CHAMADA PARA SUBMISSÃO - METODOLOGIAS: PERCURSOS DA ESCRITA ACADÊMICA

02/08/2022

METODOLOGIAS: PERCURSOS DA ESCRITA ACADÊMICA

 

Manoel de Barros poetiza “a expressão reta não sonha” (2006, p. 75), assim, é sempre saudável repensar os caminhos. E, se estamos em paragens acadêmicas, escrever, impreterivelmente, implicará um percurso metodológico. Eis, pois a questão chave a inquietar os pesquisadores: “como é que se aprende a fazer enquanto se faz? Como aprender modos de fazer?” (HISSA, 2013, p. 124). Mobilizados por tais indagações, e outras a vir, neste entremeio, o presente volume da Revista Sentidos da Cultura, convida a refletirmos sobre os encontros dos pesquisadores com suas metodologias de trabalho. Nesse percurso, implicações entre forma e conteúdo, perspectivas de estudo, fundamentos epistemológicos e pessoalidades, desejo e satisfação, normas e insurreições. Cada caminhada é única e, cada homem e/ou mulher pesquisadora (o), em meio aquilo que lhe constitui, encontrará a metodologia que lhe cabe. Assim, relembremos nossas pesquisas e o modo como chegamos às suas metodologias; bem como, possamos refletir sobre o papel que a metodologia tem desempenhado em nossos trabalhos a partir de cada objeto/fenômeno pesquisado. Acolheremos, desse modo, artigos de distintas áreas do conhecimento, na compreensão da riqueza que podemos usufruir neste intuito. E, se, “é o desassossego da crise que desencadeia o trabalho do pensamento” (ROLNIK, 2011, p. 286), sejamos pródigos em “desassossegos metodológicos”.

 

PERÍODO DE SUBMISSÃO: 10 DE AGOSTO A 31 DE OUTUBRO DE 2022

 

Editores: Mailson Soares, Evellin Figueiredo e Marcia Daniele Lobato

 

Barros, Manuel. Livro sobre nada. Rio de Janeiro: Record; 1996.

HISSA, Cássio Eduardo Vianna. Entrenotas: compreensão de pesquisa. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013.

ROLNIK, Suely. Geopolítica da Cafetinagem. In: Ana Lúcia Pardo (Org). A teatralidade do humano. São Paulo: Edições SESC SP, 2011.