A constituição da subjetividade feminina no processo de valorização das mulheres em Camadas das memórias em lágrimas, de Monique Malcher

Autores

  • Cristiane de Mesquita Alves crismesquita@ufpa.br
    Universidade Federal do Pará

Resumo

O objetivo deste estudo é apresentar como é constituída uma identidade subjetiva das mulheres presentes no conto Camadas das memórias em lágrimas, do livro Flor de Gume (2023) da escritora paraense Monique Malcher, a partir da observação das estratégias organizadas por elas, para se desvincularem do domínio do território masculino que as mantinha na condição de subalternidade e opressão. Para tanto, a pesquisa foi organizada com base em uma metodologia bibliográfica, de revisão de literatura dos estudos de teoria feminista de Beauvoir (2009), Cixous (2022) e Zizane (2013) no que diz respeito ao pensamento feminista, papel identitário e formação subjetiva da mulher, enquanto sujeito e reconhecimento de si no processo de valorização de seu lugar na sociedade; Lerner (2019) sobre a criação do patriarcado e sua insistência na perpetuação de controle sob os corpos e comportamentos das mulheres e outras teóricas que contribuíram para a construção da argumentação levantada no trabalho.

Downloads

Publicado

23/01/2024
Métricas
  • Visualizações do Artigo 34
  • PDF downloads: 16