REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA POBREZA NA RELIGIOSIDADE PENTECOSTAL

Autores

  • Daniel Silva Pinto

Palavras-chave:

Representação. Religiosidade. Pentecostalismo. Pobreza

Resumo

Resumo Este trabalho objetiva realizar uma análise entre a religiosidade pentecostal e as representações da pobreza que esta religiosidade produz. Busca relacionar, por meio do conceito de representação social de Serge Moscovici, o pensamento religioso e as visões de mundo dos praticantes da religiosidade em questão ao seu cotidiano, pautado por uma escassez crônica de bens materiais e simbólicos, e as respostas elaboradas pelos religiosos sobre as causas de sua pobreza e os decorrentes problemas socioeconômicos de sua condição social. Estas representações religiosas afetam de forma expressiva a dinâmica socioeconômica das populações em questão, criando uma comunidade de sentidos que se desenvolve a partir da troca regular de bens materiais e simbólicos.

Biografia do Autor

Daniel Silva Pinto

Mestre em Ciências da Religião – Universidade Estadual do Pará - UEPA e Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Pará - UFPA. E-mail para contato: <danielkardec7240@gmail.com>

Referências

ALENCAR, Gedeon de. Assembleias brasileiras de Deus: teorização, história e tipologia – 1911-2011. Tese (Doutorado em Ciências da Religião), PUC, São Paulo, 2012.

BÍBLIA, Português. A Bíblia Sagrada, Antigo e Novo Testamento. Brasília: Sociedade Bíblia do Brasil, 1969.

MARIANO, Ricardo. Neopentecostais, sociologia do novo pentecostalismo no Brasil. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

MOSCOVICI, Serge. Representações sociais, investigações em psicologia social. Petrópolis: Vozes, 1995.

MARIZ, Cecília L. A teologia da batalha espiritual: uma revisão da bibliografia. Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais, n. 47, 1999, p. 33-48.

PROENÇA, Wander de Lara. Da ascese aos bens do mundo ao anseio por um mundo de bens: representações da pobreza e da riqueza nas práticas do pentecostalismo brasileiro. In: OLIVA, Alfredo dos Santos; BENATTE, Antônio Paulo (Org.). 100 anos de pentecostes, capítulos da história do pentecostalismo no Brasil. São Paulo: Fonte editorial, 2010, p. 357-

Downloads

Edição

Seção

Artigos do Dossiê