universsidade da Região de Joinville Univille

Doutor e Pós-doutorado em Filosofia, ambos pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUC-PR. Professor adjunto no Curso de Psicologia da Universidade da Região de Joinville, Univille e pesquisador em colaboração no Programa de Pós-Graduação em Patrimônio Cultural e Sociedade, da Univille e do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUC-PR.

Downloads

Publicado

29/06/2024
Métricas
  • Visualizações do Artigo 9
  • PDF downloads: 5